Guia do Estudante

Geografia

Europa (política, economia, aspectos geográficos) - resumo, dicas e questões comentadas

29/09/2010 17h28

Embora formem um só bloco continental (chamado Eurásia), Europa e Ásia são continentes diferentes por conta de diferenças históricas e culturais. A fronteira entre eles pode, no entanto, ser estabelecida de duas formas. Uma delas leva em conta aspectos naturais e inclui no continente europeu a parte ocidental da Rússia, delimitada a leste pelos montes Urais. Outra maneira de dividir os continentes é ideológica e durou até o final da Guerra Fria: considerava europeus apenas os países capitalistas, alinhados aos EUA.

Aspectos físico-naturais
Clima: predomina o temperado, com variações continentais e oceânicas. Há também áreas de clima mediterrâneo (ao sul), polar (ao norte) e alpino (nas altas montanhas).

Relevo: composto, principalmente, por planícies (destaque para a do sul da Inglaterra, as do norte da França, da Alemanha e da Itália e a Rússia). Dobramentos modernos aparecem ao sul da Europa e formam a cadeia Alpina, que inclui Pirineus, Alpes, Apeninos, Cárpatos, Bálcãs e Cáucaso.

Hidrografia: os rios mais importantes são o Volga (Rússia), o Danúbio (que nasce na Alemanha, atravessa sete países e deságua no mar Negro) e o Reno (que corta a região mais industrializada da Europa, incluindo Alemanha e França, e desaguando no porto de Roterdã, na Holanda).

Aspectos econômicos, políticos e humanos
Europa ocidental: principal região econômica da Europa, engloba Alemanha, França e Reino Unido - as economias mais fortes da Europa. Concentra a maior parte das indústrias europeias e também é favorecida por um sistema de transportes moderno, rápido e multimodal, que permite intensa circulação de mercadorias e de pessoas.

Europa centro-oriental: envolve os países da antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), detentores dos piores índices socioeconômicos da Europa e marcados por alta disparidade de renda. Sua economia caracteriza-se por indústrias pesadas e de base, além de atividades extrativistas e agrícolas.

União Europeia (UE)
Começou com o Tratado de Roma, assinado em 1957 por Benelux (antigo bloco formado por Bélgica, Holanda e Luxemburgo), França, Alemanha e Itália. A partir daí, os países, já integrados economicamente, estabeleceram integração política e a livre circulação de mercadorias, de capitais, de serviços e de pessoas.

Em 1992, o Tratado de Maastricht implementou o euro (moeda emitida pelo Banco Central Europeu para circular nos países da UE), criou uma política externa e um plano de defesa comum aos membros do bloco.

Desde 2007, a UE conta com 27 países-membros e se depara com o desafio de diminuir a desigualdade econômica entre eles - principalmente entre Europa Ocidental e Oriental.

Preste atenção!
A União Europeia é um importante ator global. Durante a crise econômica americana, por exemplo, ela teve atuação preponderante para barrar a expansão da crise, com seu Banco Central fornecendo empréstimos milionários às empresas em crise. Além disso, seu desenvolvimento econômico a torna um gigantesco mercado consumidor dos mais variados produtos agrícolas e industrializados provenientes do mundo todo.

Como pode cair no vestibular?
- A reclamação do Brasil na Organização Mundial do Comércio (OMC) contra os subsídios agrícolas europeus do PAC (Política Agrícola Comum), que barateiam e protegem os produtos agrícolas europeus e impedem a livre concorrência.

- A compra de aviões de caça, submarinos e outros equipamentos militares franceses pelo Brasil gera repercussão internacional (sobre a renovação do arsenal brasileiro) e nacional (com a discussão sobre comprar produtos mais baratos ou aqueles que, como os franceses, oferecem transferência de tecnologia e dão autonomia na produção de armamentos modernos ao Brasil).

- Importante também são os assuntos relativos ao crescente aumento da xenofobia e à restrição da imigração na Europa.

