logo-ge

As notícias internacionais mais importantes da semana de 15/5

Veja os destaques do noticiário para quem vai prestar vestibular. Todas as informações são da Agência Brasil

Crise piora na Venezuela; países debatem tema e Brasil se prepara para receber refugiados

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, aprovou no começo da semana um novo decreto de “estado de exceção e emergência econômica” que restringe as garantias constitucionais em todo o território nacional como uma medida para “preservar a ordem interna”, segundo norma publicada nesta terça-feira (16). Alguns dias depois, milícias saquearam lojas e entraram em confronto com as forças de segurança na tumultuada região oeste da Venezuela, onde três soldados foram acusados nesta quinta-feira (18) de matar um homem que estava comprando fraldas para seu filho, segundo testemunhas.

As seis semanas seguidas de protestos contra o governo já resultaram em ao menos 44 mortes, e deixaram centenas de feridos e presos. Manifestantes estão exigindo eleições para derrubar o governo que acusam de destruir a economia e de transformar a Venezuela em uma ditadura. Maduro diz que seus adversários estão tentando realizar um golpe violento. Com o agravamento da crise, a França pediu que seja estabelecida uma mediação regional ou internacional entre o governo do país e grupos de oposição para pôr fim a crescente violência na nação produtora de petróleo.

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, disse na segunda (15) que o Brasil está se preparando para receber oficialmente refugiados venezuelanos que fogem da violenta crise política, descontrole da inflação e escassez de alimentos no país vizinho. O governo de Roraima calcula já ter recebido cerca de 30 mil pessoas vindas da Venezuela e, em dezembro do ano passado, já havia decretado Situação de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional nos municípios de Pacaraima e Boa Vista, por causa do fluxo migratório. Leia mais aqui.

Ativistas LGBT russos resgatam e pedem asilo para 43 gays da Chechênia

Ativistas da ONG Rede Russa LGBT informaram nesta quinta-feira (18) que resgataram 43 homossexuais da Chechênia e pediram asilo para os mesmos em países europeus, perante o perigo que eles correm nessa república do Cáucaso, segundo denúncias. Os testemunhos das vítimas falam de confinamentos em condições sub-humanas, torturas com choques elétricas, violações com garrafas, desaparecimentos e mortes.

A “Rede Russa LGBT” não tem representação na Chechênia e nunca trabalhou antes nessa região de maioria muçulmana, que está no olho do furacão depois que o jornal russo Novaya Gazeta denunciou a perseguição e assassinatos de homossexuais em seu território, bem como a existência de prisões secretas para as minorias sexuais.

Líder sul-coreano diz que conflito com Coreia do Norte é altamente possível

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, disse nesta quarta-feira (17) que existe uma “alta possibilidade” de um conflito com a Coreia do Norte, país que está levando adiante programas de mísseis e nuclear que diz serem necessários para se contrapor a uma agressão dos Estados Unidos. Os comentários de Jae-in vieram horas depois de a Coreia do Sul, que abriga 28.500 soldados norte-americanos, dizer que deseja abrir um canal de diálogo com o vizinho do norte. Ele visa uma política dupla, envolvendo sanções e diálogo, para tentar conter os norte-coreanos.

Moon venceu a eleição presidencial da Coreia do Sul na semana passada com uma abordagem mais moderada em relação ao vizinho e disse que quer buscar o diálogo – mas que a Coreia do Norte precisa mudar sua atitude de insistir em levar adiante seu desenvolvimento de armas. O país ao norte não faz segredo do fato de que está desenvolvendo uma míssil de capacidade nuclear que seja capaz de atingir o território continental dos EUA, e vem ignorando os pedidos para que interrompa os seus programas de mísseis e nuclear – até da China, sua única grande aliada.

Trump é investigado por supostamente compartilhar informações com a Rússia e reclama de “caça às bruxas”

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quinta-feira (18) que está sendo alvo de uma “caça às bruxas”, após a nomeação de um procurador especial, o ex-diretor do FBI (a polícia federal do país) Robert Mueller, para supervisionar a investigação sobre a suposta interferência russa nas eleições americanas e os possíveis vínculos do Kremlin com a campanha. Segundo o presidente, mesmo com “todos os atos ilegais” que ocorreram na campanha de sua rival democrata, a ex-secretária de Estado Hillary Clinton, e no governo do ex-presidente Barack Obama, “nunca houve a designação de um procurador especial”.

Trump havia dito antes que tem o “direito absoluto” de compartilhar informação com a Rússia porque quer que Moscou “intensifique sua luta” contra o Estado Islâmico (EI) e o terrorismo. A fala foi uma resposta a uma reportagem segundo a qual o governante revelou recentemente informações secretas sobre o EI ao ministro russo de Relações Exteriores, Sergey Lavrov.

China firma acordos com 68 países para criar uma nova Rota da Seda

Em sintonia com a sua proposta de estabelecer uma nova Rota da Seda, revivendo no século 21 as rotas comerciais milenares que conectavam o Ocidente e o Oriente, a China firmou acordos de cooperação com 68 países e organizações internacionais no âmbito da iniciativa Um Cinturão, Uma Rota (One Belt, One Road).

O anúncio foi feito no dia 15 pelo presidente chinês Xi Jinping, em pronunciamento à imprensa ao final do Fórum do Cinturão e da Rota para a Cooperação Internacional (Belt and Road Forum for International Cooperation, em inglês), realizado na capital chinesa. A meta de Pequim é promover uma extensa rede de infraestrutura, comércio e cooperação econômica ao longo dos mais de 60 países que compõem o extenso trajeto que engloba a Europa, a Ásia e a África.

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s