logo-ge

MEC divulga calendário do Sisu, ProUni e Fies

Inscrições no Sisu poderão ser feitas entre 24 e 27 de janeiro

O Ministério da Educação (MEC) divulgou, nesta quarta-feira (17), o cronograma da primeira edição de 2017 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Programa Universidade Para Todos (Prouni) e do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Também já estão disponíveis as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016, necessárias para a inscrição no sistema.

Veja também

Sisu

As inscrições para o Sisu estarão abertas de 24 até 27 de janeiro. A partir desta quinta-feira, 19, a consulta às bases de dados das instituições, com os cursos e vagas disponíveis, já poderá ser realizada. O número de vagas aumentou: são mais 238 mil, em relação a 205,5 mil no ano anterior. Além disso, cinco instituições públicas aderiram ao sistema: de 128, passou a 131 em 2016.

O Sisu é um programa do governo federal que seleciona estudantes para instituições federais e estaduais de ensino superior, acontecendo duas vezes ao ano: no primeiro e no segundo semestre. Para se candidatar às vagas é necessário acessar o site do Sisu, informar o número de inscrição no Enem e escolher, por ordem de preferência, até duas opções nas vagas ofertadas pelas instituições participantes do programa.

Durante o período de inscrição, o Sisu calcula uma vez por dia a nota de corte para cada curso, com base no número de vagas disponíveis e nas notas dos candidatos inscritos. O candidato pode, durante o período de inscrição, modificar sua opção quantas vezes quiser. É importante ressaltar que o Sisu considera somente a última inscrição concluída.

ProUni

Estudantes poderão se inscrever para o ProUni entre 30 de janeiro a 2 de fevereiro. Pode se inscrever o estudante que não tenha diploma de curso superior e que tenha feito Enem, com no mínimo 450 pontos na média das notas e com nota acima de zero na redação.

O estudante ainda precisa atender a pelo menos uma das seguintes condições: ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou como bolsista integral; ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente como bolsista integral; ser pessoa com deficiência; ser professor da rede pública de ensino.

Pode concorrer à bolsa integral o candidato cuja renda familiar bruta mensal per capita não exceda o valor de 1,5 salário-mínimo. As bolsas parciais são para os casos em que a renda familiar bruta mensal per capita não exceda o valor de três salários mínimos.

Fies

As inscrições para o Fies serão recebidas de 6 ao 9 de fevereiro. O Fies oferece financiamento de cursos superiores em instituições privadas a uma taxa de juros de 6,5% ao ano. O aluno só começa a pagar a dívida após a formatura. O percentual do custeio é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Luiz (lacmetal)

    O MEC divulgou, é? Pode passar o link da fonte oficial, por favor?

    Curtir