Guia do Estudante

Aventuras na História

Qual foi o maior império de todos os tempos

Mário Araujo | 01/02/2006 00h00

Afinal, qual foi o maior império de todos os tempos?

Marcelo Velloso

Rio de Janeiro/RJ

A resposta: foi o Império Romano. A justificativa: ele foi o império mais importante porque influenciou – e continua influenciando – as mais variadas culturas.

Na verdade, responder a pergunta não é tarefa fácil. O tema é bastante polêmico porque engloba critérios diversos (extensão, duração, poder efetivo etc.) e especialidades históricas distintas. Os pesquisadores, portanto, costumam discordar entre si sobre qual foi o maior império. Ao apontar o Império Romano – que durou de 27 a.C. a 395 – como o maior de todos os tempos, estamos levando em consideração a importância das marcas que ele deixou em povos de tradições muito diferentes.

As cidades, nos moldes em que as conhecemos hoje, por exemplo, são influência do Império Romano. As províncias dele eram autônomas, o que permitia que vivessem sem contato com o poder central. Como os povos conquistados aceitavam a idéia da dominação, Roma, o poder central, transferia para a área subjugada parte da administração e assentamentos de soldados. Assim nasciam as chamadas colônias – as bases das atuais cidades. A cultura, a lingüística e a arquitetura também devem muito aos romanos. Isso sem falar nas heranças políticas e sociais, como o sistema republicano de governo e o direito.

Além disso, o conceito de império foi criado pelos romanos. “A palavra vem do latim imperium e significa competência de poder ou poder de autoridade”, afirma o historiador Marcos Caldas, da Universidade Federal Fluminense. “No início, o termo não tinha uma relação direta com extensão territorial. Aos poucos, tal poder foi penetrando na vida jurídica e civil, contribuindo, mais tarde, para a criação da figura do imperador.” Isso aconteceu em 40 a.C., quando Caio Otávio, sobrinho de Julio César, incorporou o título ao nome e passou a se chamar Imperador César Divi Filius Augustus, ou Imperador Augusto, filho do divino César.

 

No alto do pódio

Em outros aspectos, esses também sãoos maiores

O império mais extenso

O Império Mongol dominou boa parte do mundo oriental entre os séculos 13 e 14. China, Coréia, Mongólia, Pérsia, Armênia, Turquestão e regiões do Vietnã, Tailândia e Rússia faziam parte dele, o maior em extensão: tinha 33 150 000 km2, duas vezes maior que o romano e quatro maior que o de Alexandre, o Grande. A tradição nômade e seminômade inibia a construção de cidades e culminou na queda do império.

O império mais duradouro

O Império Bizantino, o mais longo, existiu por 1 058 anos. Iniciado em 395, com a divisão do Império Romano, ele se estendeu até 1453, com a tomada de Constantinopla pelos turcos-otomanos. Marrocos, Cartago, sul da França e da Itália, ilhas da península Balcânica e Egito, entre outros territórios, foram dominados. O fim do período bizantino marcou também o fim da Idade Média.

O maior conquistador

Alexandre, o Grande (356–323 a.C.), além de ter sido o maior conquistador, é o mais famoso deles. Entre seus feitos destacam-se a vitória contra Dario III da Pérsia, o maior rei da época, a grande distância cruzada por seu exército (chegaram além do rio Indus, na Índia) e o fato de ser o único general grego que jamais perdeu uma batalha. Alexandre dominou 90% do mundo conhecido na época.

 

Compartilhe

Busque em História

Edições Anteriores

Edição 130
Edição 130

Edição 129
Edição 129

Edição 128
Edição 128

Edição 127
Edição 127

Edição 126
Edição 126

Edição do mês

edição 133

edição 133,
agosto 2014
Como uma ideologia que prega o ódio renasceu e hoje é uma ameaça à democracia

Assine Aventuras na História