Guia do Estudante

Posts com a tag ‘ciências exatas’

Conheça os 18 cursos de Ciências Exatas e Informática

Amanda Previdelli | 27/03/2013


Os profissionais dessa área alimentam as inovações tecnológicas, mas, para isso, atualização constante e formação adequada são pontos-chave.

Além de profissionais como analistas de sistemas, engenheiros de computação e graduados em tecnologia da informação, a área inclui ainda físicos, matemáticos, químicos e estatísticos, que não apenas usam intensivamente ferramentas da informática em seu dia a dia como lidam com fundamentos e cálculos próprios das Ciências Exatas.

O ritmo acelerado das inovações obriga à atualização constante. Além de atualizado, o profissional top da área ainda tem facilidade para lidar com números e com raciocínio abstrato, espírito de equipe, capacidade de análise e de resolver problemas com rapidez, concentração e senso de organização e gosto pela tecnologia.

Os cursos mais procurados são Ciência da Computação, Sistemas de Informática, Matemática (licenciatura), Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Química (licenciatura).

Confira todos os cursos da área:

Compartilhe

Conheça as 13 carreiras de Ciências Exatas e Informática

Guilherme Dearo | 26/10/2011

Gosta de ciências e cálculos? Talvez alguma carreira de Ciências Exatas e Informática seja a escolha certa para você! Conheça a seguir as 13 profissões da área.

Astronomia

É a ciência que estuda o universo, confrontando teorias físicas com observações feitas por modernos telescópios. O astrônomo investiga a origem e a evolução do cosmo. Com telescópios e câmeras, observa os objetos cósmicos (estrelas, planetas, galáxias e outros corpos) e capta sua imagem para estudar seus movimentos, sua disposição pelo espaço e sua composição química.

Estatística

É a área da Matemática que coleta, analisa e interpreta dados numéricos para o estudo de fenômenos naturais, econômicos e sociais. O estatístico planeja e coordena o levantamento de informações por meio de questionários, entrevistas e medições. Organiza, analisa e interpreta os resultados para explicar fenômenos sociais, econômicos ou naturais. Cabe a ele montar bancos de dados para os mais diversos usos, como controle de qualidade da produção de uma indústria, recenseamento populacional e pesquisa eleitoral.

Ciência da Computação

É o conjunto de técnicas e conhecimentos que possibilitam a criação de programas de informática. O bacharel em Ciência da Computação analisa as necessidades dos usuários, desenvolve programas e aplicativos, gerencia equipes de criação e instala sistemas de computação. É ele quem elabora softwares, desde programas básicos de controle de estoque até os mais complexos sistemas de processamento de informações, como os utilizados nas pesquisas espaciais e na medicina genética.

Engenharia da Computação

É o conjunto de conhecimentos usados no desenvolvimento de computadores e seus periféricos. O engenheiro da computação projeta e constrói computadores, periféricos e sistemas que integram hardware e software. Produz novas máquinas e equipamentos computacionais para ser utilizados em diversos setores, de acordo com as necessidades do mercado.

Física

É o estudo da relação entre a matéria e a energia, de suas propriedades e das leis que regem sua interação. O bacharel em Física estuda corpos e fenômenos físicos em todas as escalas – de partículas subatômicas à imensidão do cosmo. Além da pesquisa pura, aplica as leis do mundo físico para a solução de questões práticas e cotidianas. Pode especializar-se em diversas áreas, como acústica, plasma, astrofísica, física nuclear e desenvolvimento de materiais, entre outras.

Nanotecnologia

É a ciência que projeta e desenvolve produtos e processos tecnológicos a partir de partículas minúsculas, na escala de nanômetros (1 milímetro é igual a 1 milhão de nanos), como os átomos. Com o uso de técnicas e ferramentas específicas, esse profissional é capaz de organizar átomos e moléculas a fim de dar origem a um produto, processo ou novo material. Atua na pesquisa e no desenvolvimento de diversas áreas, desde a medicina, passando pela química, biológica, têxtil, até computação e tecnologia.

Química

É a ciência que estuda a matéria, sua composição e suas propriedades, transformações e combinações. O químico analisa substâncias e compostos, identifica suas propriedades e características físico-químicas, como elasticidade, resistência ou toxicidade. Investiga como os compostos reagem às variações de pressão e temperatura, entre outros fatores. Em indústrias químicas, por exemplo, pesquisa e cria novos materiais, controla e supervisiona a produção e aplica testes de qualidade.


Matemática

É a ciência que estuda as quantidades, o espaço, as relações abstratas e lógicas aplicadas aos símbolos. O matemático utiliza a lógica na formulação de teorias e no teste de hipóteses. Desenvolve aplicações dos cálculos matemáticos usados na pesquisa pura e nas mais diversas áreas da ciência aplicada. Elabora fórmulas e bancos de dados para interpretar e solucionar problemas de desenvolvimento de produtos, de produção e de logística em empresas que lidam com computação, biologia, marketing ou engenharia.

Sistemas de Informação

É a administração do fluxo de informações geradas e distribuídas por redes de computadores dentro de uma organização. O bacharel em Sistemas de Informação planeja e organiza o processamento, o armazenamento e a recuperação de informações e disponibiliza esse material para usuários. Cria, adapta e instala programas para facilitar as consultas e administra redes de computadores. Nas redes internas das empresas e outras instituições e na internet, monta e gerencia bancos de dados e ainda desenha páginas de sites, que devem ser funcionais e elegantes, trabalho que exige versatilidade e criatividade.

Outras carreiras da área são: Ciências Matemáticas e da Terra, Informática Biomédica, Tecnologia da Informação e Comunicação, e Jogos Digitais.

Compartilhe