Guia do Estudante

Posts da categoria ‘Migração’

Confira as notícias da semana de 24 de agosto

Mariana Nadai | 28/08/2015

Saiba tudo o que rolou durante a semana de 24 de agosto e estude para as provas

atualidades-27-08

Nível do mar subiu em média 8 centímetros desde 1992 devido ao aquecimento global
Um estudo da Nasa mostra que o nível do mar subiu, em média, quase 8 centímetros em todo o mundo, desde 1992. O aumento varia de acordo com a região do planete, em alguns casos, o nível chegou a superar os 22 centímetros. As costas da Ásia e da Oceania, ambas no Pacífico, juntamente com o Mediterrâneo Oriental e a costa da América, foram as mais prejudicadas com a alta do mar. O aquecimento global é o principal culpado por esse aumento dos oceanos e mares. Leia mais

Mais de 300 mil migrantes atravessaram o mediterrâneo desde janeiro de 2015
Mais de 300 mil migrantes atravessaram o Mar Mediterrâneo desde janeiro deste ano. Desses, cerca de 200 mil chegaram à Grécia e 110 mil à Itália de acordo com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur).

Mas, nem todas as pessoas que tentam cruzar o Mar Mediterrâneo conseguem concluir a travessia. Dados divulgados pela Organização Internacional para Migração mostram que 2.373 migrantes e refugiados morreram, de janeiro até agosto, na tentativa de chegar a países como a Itália, Grécia e Espanha pelo mar.

Equidade de gênero no mercado de trabalho vai demorar 80 anos
Um relatório divulgado pelo Fórum Econômico Mundial – Relatório Global de Equidade de Gênero – mostrou que apesar do aumento de mulheres no mercado de trabalho nas últimas décadas, a equidade com os homens pode levar até 80 anos. Para tentar diminuir esse tempo, pesquisa feita com líderes de 400 empresas indicou que três medidas prioritárias podem ser tomadas: Iluminar o caminho para a liderança feminina, acelerar a mudança na cultura empresarial com políticas corporativas progressistas e construir um ambiente de apoio. Leia mais

População brasileira cresce e supera os 204 milhões de habitantes
A população brasileira superou a marca dos 204 milhões de habitantes neste ano, segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O instituto também também divulgou as populações das 27 unidades da Federação e dos municípios brasileiros. O estado mais populoso do país, São Paulo, tem 44,4 milhões de pessoas. Leia Mais

Venezuela faz censo da população que vive na fronteira com a Colômbia
O governo da Venezuela iniciou um censo da população que vive e trabalha ao longo da fronteira com a Colômbia. Na semana passada, mais de mil colombianos que viviam ilegalmente no estado venezuelano de Tachira foram deportados ou fugiram, depois que o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou o fechamento de parte da fronteira e estado de emergência constitucional em seis municípios.

O fechamento foi anunciado depois que um civil e três militares venezuelanos foram atacados pelas costas por homens armados. Os soldados estavam patrulhando a região de Tachira, para impedir o contrabando de alimentos e gasolina subsidiados pelo governo da Venezuela e vendidos a preços mais caros na Colômbia. Maduro atribuiu o ataque a “paramilitares colombianos”. Leia Mais

Sérvia e Macedônia pedem plano da União Europeia para gerir crise de refugiados
A Sérvia e a Macedônia pediram mais ajuda e um plano da União Europeia (UE) para gerir a crise humanitária causada pela grande número de refugiados – sobretudo sírios e iraquianos, além de afegãos – que passam por esses países para alcançar a Europa Ocidental. O ministro dos Negócios Estrangeiros sérvio classificou a situação atual de a “pior crise de refugiados desde a 2ª Guerra Mundial”. Leia Mais

Compartilhe

Confira as notícias mais importantes da semana de 10 de julho

Mariana Nadai | 14/08/2015

Confira as principais notícias da semana e estude para o vestibular e Enem.

img1

Refugiados Sírios a caminho da Grécia (foto: Milos Bicanski/Getty Images)

Mais de 230 mil imigrantes já atravessaram o Mediterrâneo neste ano
A Organização Internacional das Migrações (OIM) divulgou que apenas neste ano, 237 mil migrantes cruzaram o Mar Mediterrâneo. O número supera o total de 2014, que foi de 219 mil.

