Guia do Estudante

Posts da categoria ‘Saúde’

Os 2 melhores cursos de Quiropraxia do Brasil

Amanda Previdelli | 25/06/2012

A Quiropraxia é a área da saúde que trata e previne doenças dos sistemas nervoso, muscular e esquelético por meio de terapia manual, principalmente manipulação das articulações. O quiropraxista dedica-se à prevenção, ao diagnóstico e ao tratamento das alterações de má posição articular, que interferem na função normal de músculos e nervos.

O curso de Quiropraxia tem no currículo principalmente aulas que ensinam o tratamento das disfunções das articulações humanas. Há muito treinamento prático, normalmente na clínica da escola. Na parte teórica, os alunos estudam disciplinas como anatomia, fisiologia, fisiopatologia da coluna cervical e biomecânica do movimento.

A partir do sexto semestre, começa o estágio obrigatório supervisionado, que oferece tratamento à comunidade. O curso dura em média cinco anos.

Gostou de Quiropraxia? Confira os melhores cursos:

Faculdade Estrelas
Feevale, em Novo Hamburgo (RS) ★★★★
Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo (SP) ★★★★

Lista organizada por estado e ordem alfabética

Dados do Guia do Estudante Profissões Vestibular 2012. Confira a edição completa nas bancas de todo o Brasil

Comentários: 2 pessoas comentaram

Categoria: Saúde

Tags: ,

Compartilhe

Os 6 melhores cursos de Fonoaudiologia do Brasil

Amanda Previdelli | 12/03/2012

Fonoaudiologia é a ciência que se ocupa da pesquisa, prevenção, diagnóstico, habilitação e reabilitação da voz, da audição da motricidade oral, da leitura e da escrita. Para cuidar das questões da comunicação, o fonoaudiólogo pode trabalhar em conjunto com fisioterapeutas, otorrinolaringologistas, neurologistas e psicólogos.

O campo de trabalho para esse profissional é extenso e ele pode escolher se especializar em audição, linguagem (prevenção e tratamento de distúrbios como gagueira, troca de letras etc), motricidade oral (problemas relacionados com sucção, deglutição, mastigação, respiração e fala) e voz (técnicas para aperfeiçoamento da fala de profissionais como atores, apresentadores e políticos).

- Faça o teste e descubra se você se identifica com Fonoaudiologia

No curso de Fonoaudiologia o aluno vai estudar Ciências Biológicas e Saúde (disciplinas como anatomia, fisiologia, genética e patologias), Ciências Sociais e Humanas, como psicologia, pedagogia e ética. Muito da formação  está em conteúdos específicos da profissão, como audição, diagnóstico e tratamento, por exemplo. No fim da graduação é preciso fazer um estágio e apresentar uma monografia.

- Descubra como é o cotidiano de quem faz Fonoaudiologia

Gostou de Fonoaudiologia? Confira abaixo os seis melhores cursos do Brasil:

Nome da faculdade Estrelas
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) ★★★★★
Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) ★★★★★
Universidade de São Paulo – Bauru (USP) ★★★★★
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) ★★★★★
Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) ★★★★★
Universidade de São Paulo (USP) ★★★★★

* lista em organizada por estado e ordem alfabética

*Dados do GUIA DO ESTUDANTE Profissões Vestibular 2012. Confira a edição completa nas bancas de todo o Brasil.

Para saber sobre outros cursos e faculdades, acesse Profissões e Universidades, no site do GUIA.

Compartilhe

Conheça o curso de Fisioterapia da UFMG

Amanda Previdelli | 15/02/2012

Fisioterapia é o conjunto de técnicas usadas no tratamento e na prevenção de doenças e lesões – tanto ortopédicas quanto cardiorrespiratórias ou de qualquer outra parte do corpo.

No Brasil, um dos cursos mais tradicionais de Fisioterapia é o da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que já tem mais de trinta anos e conta com cinco estrelas na avaliação do Guia do Estudante.

Para falar um pouco mais sobre a carreira de fisioterapeuta e o curso na UFMG, o Por Dentro das Profissões conversou com o professor Marcelo Velloso, coordenador do curso de Fisioterapia na UFMG.

