logo-ge

Professores usam pouco novas tecnologias em sala de aula

Blogs, programas colaborativos e conferências pela internet não são nada populares entre os professores universitários

da redação

Professores usam pouco novas ferramentas e tecnologias de internet em suas aulas nas universidades. Foi isso que indicou um estudo feito nos Estados Unidos em 2009.

A Faculty Survey of Student Engagement entrevistou aproximadamente 4600 professores em 50 instituições de ensino superior nos Estados Unidos para saber como eles estavam usando as novas tecnologias e mídias sociais durante as aulas.

A pesquisa mostrou que a maioria dos professores não usam as ferramentas e não integram seus cursos com essas inovações.

– Professores se sentem envergonhados em falar de sexo com alunos

– Quase metade dos universitários brasileiros já experimentou drogas

Veja os resultados:

Blog
84% dos professores nunca usaram um blog em suas aulas. 3% não sabem nem mesmo o que seja um.

Programas de edição colaborativa
Programas onde os usuários podem editar arquivos em grupo, como o Google Docs e o Wiki (o mesmo do Wikipédia), nunca foram usados por 79% dos professores.

Videoconferências
Videoconferências ou conversas telefônicas pela internet também não são populares: 84% nunca usou uma destas ferramentas.

Programas de detecção de plágio
Hoje em dia existem até mesmo programas que detectam se o aluno copiou alguma coisa da internet. Sorte dos estudantes que 70% dos professores nunca usaram tais programas, embora apenas 4% os desconheçam.

– Escolas usam softwares para detectar alunos que copiam trabalhos da internet

Confira a pesquisa completa no The Chronicle.

LEIA TAMBÉM
– Notícias de vestibular
– Notícias de Enem