A média de resgates diários de embarcações com migrantes nas águas do Mediterrâneo supera mil e se concentra, sobretudo, na costa das ilhas italianas e gregas. O número de mortes de migrantes no mar também é recorde, subindo esta semana para 2.030, acrescentou a organização. Saiba Mais

Secretário de Estado norte-americano faz visita histórica a Cuba
O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, chega nesta sexta-feira (14) a Cuba, tornando-se o primeiro chefe da diplomacia norte-americana a visitar o país nos últimos 70 anos, desde 1945. Kerry vai presidir a cerimônia de hasteamento da bandeira da Embaixada dos Estados Unidos, depois de mais de cinco décadas de corte de relações. Ele terá encontro com o representante cubano, Bruno Rodriguez, e com dissidentes.

A abertura da representação diplomática norte-americana em Havana e a visita de Kerry simbolizam um processo histórico de reaproximação, iniciado em dezembro de 2014. Leia mais 

Japão reativa o primeiro reator nuclear após o acidente na central de Fukushima
O primeiro reator nuclear foi reativado no Japão, após mais de quarto anos do acidente na central de Fukushima, que suspendeu a atividade em todas as centrais do país desde setembro de 2013. O reator deve começar a gerar eletricidade que será explorada comercialmente a partir de setembro, segundo a companhia Kyushu Electric Power.

A reativação do reator número 1 da central de Sendai, no Sudoeste do país, ocorre depois que o governo japonês defendeu a necessidade de retomar a produção de energia nuclear para estimular o crescimento econômico, apesar de a maioria da população do país rejeitar a medida por receio de que se repita um desastre como o de Fukushima, em 2011. Saiba mais

Parlamento grego aprova terceiro plano de resgate ao país
O Parlamento grego aprovou o acordo sobre o terceiro plano de resgate, após um debate que se prolongou durante toda a noite. O texto obteve 222 votos a favor, 64 contrários e 11 abstenções, segundo a agência France Press. As longas horas de debate sobre o plano de ajuda de 85 bilhões de euros, o terceiro desde 2010, em troca de medidas drásticas de poupança, voltaram a mostrar as dissidências no partido governante Syriza.

O novo programa de assistência, que prevê um financiamento de 85 bilhões de euros em três anos, inclui medidas duras, como aumento de impostos, redução da despesa, reformas de fundo, além de “medidas fortes para apoiar o crescimento”. Segundo fontes europeias, o país deverá ficar em recessão este ano e no próximo. Previsões indicam que o Produto Interno Bruto (PIB) deve 2,3% em 2015 e 1,3% em 2016.

Governo chinês censura 120 canções na internet
As autoridades chinesas censuraram 120 canções consideradas repletas de “simbologia sexual, violência e imoralidade”, proibindo que sejam transmitidas online por qualquer indivíduo ou organização.

Nenhum indivíduo ou organização terá permissão para a transmissão online desses títulos que “fazem apologia à obscenidade, violência, crime e violam a moral pública”, divulgou num comunicado o Ministério da Cultura chinês, citado pela France Presse. A internet chinesa funciona sob um sistema controlador e de censura, através do qual, nos últimos meses, as autoridades do país lançaram várias ofensivas contra sites e redes sociais com conteúdos considerados imorais ou pornográficos. Leia mais

Estudo mostra que equidade de gênero no mercado de trabalho vai demorar 80 anos
Estudo divulgado pelo Reltório Global de Equidade de Gênero, do Fórum Econômico Mundial, mostra que apesar do aumento de mulheres no mercado de trabalho, a equidade com os homens pode levar até 80 anos. Para tentar diminuir esse tempo, pesquisa feita com líderes de 400 empresas ao redor do mundo indicou que três medidas prioritárias podem ser tomadas: Iluminar o caminho para a liderança feminina, acelerar a mudança na cultura empresarial com políticas corporativas progressistas e construir um ambiente de apoio. Saiba Mais

Índios recebem posse de terra permanente no Ceará
O povo indígena cearense Tremembé conquistou a posse permanente das terras que ocupam no município de Itapipoca (a 135 quilômetros de Fortaleza) – a Terra Indígena Tremembé da Barra do Mundaú, que tem 3.580 hectares. O termo foi assinado pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, na presença de representantes da etnia em evento realizado no Palácio da Abolição, sede do Governo do Ceará, em Fortaleza. Adriana Carneiro de Castro, liderança dos Tremembés, considera que o ato é uma conquista não só para a etnia, mas para todos os indígenas do Ceará. Leia Mais