O curso oferece 75 vagas e é integral

Fisioterapia é um dos cursos mais concorridos da UFMG e os 75 alunos que passarem terão aulas de manhã e à noite. “Estamos passando por uma reforma no currículo e o aluno terá prática desde o primeiro período”, diz o professor Marcelo Velloso.

Nos primeiros semestres, essa prática consiste em conhecer a atuação de um professor ou veterano. Depois, o aluno passa a auxiliar em alguns procedimentos, praticar ações em conjunto e, então, passa pelo período de estágio obrigatório, que é oferecido pela própria faculdade.

“No novo currículo, o aluno passará por um tronco básico e depois vai poder se especializar. Ele via poder aproveitar que está em uma universidade e cursar matérias de outras áreas, como biotecnologia, por exemplo”, conta Velloso. Para conclusão do curso, além do estágio, também é necessária a apresentação de uma monografia.

Laboratórios e pesquisa

A UFMG é conhecida por sua excelência em pesquisa e muitos dos formandos acabam entrando nos cursos de especialização (existem cursos nas áreas de geriatria, medicina do esporte, ortopedia e cardiorrespiratório) ou no mestrado da universidade. Quem ainda está na graduação, porém, pode já se inserir nas pesquisas.

Os laboratórios da universidade não são poucos e o aluno terá a oportunidade de mexer com todos os aparelhos que são usados por fisioterapeutas. “Temos laboratórios mais práticos, com os aparelhos da profissão, e também laboratórios motores e de biologia”, explica o professor.

O aluno de Fisioterapia

Segundo o professor Marcelo, o aluno de fisioterapia tem de gostar da área de saúde e também de Exatas, como Física e Química. “Temos um pouco dessas matérias no currículo, sim, porque o fisioterapeuta mexe com eletroterapia, hidroterapia e biomecânica, por exemplo, e existem conceitos de Física e Química que precisam ser ensinados a ele”, justifica Velloso.

Além do interesse pelos estudos, o aluno também tem de estar disponível para o atendimento. O professor Marcelo é ainda mais específico: “essa pessoa tem de gostar de gente, tem de ter facilidade de relacionamento interpessoal”.

O curso, que já teve maioria de mulheres, hoje é mais equilibrado quanto aos gêneros. “E nós temos mais alunos jovens, mesmo. Mas não temos preconceito com quem escolheu essa carreira mais tarde”, brinca o professor.

Mercado de trabalho

O fisioterapeuta não é um médico, mas ele trabalha em conjunto com os médicos. “O médico faz o diagnóstico e o fisioterapeuta faz diagnóstico funcional, ele pega a doença que o médico diagnosticou, entende o que ela afetou nas funções básicas do paciente e cria um tratamento para melhorar a qualidade de vida dele”, explica o professor Marcelo.

O bacharel em Fisioterapia não prescreve remédios, mas prescreve tratamentos para reabilitação ortopédica, neurológica ou cardiorrespiratória. Ele pode também se preocupar com a prevenção de certas doenças e condições físicas.

O mercado de trabalho é amplo para o aluno que procura o seu diferencial, segundo o professor Velloso. “Percebemos, também, que há uma absorção grande nas áreas hospitalares e clínicas”, diz. Nos últimos anos, porém, duas áreas têm tido grande crescimento para o fisioterapeuta: a estética e o atendimento domiciliar.

Confira também:

- Nove fatos sobre o curso e a carreira de Nutrição

- Os cinco melhores cursos de Musicoterapia no Brasil

- Conheça seis profissões do futuro

Comentários: 6 pessoas comentaram

Categoria: Saúde

Tags: , ,

Compartilhe

Os 5 melhores cursos de Musicoterapia do Brasil

Mariana Nadai | 21/12/2011

Você sempre gostou de música, quer trabalhar com isso, mas não acha que ser músico é muito a sua praia? Já pensou no curso de Musicoterapia?

Esta profissão usa a música e seus elementos, como som, ritmo, melodia e harmonia, para reabilitar física, mental e socialmente uma pessoa ou um grupo de pessoas.

O musicoterapeuta pesquisa a relação do homem com os sons para criar métodos terapêuticos que visem restabelecer o equilíbrio físico, psicológico e social do indivíduo. Para tanto, ele utiliza instrumentos musicais, canto e ruídos.

