logo-ge

Moda: como é o dia a dia de um profissional

Estilismo, modelagem, gestão e produção são as principais áreas de atuação

(scyther5/iStock)

Na hora de escolher um curso superior, um ponto fundamental é trocar uma ideia com quem já passou por isso – no caso, alguém que optou pela graduação que você está pensando em prestar.

Neste post, entrevistamos a empresária Daniela Sabbag, que cursou Design de Moda na Faculdade Senai Cetiqt, no Rio de Janeiro, e hoje é sócia da marca de roupas Wasabi. Ela conta como foi o seu percurso até aqui e como é o seu dia a dia de trabalho.

Guia do Estudante (GE): Daniela, você sempre quis estudar Moda?

Daniela Sabbag: Não! A minha primeira faculdade foi Direito, que cursei na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Mas, aos 20 e poucos anos, eu percebi que estava insatisfeita e que não gostava do meu trabalho. Foi quando resolvi mudar de profissão e optei por Moda. Fiz, então, um curso de pós-graduação em varejo (vendas), mas vi que deveria fazer mesmo era uma nova graduação. Aí me apaixonei pelo Design.

GE: E como foi essa mudança do Direito para a Moda?

Daniela Sabbag: O curso de Design de Moda foi uma grande experiência de vida. Foi onde eu me encontrei, fazendo o que eu gosto. Pude me embrenhar totalmente na indústria da moda. Desde a construção do fio até a construção da peça.  Me descobri como criadora e desenvolvedora de produto, além de uma ótima vendedora. Hoje eu até gosto de vender, mas eu adoro desenvolver, pesquisar tecido, fazer as escolhas de cores, estampas, texturas. Então, muito mais do que me descobrir uma designer, me apaixonei por todo o processo produtivo.

 GE: E a graduação? O que você mais gostou no curso?

Daniela Sabbag: Eu gostei do curso do Senai Cetiqt porque é muito voltado para a indústria. Eu consegui olhar e entender a cadeia produtiva inteira. Desde o início do curso, o fato de você estar em um grande modelo de fábrica faz você compreender todo o ciclo – as plantas piloto de confecção, tecelagem e acabamento reproduzem o ambiente produtivo industrial. Eu hoje sou uma profissional que olha para uma peça de roupa e entende todas as fases do produto e também do negócio. Sei como uma costureira faz, como um cortador faz, como um tecido é construído e até porque um engenheiro pensou sobre determinada fibra ou processo químico.

GE: Como foi a sua experiência profissional até chegar a ter uma marca própria?

Daniela Sabbag: Minha marca, a Wasabi, nasceu na faculdade, onde eu conheci a minha sócia. Queria aproveitar a minha formação em varejo e trabalhar na área de varejo de moda. Estagiei em duas empresas antes de montar a minha. Fui assistente de estilo na antiga Chocolate e em uma marca ateliê chamada Daniella Martins.

GE: O que faz um assistente de estilo?

Daniela Sabbag: Numa empresa grande, faz basicamente pesquisa de imagens e desenho técnico para fichas técnicas de produtos. Já em uma empresa pequena você faz de tudo, até compra de material.  Foram experiências importantes.

GE: Como é sua a rotina de trabalho hoje?

Daniela Sabbag: A Wasabi é uma marca carioca com loja no Fashion Mall, em São Conrado, no Rio de Janeiro (RJ). A cada coleção convidamos um artista plástico para desenvolver nossas estampas. Há vestidos, saias e alfaiataria contemporâneas, com estampas vibrantes.

Lá eu tenho uma rotina bem pesada. A empresa ainda é pequena e por isso nos envolvemos em praticamente todas as frentes. Então toda a parte administrativa, financeira e logística da empresa também é feita por nós, além do marketing, do comercial e do estilo da empresa. Acordo de manhã e tenho que responder e atender desde a demanda do “contas a pagar e a receber” da empresa até o post do dia nas redes sociais.

GE: Que conselho ou dicas daria para quem quer fazer Moda?

Daniela Sabbag: Que aproveite para estudar muito durante o curso. Faça muita pesquisa, se aprofunde na história da Moda, na história da arte e de estilos, para quando for trabalhar, já ter construído muita bagagem. Quem já tiver essas informações, sai na frente para criar sempre novas linguagens e imagens.

Veja também

Encontre cursos com descontos no GE Bolsas.

Confira as principais áreas de atuação de quem se forma em Moda:

Consultoria Trabalhar como personal stylist, ajudando os clientes a combinar roupas, cores e estilos.

Coordenação Gerenciar a compra de coleções de roupas para lojas e magazines. Coordenar as equipes de estilos, tanto em indústrias e confecções como em magazines, e orientá-las para as tendências da moda.

Design/Estilismo Criar roupas (estilismo), joias, bijuterias, calçados e bolsas (design de acessórios) ou desenhar estampas e padrões e elaborar novos tecidos para tecelagens (design têxtil).

Fotografia Acompanhar a produção de fotos de moda para revistas, catálogos, exposições e anúncios.

Gerenciamento Desenvolver produtos e supervisionar a compra de materiais para sua produção e comercialização.

Modelagem Transpor para moldes os desenhos dos estilistas, desenvolvendo modelos-piloto para orientar a produção.

Negócios Atuar como gestor na cadeia de produção, distribuição, divulgação e comercialização da moda e desenvolver estratégias de negócios e marketing.

Produção Fazer desfiles, catálogos, editoriais de revistas e organizar campanhas publicitárias.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s