logo-ge

O que dá para fazer para evitar o nervosismo no vestibular?

Perto da segunda fase da Fuvest e outros vestibulares, confira as dicas do psicólogo Ivo Carraro para antes e durante as provas

por Morena Madureira

A contagem regressiva para a segunda etapa de grande parte dos vestibulares do Brasil já começou. E para tentar te ajudar a controlar a tensão e a ansiedade, o GUIA conversou com um especialista e pediu dicas para ajudar os vestibulandos a não deixar a peteca cair.

“A ansiedade é uma coisa natural, ela protege a vida. Mas quando há uma situação de ameaça, a ansiedade fica mais alta e passa a se chamar medo. E é isso o que o vestibular é para os estudantes, uma ameaça”. Assim define Ivo Carraro, psicólogo especializado em Neuropsicologia e coordenador do curso Positivo, com grande experiência na rotina dos vestibulares. De acordo com Carraro, o medo causa dois problemas aos vestibulandos: faz com que a emoção se apodere da razão (local onde o conhecimento necessário para responder às questões das provas está!) e causa aqueles conhecidos sintomas de taquicardia, transpiração e sono.

Mas como combater a ansiedade, o medo, quando já se está na reta final para dias esperados o ano inteiro? Carraro dá as dicas para antes e durante a prova.

TENSÃO PRÉ-VESTIBULAR
Durma bem. Segundo o psicólogo, o sono ajuda o cérebro a organizar melhor as informações que você vai precisar na hora da prova

Tenha uma alimentação balanceada. Não exija muito do seu metabolismo, ele é um dos seus aliados para ir bem nos exames

Pratique esportes que te dêem prazer. Além de te distrair, isso vai te ajudar a relaxar

Não perca as revisões do seu cursinho. Segundo Carraro, mais do que te fazer relembrar o conteúdo das aulas, elas são importantes pois possibilitam um último encontro com seus professores, que com certeza vão te ajudar a ter mais confiança. Ainda nesse aspecto, uma outra dica importante é que o estudante desacelere a rotina de estudo nesses últimos dias. “Vestibular não é como corrida de cavalos. Não adianta apertar o ritmo quando se está próximo da linha de chegada”, compara o psicólogo.

– Antes do grande dia, faça o itinerário que você terá que percorrer até o local de prova. Isso vai te ajudar a perder o medo de chegar atrasado!

NO DIA DA PROVA
Saia de casa bem antes do necessário. A ideia é chegar com calma, sem pressa, para que o caminho até o local de prova não seja mais um motivo de estresse

Comece pelas questões mais fáceis. Faça primeiro as matérias que tem mais habilidade, pois caso contrário você já ficará ansioso na primeira hora de prova

Não se impressione quando o primeiro candidato terminar a prova. Cada um tem seu ritmo e quem sabe o apressadinho não deixou várias questões em branco?

Para o psicólogo, mais do que tudo, os vestibulandos precisam sentir-se como “predadores”. “O vestibular não tem que ser uma ameaça para os estudantes. Os estudantes é que são uma ameaça para o vestibular”.

– Leia mais notícias de Vestibular