Compartilhe

Confira as notícias mais importantes da semana de 27 de julho

Mariana Nadai | 31/07/2015

Leia a seguir um resumo com as notícias mais importantes desta semana para os vestibulares e Enem

img1

Índia vai ultrapassar a China em número de habitantes. Na foto, indianos enfrentam o trânsito de Nova Délhi, capital da Índia (foto: Getty Images)

Índia deve se tornar o país mais populoso do mundo, em 2022
A índia deverá ultrapassar a China e se tornar país mais populoso do mundo, em 2022, de acordo com relatório divulgado pela Organização das Nações Unidas (ONU). De acordo com o relatório, feito pelo Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da Organização das Nações Unidas, o país terá cerca de 1,4 bilhão de habitantes. Ainda segundo o documento, a África terá índices de crescimento demográficos superiores aos da Ásia. Leia mais

Obama defende o combate à corrupção em visita na África
Durante discurso na sede da União Africana (UA), em Adis-Abeba, Etiópia, o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse é que preciso “extirpar o câncer da corrupção” na África, o que, segundo ele, é o principal obstáculo para o desenvolvimento do continente. Primeiro presidente norte-americano a visitar a sede da UA, Obama ponderou que a corrupção existe em todo o mundo, mas disse que na África a “corrupção retira milhões de dólares das economias, dinheiro que poderia ser utilizado para criar emprego, construir hospitais e escolas”. O presidente também ressaltou a importância da democracia dos princípios democráticos para o desenvolvimento do continente africano.

Dias antes, em visita a Nairobi, capital do Quênia, Obama falou para centenas de pessoas e seu discurso foi um claro chamado à luta contra qualquer tipo de discriminação, principalmente contra as mulheres e aos homossexuais.

Imigrantes ilegais tentam entrar no Reino Unido pelo túnel do canal da Mancha
Cerca de 2 mil imigrantes ilegais tentaram entrar, na madrugada do dia 28, no túnel sob o canal da Mancha, perto de Calais, no Norte da França, com o objetivo de chegar ao território britânico . A tentativa não é novidade. Por conta da proximidade com o Reino Unido, a localidade francesa de Calais atrai muitos imigrantes que tentam atravessar de forma ilegal o Eurotúnel e chegar ao território britânico. Algumas dessas incursões acabam por ser mortais para os imigrantes. Desde janeiro, o grupo Eurotúnel já interceptou mais de 37 mil imigrantes.

Vestígios de ocupação humana de até 4 mil anos são achados no Rio de Janeiro
Vestígios de ocupação humana de 3 mil a 4 mil anos foram encontrados em escavações do metrô na região central da cidade do Rio de Janeiro. Pelo menos 50 artefatos de pedra pertencentes a grupos nômades de coletores e caçadores já foram catalogados pela equipe liderada pelo arqueólogo Claudio Prado de Mello. Entre os itens encontrados no terreno do metrô estão pontas de lanças de caça, raspadores usados para cortar a carne do animal, machadinhas e batedores (que funcionavam como martelos primitivos). Leia Mais

Coreia do Sul declara fim do surto da Síndrome Respiratória do Oriente Médio
O primeiro-ministro da Coreia do Sul, Hwang Kyo-Ahn, anunciou o fim do surto da Síndrome Respiratória do Médio Oriente (Mers) no país. A síndrome provocou a morte de 36 pessoas e infectou 186 na Coreia do Sul. Entre os reflexos do surto está a queda da atividade econômica, já que, por precaução, os sul-coreanos passaram a evitar frequentar locais públicos, o que afetou as vendas do comércio e até mesmo a produção industrial. A indústria turística foi bastante atingida. O número de visitantes estrangeiros caiu 40% em junho e 60% nas duas primeiras semanas de julho.

Talibãs afegãos confirmam a morte do líder mulá Omar e anunciam Akhtar Mansour como novo líder
Os talibãs afegãos anunciaram a nomeaçnao de um novo líder do movimento, Akhtar Mansour. A nomeação foi feita um dia depois de rebeldes terem confirmado a morte do antigo líder, mulá Omar.

