Guia do Estudante

Posts da categoria ‘Saúde’

Os 2 melhores cursos de Naturologia do Brasil

Amanda Previdelli | 26/07/2012

Você sabe o que é Naturologia? É uma carreira muito ligada à área de saúde, já que estuda os recursos naturais e a melhor maneira de usá-los na promoção, manutenção e recuperação da saúde.

O bacharel da área pesquisa, ensina, orienta e utiliza terapias naturais na prevenção e tratamento de doenças ou distúrbios físicos – ou então na melhoria da qualidade de vida das pessoas. Entre os “remédios” que o profissional pode receitar estão plantas medicinais, essências de flores, cores e luzes, massagens, alimentação saudável e atividades físicas.

Confira os dois melhores cursos de Quiropraxia do Brasil

Os tratamentos de saúde menos tradicionais estão sendo cada vez mais valorizados: a própria ONU já lista mais de 150 terapias alternativas e o trabalho desse profissional se torna mais respeitado a medida que o mercado de trabalho também vai crescendo.

Gostou do curso? Confira os dois melhores do país:

Nome da Faculdade Estrelas
Unisul ★★★★
Universidade Anhembi Morumbi ★★★★

*Dados do Guia do Estudante Profissões Vestibular 2012. Confira nas bancas.

Comentários: nenhuma pessoa comentou

Categoria: Saúde

Tags: ,

Compartilhe

O melhor curso de Informática Biomédica do Brasil

Amanda Previdelli | 04/07/2012

Gosta de Biologia, Medicina e ainda é bastante ligado em tecnologia e computadores? Talvez você se interesse pelo curso de Informática Biomédica. Essa á a área que cuida do desenvolvimento de softwares e equipamentos eletrônicos para serem usados nas áreas biológicas e médica.

O bacharel vai criar soluções que otimizam os trabalhos em hospitais, clínicas médicas, centros de saúde, laboratórios e núcleos de pesquisa usando conhecimento em Ciência da Computação e Ciências Médicas.

- Confira também: Os 13 melhores cursos de Biomedicina do Brasil

No curso, o aluno vai estudar anatomia e conceitos de bioinformática, processamento de sinais e gerenciamento de saúde pública. A grade curricular é cheia de matérias como cálculo diferencial, estatística, engenharia de software, redes de computadores, inteligência artificial, biologia celular e outras disciplinas que misturam tecnologia com ciências médicas.

Uma vez formado, o bacharel pode trabalhar com informatização, criação de softwares, criação de equipamentos, banco de dados e bioinformática.

Gostou do curso? Confira a melhor escola do Brasil:

Faculdade Estrelas
Universidade de São Paulo (USP) – campus Ribeirão Preto ★★★★★

*Lista organizada por estado e ordem alfabética

*Dados do Guia do Estudante Profissões Vestibular 2012. Confira a edição completa nas bancas

Compartilhe

Os 2 melhores cursos de Quiropraxia do Brasil

Amanda Previdelli | 25/06/2012

A Quiropraxia é a área da saúde que trata e previne doenças dos sistemas nervoso, muscular e esquelético por meio de terapia manual, principalmente manipulação das articulações. O quiropraxista dedica-se à prevenção, ao diagnóstico e ao tratamento das alterações de má posição articular, que interferem na função normal de músculos e nervos.

O curso de Quiropraxia tem no currículo principalmente aulas que ensinam o tratamento das disfunções das articulações humanas. Há muito treinamento prático, normalmente na clínica da escola. Na parte teórica, os alunos estudam disciplinas como anatomia, fisiologia, fisiopatologia da coluna cervical e biomecânica do movimento.

A partir do sexto semestre, começa o estágio obrigatório supervisionado, que oferece tratamento à comunidade. O curso dura em média cinco anos.

Gostou de Quiropraxia? Confira os melhores cursos:

Faculdade Estrelas
Feevale, em Novo Hamburgo (RS) ★★★★
Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo (SP) ★★★★

Lista organizada por estado e ordem alfabética

Dados do Guia do Estudante Profissões Vestibular 2012. Confira a edição completa nas bancas de todo o Brasil

Comentários: 2 pessoas comentaram

Categoria: Saúde

Tags: ,

Compartilhe

Os 6 melhores cursos de Fonoaudiologia do Brasil

Amanda Previdelli | 12/03/2012

Fonoaudiologia é a ciência que se ocupa da pesquisa, prevenção, diagnóstico, habilitação e reabilitação da voz, da audição da motricidade oral, da leitura e da escrita. Para cuidar das questões da comunicação, o fonoaudiólogo pode trabalhar em conjunto com fisioterapeutas, otorrinolaringologistas, neurologistas e psicólogos.

O campo de trabalho para esse profissional é extenso e ele pode escolher se especializar em audição, linguagem (prevenção e tratamento de distúrbios como gagueira, troca de letras etc), motricidade oral (problemas relacionados com sucção, deglutição, mastigação, respiração e fala) e voz (técnicas para aperfeiçoamento da fala de profissionais como atores, apresentadores e políticos).

