logo-ge

O programa nuclear iraniano – resumo

Início O início do programa nuclear iraniano ocorreu em 1970, ainda durante o regime do xá. Naquela época, a iniciativa tinha apoio dos EUA e da Europa. Depois veio a Revolução Islâmica e em 1982 , o governo iniciou a criação, em Isfahan, de um centro de tecnologia nuclear. Três anos depois, foram descobertas minas de urânio em seu território.

Motivos para o programa
O irã justifica as pesquisas na área pela necessidade de diversificar as fontes de energia. O país tem grandes reservas de gás e petróleo, do que é um dos maiores exportadores mundiais, mas sua capacidade de refino é pequena. Por isso, importa 40% do combustível que consome. Os EUA e os países europeus, porém, contestam essa explicação, com o argumento de que o Irã possui muito petróleo e que não precisariam de energia nuclear.

Sanções ao país Nos últimos anos, a questão nuclear tornou-se um elemento de afirmação nacional do Irã. A negativa do país em paralisar o programa nuclear já havia levado a Organização das Nações Unidas (ONU) a aprovar três pacotes de sanções com o país – em dezembro de 2006, em março de 2007 e em março de 2008. Após as primeiras sanções, o Irã não permitiu mais visitas de técnicos da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) a locais não vinculados a atividades atômicas.