Fontes: Agência Brasil

 

Compartilhe

O julgamento do atirador norueguês e a xenofobia: como isso pode aparecer no vestibular

Ana Prado | 27/04/2012

*Atualizado em 6/9/12


Homenagem a vítimas do atirador norueguês Anders Breivik

O julgamento de Anders Behring Breivik, radical norueguês de ultradireita que admitiu ter assassinado 77 pessoas em Oslo e na ilha de Utoya em julho de 2011, começou em abril de 2012 e terminou no fim de agosto. O atirador, que se declarou um “militante nacionalista” tentando “defender” seu povo, sua cultura e seu país do multiculturalismo, foi condenado à pena máxima da Noruega: 21 anos de prisão. Durante os primeiros 10 anos, ele não poderá solicitar a liberdade condicional. Cumpridos os 21 anos, a justiça ainda pode prolongar a pena indefinidamente caso o considere um perigo para a sociedade.

Breivik explicou que os atentados visavam mudar a política de imigração do governo do Partido Trabalhista e evitar “uma guerra civil no futuro”. O caso é extremo, mas ilustra uma questão importante e com boas chances de cair no vestibular: a xenofobia em países desenvolvidos.

As raízes da xenofobia

Segundo Paulo Cesar Neves, professor de Geografia do Cursinho do XI, a xenofobia ou aversão ao estrangeiro é resultado de um processo iniciado há décadas. “Depois da Segunda Guerra Mundial, houve uma melhora das condições de vida em países europeus e nos Estados Unidos. O crescimento econômico capitalista, casado com a queda da taxa de natalidade e a diminuição da população, trouxe a necessidade de um incentivo do governo à migração de trabalhadores de outros países”, explica.


Pessoas protestam em frente a agência de imigração na Alemanha contra o endurecimento das políticas de migração na Europa. Foto: Carsten Koall/Getty Images

Esses imigrantes, vindos principalmente dos países pobres da Europa oriental, Oriente Médio e do norte da África, chegaram para ocupar posições de baixa qualificação, especialmente em fábricas, e trabalhavam sob condições muitas vezes insalubres. Sua vinda era incentivada pelo governo e sua presença era tolerada mesmo quando chegavam de forma ilegal.

Mas isso mudou com a crise econômica global que explodiu em 2008 e provocou grande instabilidade nos mercados, piora das condições de vida da população e muito desemprego, especialmente nos Estados Unidos e Europa.

Os governos dos países desenvolvidos reagiram com cortes nos gastos públicos e passaram não só a tentar impedir a entrada de novos imigrantes, mas também a se livrar dos que já estavam lá. Com isso, a população nativa dos países receptores começou também a culpar a presença de estrangeiros que usufruem dos benefícios de saúde, educação e lazer (o “Welfare State” ou “Estado de Bem-Estar Social”) que os países haviam conquistado nos anos 50.

Com a escassez de empregos, a mão-de-obra barata estrangeira deixou de ser solução para o crescimento da produção capitalista para virar praga e eles passaram a ser acusados de “roubar” trabalho da população nativa.

“Os governantes, por sua vez, se aproveitam disso – é muito fácil culpar imigrantes, principalmente quando se usa também o argumento do terrorismo”, explica o professor Paulo. Agora, a União Europeia quer não apenas conter a entrada de ilegais, mas também se livrar dos milhões de imigrantes que ainda circulam no continente. Tudo isso promove o preconceito e o estigma dos estrangeiros e dos seus filhos, levando à xenofobia e alimentando movimentos nacionalistas de extrema direita.

O que é preciso saber

Segundo o professor, é preciso que o aluno entenda a xenofobia no contexto da crise econômica, relacionando isso com a lógica de produção capitalista. “O modelo capitalista baseado no rebaixamento dos salários e nas novas tecnologias para aumentar a produção e os lucros e diminuir os custos tem tido problemas para se sustentar”, explica o professor Paulo.

Um dos mais graves sintomas da crise do capitalismo é o desemprego, que tem atingido principalmente a camada mais jovem da população: o mercado não tem conseguido absorver quem está se formando agora e, sem experiência profissional, eles sofrem ainda mais para conseguir um trabalho. Isso tem contribuído para revoltas como as que ocorreram na França em 2005 ou em Londres, no ano passado.

É interessante notar, também, que as consequências da crise não afetam apenas os países desenvolvidos. “Preconceitos contra migrantes também podem ser vistos em relação aos bolivianos que vivem no Brasil, por exemplo. Ou aos nordestinos que vêm trabalhar na região Sudeste”, aponta o professor.

A edição GUIA DO ESTUDANTE ATUALIDADES VESTIBULAR + ENEM 2012 traz um dossiê bem completo sobre a crise econômica na Europa e já está nas bancas e no site da Loja Abril. Fica a dica!

