logo-ge

Mais uma análise de redação: Debate sobre doenças mentais

Veja a correção e os comentários dos professores para mais uma das redações enviadas pela proposta de 10 de abril

(Jacob Ammentorp Lund/iStock)

Com base na proposta do dia 10 de abril (acesse aqui), os estudantes deveriam escrever uma dissertação sobre o tema “A necessidade de debater as doenças mentais. Já publicamos uma análise de texto sobre o tema, que você pode ler aqui. Leia abaixo mais uma das redações enviadas e veja, em seguida, a análise feita pelos professores da plataforma de correção Imaginie.

No início do século XVIII, o ultrarromantismo representado na segunda geração, foi caracterizada pelo [2]pessimismo extremo, conhecido como mal do século. Qualificado por sentimentos de ódio, melancolia e defasagem da autoestima. Nesse âmbito, pode-se analisar que essa problemática dos transtornos mentais tem ampliado, tornando necessárias medidas que resolvam a questão.

Durante a Idade Média, indivíduos que apresentavam doenças mentais eram,[1] deixados de lado pela sociedade. Dessa forma, [3]cidadãos ainda julgam ser correto tratá-los de maneira diferenciada e até desrespeitosa. Nesse sentido, por meio dos avanços na medicina, começou-se a perceber que os indícios das patologias se repetiam em várias pessoas, fazendo com que fossem estudados e colaboraram para a descoberta de tratamentos.

Outrossim, é válido salientar que apesar de formas de intervenção médica, múltiplos sintomas dos distúrbios são confundidos com fatores cotidianos como a sudorese, ansiedade e baixa autoestima. Assim sendo, por falta de orientações de como diferenciar as suspeitas e receber os cuidados adequados, as enfermidades continuam sendo uma realidade, perpetuando a inércia diante de tais situações, cedendo espaço para o crescimento da questão.

[4]A psicopatologia é um problema que persiste na sociedade. Desse modo, o Ministério da Educação em parceria com o Ministério da Saúde deve investir em centros de apoio em todas as redes de saúde, apresentando palestras com psicólogos para auxílio no tratamento. Para esse fim, é necessário que o Estado disponibilize mais verbas para o setor da saúde promovendo mais acessibilidade às medicações. Além disso, a mídia, por meio de ficções engajadas, deve abordar os principais sintomas para que os indivíduos que possuírem quaisquer sinais consigam procurar assistência. Assim, será possível medidas definitivas para o amparo de todos os casos na sociedade.

>> Veja algumas dicas de redação

Análise da redação do aluno

Uma sugestão para o aluno é que ele leia mais textos argumentativos para adquirir novas estratégias de argumentação.

Competência I – Demonstrar domínio da norma culta:

[1] Não é necessário o uso da vírgula.

Competência II – Compreender a proposta:

[2] Apresente mais argumentos que colaborem para defesa do seu ponto de vista.

Competência III – Selecionar, relacionar argumentos:

[3] Aponte um olhar mais crítico sobre o assunto e desenvolva mais os argumentos.

Competência IV – Conhecer os mecanismos linguísticos para a construção da argumentação: O aluno faz bom uso dos conectivos no texto.

Competência V – Elaborar a proposta de solução para o problema:

[4] Elabore uma proposta que fuja do senso comum.

Nota: 880

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s