- Faça o teste e descubra se você se identifica com Fonoaudiologia

No curso de Fonoaudiologia o aluno vai estudar Ciências Biológicas e Saúde (disciplinas como anatomia, fisiologia, genética e patologias), Ciências Sociais e Humanas, como psicologia, pedagogia e ética. Muito da formação  está em conteúdos específicos da profissão, como audição, diagnóstico e tratamento, por exemplo. No fim da graduação é preciso fazer um estágio e apresentar uma monografia.

- Descubra como é o cotidiano de quem faz Fonoaudiologia

Gostou de Fonoaudiologia? Confira abaixo os seis melhores cursos do Brasil:

Nome da faculdade Estrelas
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) ★★★★★
Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) ★★★★★
Universidade de São Paulo – Bauru (USP) ★★★★★
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) ★★★★★
Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) ★★★★★
Universidade de São Paulo (USP) ★★★★★

* lista em organizada por estado e ordem alfabética

*Dados do GUIA DO ESTUDANTE Profissões Vestibular 2012. Confira a edição completa nas bancas de todo o Brasil.

Para saber sobre outros cursos e faculdades, acesse Profissões e Universidades, no site do GUIA.

Compartilhe

Conheça o curso de Fisioterapia da UFMG

Amanda Previdelli | 15/02/2012

Fisioterapia é o conjunto de técnicas usadas no tratamento e na prevenção de doenças e lesões – tanto ortopédicas quanto cardiorrespiratórias ou de qualquer outra parte do corpo.

No Brasil, um dos cursos mais tradicionais de Fisioterapia é o da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que já tem mais de trinta anos e conta com cinco estrelas na avaliação do Guia do Estudante.

Para falar um pouco mais sobre a carreira de fisioterapeuta e o curso na UFMG, o Por Dentro das Profissões conversou com o professor Marcelo Velloso, coordenador do curso de Fisioterapia na UFMG.

O curso oferece 75 vagas e é integral

Fisioterapia é um dos cursos mais concorridos da UFMG e os 75 alunos que passarem terão aulas de manhã e à noite. “Estamos passando por uma reforma no currículo e o aluno terá prática desde o primeiro período”, diz o professor Marcelo Velloso.

Nos primeiros semestres, essa prática consiste em conhecer a atuação de um professor ou veterano. Depois, o aluno passa a auxiliar em alguns procedimentos, praticar ações em conjunto e, então, passa pelo período de estágio obrigatório, que é oferecido pela própria faculdade.

“No novo currículo, o aluno passará por um tronco básico e depois vai poder se especializar. Ele via poder aproveitar que está em uma universidade e cursar matérias de outras áreas, como biotecnologia, por exemplo”, conta Velloso. Para conclusão do curso, além do estágio, também é necessária a apresentação de uma monografia.

Laboratórios e pesquisa

A UFMG é conhecida por sua excelência em pesquisa e muitos dos formandos acabam entrando nos cursos de especialização (existem cursos nas áreas de geriatria, medicina do esporte, ortopedia e cardiorrespiratório) ou no mestrado da universidade. Quem ainda está na graduação, porém, pode já se inserir nas pesquisas.

Os laboratórios da universidade não são poucos e o aluno terá a oportunidade de mexer com todos os aparelhos que são usados por fisioterapeutas. “Temos laboratórios mais práticos, com os aparelhos da profissão, e também laboratórios motores e de biologia”, explica o professor.

O aluno de Fisioterapia

Segundo o professor Marcelo, o aluno de fisioterapia tem de gostar da área de saúde e também de Exatas, como Física e Química. “Temos um pouco dessas matérias no currículo, sim, porque o fisioterapeuta mexe com eletroterapia, hidroterapia e biomecânica, por exemplo, e existem conceitos de Física e Química que precisam ser ensinados a ele”, justifica Velloso.

Além do interesse pelos estudos, o aluno também tem de estar disponível para o atendimento. O professor Marcelo é ainda mais específico: “essa pessoa tem de gostar de gente, tem de ter facilidade de relacionamento interpessoal”.

O curso, que já teve maioria de mulheres, hoje é mais equilibrado quanto aos gêneros. “E nós temos mais alunos jovens, mesmo. Mas não temos preconceito com quem escolheu essa carreira mais tarde”, brinca o professor.

Mercado de trabalho

O fisioterapeuta não é um médico, mas ele trabalha em conjunto com os médicos. “O médico faz o diagnóstico e o fisioterapeuta faz diagnóstico funcional, ele pega a doença que o médico diagnosticou, entende o que ela afetou nas funções básicas do paciente e cria um tratamento para melhorar a qualidade de vida dele”, explica o professor Marcelo.

O bacharel em Fisioterapia não prescreve remédios, mas prescreve tratamentos para reabilitação ortopédica, neurológica ou cardiorrespiratória. Ele pode também se preocupar com a prevenção de certas doenças e condições físicas.

O mercado de trabalho é amplo para o aluno que procura o seu diferencial, segundo o professor Velloso. “Percebemos, também, que há uma absorção grande nas áreas hospitalares e clínicas”, diz. Nos últimos anos, porém, duas áreas têm tido grande crescimento para o fisioterapeuta: a estética e o atendimento domiciliar.

Confira também:

- Nove fatos sobre o curso e a carreira de Nutrição

- Os cinco melhores cursos de Musicoterapia no Brasil

- Conheça seis profissões do futuro

Comentários: 6 pessoas comentaram

Categoria: Saúde

Tags: , ,

Compartilhe