Guia do Estudante

Química

Resumo de Química: Estudo dos gases

21/11/2011 18h 05

Comportamento dos Gases

Os gases reais que normalmente conhecemos como, por exemplo, o hélio, o nitrogênio e o oxigênio, apresentam características moleculares diferentes e particulares de cada um. No entanto, se todos forem colocados a altas temperaturas e baixas pressõesm, eles passam a apresentar comportamentos muito semelhantes.

Gás perfeito
No estudo dos gases adota-se um modelo teórico, simples e que na prática não existe, com comportamento aproximado ao dos gases reais. Essa aproximação é cada vez melhor quanto menor for a pressão e maior a temperatura. Esse modelo de gás é denominado de gás perfeito.

Lei geral dos gases perfeitos

A expressão que determina a lei geral para os gases perfeitos pode ser vista da seguinte forma:
P0 V0 / T0 = pV / T

Onde P0, V0 e T0 são respectivamente a pressão inicial, volume inicial e temperatura inicial. Essa é uma expressão que é utilizada para quando as variáveis de um gás apresentar variações.

Lei de Boyle
Quando um gás sofre uma transformação isotérmica, ou seja, quando sua temperatura é mantida constante, a pressão dele é inversamente proporcional ao volume ocupado. Dessa lei obtemos que como T0 = T temos que:
P0V0= pV

Lei de Charles

Quando uma massa de gás perfeito sofre transformação isocórica, isto é, quando o volume se mantém constante, a sua pressão é diretamente proporcional à sua temperatura absoluta. Matematicamente essa lei pode ser expressa da seguinte forma:

P0/T0 = p/T

Onde p0 e T0 são respectivamente a pressão inicial e a temperatura inicial.

Lei de Gay-Lussac
Quando um gás sofre uma transformação isobárica, isto é, à pressão constante, o volume do gás é diretamente proporcional à sua temperatura absoluta. Matematicamente essa lei pode ser expressa da seguinte forma:

V0 / T0 = V / T

Onde V0 e T0 correspondem respectivamente ao volume inicial e à temperatura inicial.

Compartilhe