 

Leia também:

– Europa (política, economia, aspectos geográficos) – resumo, dicas e questões comentadas

– Aprenda sobre a Crise do Euro com um jogo virtual

– Simulado: 10 questões de Geopolítica

Compartilhe

Entenda como a reintegração de posse de Pinheirinho pode cair no vestibular

Mariana Nadai | 30/01/2012

No último domingo (22), a Polícia Militar de São Paulo entrou no Pinheirinho, bairro de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, interior de São Paulo, para cumprir o mandado de reintegração de posse da área, que pertence à massa falida da empresa Selecta, do grupo do empresário Naji Nahas. Ocupado desde 2004, o terreno abrigava cerca de 6000 pessoas.

A ação, que se estendeu até quarta-feira (25), surpreendeu a todos. De moradores, que ainda dormiam quando a PM começou a retirá-los à força de suas casas, ao governo federal. Em uma tentativa de fazer uma ação de despejo pacífica, a Justiça Federal já havia pedido a cassação do mandado de reintegração de posse, que foi concedido pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região na sexta-feira (20).

Foto Repórter Daniel Mello/ABr

Mesmo com a suspensão do TRF, a Justiça Estadual ignorou a liminar e deu um mandado de despejo para a Polícia Militar, que cumpriu a ordem. Apenas na noite de domingo o Superior Tribunal de Justiça emitiu uma decisão liminar que dava a competência sobre a permissão de reintegração de posse para a Justiça Estadual.

Durante os três dias da ação, informações oficiais dão conta de que ao menos uma pessoa ficou ferida com gravidade e pelo menos 30 pessoas foram detidas. Todos os moradores desalojados foram identificados com uma pulseira e encaminhados para abrigos na cidade, como quadras e igrejas.

Após o fim da desocupação, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, anunciou que o Estado proverá um aluguel social de até R$ 500 às famílias. Segundo o governador, o valor será repassado à prefeitura, e os beneficiados receberão o auxílio até que fiquem prontas suas unidades habitacionais em programas de governo.

O caso de Pinheirinho e o vestibular

Mas afinal, o que reintegração de posse do Pinheirinho tem a ver com você, vestibulando? Segundo o professor de atualidades e história, Samuel Loureiro, do Cursinho do XI, de São Paulo, há duas questões importantes que envolvem a ação da polícia em Pinheirinho que os vestibulandos devem ficar de olho.

A primeira envolve os movimentos sociais. A reintegração de posse de Pinheirinho está atrelada, entre outros movimentos sociais, ao Movimento do Trabalhador Sem-Teto. “Quando um vestibular cobra uma questão social, ele a trata de uma forma mais ampla. O estudante pode ficar atento à formação dos movimentos sociais, que no Brasil foi entre 1970 e 1980, especialmente após a ditadura militar”, explica o professor. Segundo Loureiro, todos esses movimentos acabam se articulando, pois “são a representação de uma sociedade civil organizada”, diz.

– Leia o resumo sobre movimentos sociais no Brasil

A segunda grande questão que envolve diretamente a reintegração de posse é o processo de urbanização do Brasil. “Nas últimas décadas, ficou mais vantajoso morar e trabalhar nas cidades, o que gerou um grande problema de habitação. Para se ter uma ideia, até 2020 cerca de 95% da população brasileira será urbana, mas onde esse povo todo vai morar? As cidades não têm estruturas e as pessoas acabam ocupando as áreas livres que encontram”, comenta Samuel Loureiro.

– Confira o resumo sobre a Urbanização no Brasil

A questão da urbanização é bem evidente em São José dos Campos. A cidade vem crescendo nos últimos anos e se firmando como polo de tecnologia da região do Vale do Paraíba, no trecho Rio-São Paulo. “A cidade é hoje uma megalópole e se tornou um grande atrativo para os migrantes”, diz.

Além dos temas citados, o professor pede atenção dos candidatos para outros três temas. “O estudante pode ficar ligado também ao processo do crescimento econômico do Brasil, com foco especial para a economia do Vale do Paraíba; à questão da migração no país e a distribuição de terra, da colônia aos tempos de hoje”, comenta.

Para saber mais

– Simulado sobre a questão agrária no Brasil

– 10 questões sobre atualidades

– Teste seus conhecimentos sobre questões da atualidades

Compartilhe