Como já caiu no vestibular?
1. (Uiafal) Para responder a questão, leia o fragmento abaixo.
“Em 4 de outubro de 1957, quando os soviéticos colocaram em órbita o primeiro satélite artificial - Sputnik-1 –, o mundo vivia sob tensão constante. [...]. Hoje, a Guerra Fria não existe mais, mas o clima no espaço ainda está longe de refletir o ambiente de interação globalizada que mudou a economia, a política e a ciência em terra firme. Ao contrário do que acontece em outras áreas tecnológicas, o país que quiser lançar satélites por conta própria hoje tem de aprender sozinho. “Os americanos não querem que a tecnologia de lançadores de satélites — que pode ser utilizada para lançar bombas - caia na mão de determinados países, mesmo que sejam amigos”, [...]. “Mesmo quando existe um projeto envolvendo vários países, como a Estação Espacial
Internacional, a colaboração se dá mais pela divisão do trabalho do que pela transferência da tecnologia entre os países.” [...]. Hoje, apenas EUA, União Européia, Rússia, China, Índia e Japão são capazes de colocar satélites em órbita. Cada um aprendeu a fazê-lo sozinho.”
GARCIA, Rafael. 50 anos depois do Sputnik, espaço ainda vê Guerra Fria. Folha de S. Paulo, 30/09/2007.

O fim da Guerra Fria entre os EUA e a URSS e o novo avanço do capitalismo com a globalização mundial estabeleceram uma nova ordem geopolítica. Sobre esse assunto é correto afirmar que:
a) houve a eliminação das fronteiras nacionais com a fusão de países em blocos econômicos regionais e o surgimento do domínio das tecnologias de ponta pelos novos países industrializados e subdesenvolvidos.
b) surgiram áreas de livre comércio como reservas de mercado para multinacionais, disputas entre capitalismo e socialismo representadas por EUA pela União Européia.
c) houve a divisão do mundo em Primeiro Mundo (países capitalistas desenvolvidos), Segundo Mundo (países socialistas) e Terceiro Mundo (países capitalistas subdesenvolvidos e os de economia em transição do socialismo para o capitalismo).
d) surgiram blocos econômicos regionais; novos centros de poder - como o Japão e a União Européia - e tensões entre interesses políticos e econômicos dos países desenvolvidos do Norte e subdesenvolvidos do Sul.

2. (Unifor) Nas últimas décadas do século XX instaurou-se uma Nova Ordem Mundial que é marcada por novos arranjos espaciais.
Analise as afirmações a seguir.
I. Os países centrais do sistema capitalista foram os grandes vitoriosos com o fim da Guerra Fria.
II. Os países que compõem a OTAN passaram a ser centros de poder econômico e financeiro.
III. Um dos objetivos dos Estados Unidos no novo cenário é proteger seus interesses em várias partes do mundo, principalmente, no Oriente Médio e América Latina.
IV. O Japão e a Alemanha tornaram-se mais poderosos tanto no setor econômico como no militar.
V. A economia mundial está assentada sobre um tripé no qual um dos pontos de sustentação é a União
Européia.

Está correto SOMENTE o que se afirma em
a) I, II e III.
b) I, II e V.
c) I, III e V.
d) II, III e IV.
e) III, IV e V.

3. (UFF) Sobre o papel dos três grandes centros do poder mundial - Estados Unidos, União Européia e Japão - afirmam-se, corretamente:
a) A hegemonia bélico-militar continua sendo dos Estados Unidos.
b) O domínio do estratégico setor de informática está nas mãos do Japão.
c) O poder econômico-financeiro se concentra cada vez mais na União Européia.
d) Os índices de desemprego mais elevados são os do Japão.
e) A hegemonia cultural e o maior controle de mídia pertencem à União Européia.

GABARITO:
1. resposta correta: D
2. resposta correta: C
3. resposta correta: A

Compartilhe