logo-ge

Medicina: respostas para 9 dúvidas comuns

A profissão dos sonhos de muita gente, Medicina é um dos cursos mais concorridos dos vestibulares

A profissão dos sonhos de muita gente, Medicina é um dos cursos mais concorridos dos vestibulares. Para ser aprovado, você sabe que a dedicação tem que ser intensa. Portanto, para encarar essa empreitada, é bom ter certeza da sua escolha. Então, que tal conversar com um professor coordenador de curso de Medicina para perguntar como é a graduação e o que esperar desse curso? O Guia do Estudante fez isso para você. Entrevistamos a coordenadora e a vice-coordenadora – professoras Priscila Bogar e Simone Holzer, respectivamente – do curso de Medicina da Faculdade de Medicina do ABC, em Santo André (SP). Confira o que elas falaram sobre o curso.

Qual a diferença entre Biomedicina e Medicina?

5 fatos sobre Medicina que você provavelmente não conhecia

(imagem: istock)

1- Qual o perfil do aluno de Medicina? Que características/interesses, em geral, eles têm?

O perfil é de um aluno curioso, interessado na área de ciências da natureza (biologia), com muita disposição para estudar, dedicado e que sabe se relacionar com as pessoas.

2- Como um estudante de Ensino Médio pode saber se ele tem o perfil  para o curso?

Se ele gostar de biologia e se interessar pela medicina, ele deve procurar conversar com médicos já formados, visitar hospitais e consultórios. Assim, ele conhecerá melhor a rotina do médico e para ver se realmente é isso que ele quer.

3- Quais as maiores dificuldades encontradas pelos alunos, sobretudo pelos ingressantes?

Como em qualquer outro curso, os alunos estranham um pouco os métodos e ritmo de ensino e o volume do conteúdo. No início, eles acham que precisam estudar muito, mas depois pegam o ritmo.

4- Do que parte do curso os estudantes costumam gostar mais?

O que mais chama a atenção deles é o contato precoce com os centros de saúde e procedimentos básicos de medicina, como aplicar injeções, aferir pressão arterial etc. Também gostam de aulas práticas, como anatomia e laboratórios.

5- Como está estruturada a parte teórica do curso?

Do primeiro ano até a metade do quarto ano, temos 37% de disciplinas básicas e 63% de disciplinas clínico-cirúrgicas. A partir da metade do quarto ano até o sexto e último ano, temos somente aprendizagem prática (internato; veja questão 8).

6- Quais as principais disciplinas básicas? O que se aprende nelas?

Anatomia: características morfológicas gerais do corpo humano, detalhes dos sistemas respiratório, cardiovascular, gênito-urinário, ósteo muscular, digestivo etc. Aulas teóricas e práticas em cadáveres formalizados.

Bioquímica: entendimento de todo o funcionamento químico do corpo humano, suas funções de geração de energia, envelhecimento, respiração, circulação digestão.

Fisiologia: une os dois conhecimentos anteriores e estuda a função dos órgãos correlacionando com sua anatomia e processos bioquímicos.

7- E as específicas? Quais os destaques?

Propedêutica: os alunos aprendem a fazer a anamnese do paciente, isto é, a história da doença atual, história pessoal, hábitos, vícios, histórico familiar. Também aprendem a realizar o exame físico do paciente.

Pediatria: ensina toda a medicina aplicada a faixas etárias específicas, como neonatologia (recém -nascidos), puericultura (acompanhamento do desenvolvimento de crianças saudáveis), pediatria geral (crianças com doenças agudas ou crônicas) e hebiatria (saúde do adolescente). A pediatria atua desde o atendimento básico em Unidades Básicas de Saúde (UBSs), hospitais e maternidades, até UTIs.

Cirurgia Geral: centra nas doenças que evoluem para cirurgia e atua não só no centro cirúrgico como nos prontos socorros e ambulatórios.

As disciplinas específicas têm cerca de 40% de sua carga horária em aulas práticas, em postos de saúde ou hospitais.

8- Como são as atividades práticas?

A parte prática permeia todo os 6 anos de curso, mas nos últimos 2,5 anos é integral, chamado internato. Nesses estágios, os alunos passam por Clínica Médica, Clínica Cirúrgica, Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia e Atenção Primária (atendimento inicial). Os alunos vivenciam atendimento nas UBSs, ambulatórios, hospitais, centros cirúrgicos, pronto-socorros e UTIs.

9- Ao final dos 6 anos de curso, qual a porcentagem de alunos que faz a residência médica (os dois anos depois de formado para obter uma especialização)?

A grande maioria faz residência médica, cerca de 90%.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s