Poucas instituições oferecem esse curso no país. Para entrar na graduação, que dura em média quatro anos, não é preciso ter conhecimento formal de música, mas é recomendado possuir intimidade com a linguagem musical. O currículo mescla disciplinas das áreas de música e neurociências e ainda inclui aulas de instrumentos, que serão utilizados nos atendimentos.

O estudante também terá aulas como de história da música, percepção musical e anatomia. Entre as matérias específicas, o aluno terá aulas de fundamentos da musicoterapia e suas principais técnicas e processos.

Ainda há pouco desses profissionais no mercado e, exatamente por isso, a demanda é boa. A maior parte dos graduando atua na área clínicas, em consultório, muitas vezes em parceria com outros profissionais da saúde.

E aí, se interessou pelo curso? Acha que pode ser uma boa opção? Não deixe de conferir as melhores faculdade.

Nome da Faculdade Estrelas
Universidade Federal de Goiás (UFG) ★★★★
Faculdade de Artes do Paraná (FAP) ★★★★
Conservatório Brasileiro de Música – Centro Universitário (CBM-CEU) ★★★★
Faculdades EST (EST) ★★★★
Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) ★★★

* lista em organizada por estado e ordem alfabética

*Dados do GUIA DO ESTUDANTE Profissões Vestibular 2012. Confira a edição completa nas bancas de todo o Brasil.

Para saber sobre outros cursos e faculdades, acesse Profissões e Universidades, no site do GUIA.

Confira mais dicas de onde estudar Musicoterapia

Leia também:

- Seis fatos sobre o curso e a carreira de Publicidade

- As dez profissões que mais trazem felicidade

- Conheça o curso de Fotografia do Senac

Compartilhe

Os 5 melhores cursos de Terapia Ocupacional do Brasil

Mariana Nadai | 28/11/2011

A Terapia Ocupacional é a área que estuda e emprega atividades de trabalho e lazer no tratamento de distúrbios físicos e mentais e de desajustes emocionais e sociais.

Este profissional utiliza tecnologias e atividades diversas para promover a autonomia de indivíduos com dificuldade de integrar-se à vida social em razão de problemas físicos, mentais e/ou emocionais. Ele elabora planos de reabilitação e adaptação social, buscando desenvolver no paciente – que pode ser desde um recém-nascido a um idoso – autoconfiança e orientando-o quanto a seus direitos de cidadão.

Durante a graduação de Terapia Ocupacional, que tem uma duração média de quatro anos, o estudante terá aulas de disciplinas da área de saúde, como anatomia, fisiologia, biologia e pediatria, e das ciências humanas, como ética e psicologia. O aluno também tem aulas profissionalizantes, tendo contato com disciplinas como terapia ocupacional nas áreas de psiquiatria e deficiência mental e física.

O setor público é o principal empregador deste profissional, que costuma ser chamado para trabalhar em centro de reabilitações e saúde públicas. No campo privado, tem crescido a procura por esse terapeuta para trabalhar com a reabilitação de pessoas com necessidades especiais. O setor educacional também costuma empregar este profissional que dá assistência para crianças com deficiência física, mental, auditiva ou visual em escolas do ensino regular.

Ficou interessado pela profissão? Confira onde estão as melhores faculdades.

Nome da Faculdade Estrelas
Universidade de Fortaleza (Unifor) ★★★★★
Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) ★★★★★
Universidade Federal do Paraná (UFPR) ★★★★★
Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) ★★★★★
Universidade de São Paulo (USP) ★★★★★

* lista em organizada por estado e ordem alfabética

*Dados do GUIA DO ESTUDANTE Profissões Vestibular 2012. Confira a edição completa nas bancas de todo o Brasil.

Para saber sobre outros cursos e faculdades, acesse Profissões e Universidades, no site do GUIA.

Confira mais dicas de onde estudar Terapia Educacional.

Leia também:

- Conheça as 12 carreiras da área de Administração e Negócios

- Conheça os 15 cursos de Ciências Humanas e Sociais

- Dez fatos sobre o curso e a carreira de Medicina

Compartilhe