logo-ge

Tire suas dúvidas sobre o ProUni

Programa oferece bolsas em faculdades particulares para estudantes de baixa renda

Prouni

(Divulgação/MEC)

Estão abertas as inscrições para as vagas remanescentes para o segundo semestre do Programa Universidade para Todos (ProUni). No total, há 77 mil bolsas remanescentes das 147.492 ofertadas na chamada regular. 

Para tirar as dúvidas, o GUIA pediu aos leitores que enviassem as questões que ainda têm sobre o programa. Selecionamos as mais frequentes e respondemos abaixo, com base nas regras do Ministério da Educação (MEC) e na consultoria oferecida pelo assessor de financiamento Alexandre Mori, do Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp).

Qualquer um que tenha feito o Enem 2016 pode se inscrever?

Não. Os candidatos treineiros não podem participar. Além disso, pode se inscrever apenas o estudante que não tenha diploma de curso superior, que tenha feito as provas do Enem com no mínimo 450 pontos na média das notas e com nota acima de zero na redação.

O estudante ainda precisa atender a pelo menos uma das seguintes condições: ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou como bolsista integral; ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente como bolsista integral; ser pessoa com deficiência; ser professor da rede pública de ensino.

Veja também

Quem é bolsista 100% de todo o ensino médio em escola particular pode participar?

Sim, mas apenas nessas condições.

Só posso participar da lista de espera se for para a primeira opção de curso?

Depende. Para a primeira opção, pode participar:
– o candidato que não foi pré-selecionado nas chamadas regulares;
– o candidato pré-selecionado na segunda opção de curso, mas reprovado por não formação de turma.

Para a segunda opção, pode participar:
– o candidato que não foi pré-selecionado nas chamadas regulares, na hipótese de não ter ocorrido formação de turma na primeira opção de curso;
– o candidato não pré-selecionado nas chamadas regulares, na hipótese de não haver bolsas disponíveis na primeira opção de curso;
– o candidato que foi pré-selecionado na primeira opção de curso, reprovado por não formação de turma.

Se eu conseguir passar, posso transferir a bolsa para outra faculdade?

Sim. Para que aconteça a transferência, é necessário que ambas as instituições (de origem e de destino estejam de acordo); a instituição e o curso estejam regularmente credenciados no ProUni; e exista vaga no curso de destino.

Não pode haver transferência de bolsa integral para parcial, ou vice-versa; se o curso de destino tiver avaliação insuficiente; se o número de semestres cursados for igual ou maior do que a duração total do curso de destino; se a bolsa foi concedida por ordem judicial; se a nota média do bolsista no Enem, utilizada para sua admissão ao ProUni, for inferior à nota média do último candidato aprovado no processo seletivo mais recente do ProUni em que tenham sido ofertadas bolsas para o curso de destino, ressalvada decisão em contrário da instituição.

Eu perco a bolsa caso eu repita uma matéria ou um período inteiro?

O estudante perde a bolsa caso não seja aprovado em, no mínimo, 75% do total das disciplinas cursadas em cada período letivo.

Já tenho uma bolsa do ProUni, mas quero tentar outro curso agora. Eles automaticamente cancelam a bolsa que já tenho na pré-seleção ou quando for me matricular?

A bolsa será cancelada apenas se você fizer a matrícula.

Já concluí um curso como bolsista pelo ProUni. Posso tentar outro?

Não. Só pode participar quem não tem ensino superior.

Posso fazer um curso em universidade pública e outro com o ProUni?

Não.

Estudei em escola particular mas tenho renda baixa, posso participar?

Não, a menos que tenha estudado com bolsa integral.

Quanto tempo tenho para me formar utilizando o ProUni?

O dobro do tempo de duração do seu curso. Se for de quatro anos, por exemplo, você deverá se formar em até oito.

Todos os cursos cadastrados no ProUni são reconhecidos pelo MEC?

Sim.

Já desisti de duas bolsas do ProUni. Posso tentar novamente?

Sim.

Meu pai arrumou emprego e começou ontem, mas a carteira dele ainda não foi registrada. Eu coloco o salário que ele vai receber ou deixo zero na renda?

O coordenador do ProUni pode solicitar qualquer documento que julgar necessário. Nesse caso específico, é prudente procurar a instituição desejada e perguntar qual comprovante ele irá solicitar.

Se eu já perdi a bolsa uma vez (por faltas ou desempenho inferior a 75%), posso tentar outra?

Sim.

Eu moro sozinho e atualmente estou desempregado, com seguro desemprego. Não posso me candidatar?

A inscrição do ProUni é aceita com preenchimento de renda zero, porém o coordenador deve questionar como o candidato sobrevive. Se for com ajuda de custo, essa ajuda deve ser mencionada na inscrição.

Ao fazer a inscrição pedem pra colocar a renda familiar. Eu preciso colocar todas as pessoas que moram na minha casa? Ou apenas as que têm renda?

Todos do grupo familiar devem ser colocados no preenchimento, mesmo os que não possuem renda. É dessa forma que o sistema calcula a renda per capita.

Fiz mais da metade do ensino médio em escola pública, mas terminei o terceiro ano em uma escola pública nos Estados Unidos. Tenho direito ao ProUni?

Sim.

Devido à demora do ProUni, entrei na faculdade já na semana de provas. Tive algumas notas baixas e estou tentando recuperar agora. Caso eu reprove em mais de duas disciplinas eu perco a bolsa?

Não. O coordenador deve analisar os motivos e reconsiderar.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Anderson Sousa

    Moro em outro estado e caso conseguir a bolsa vou ter que depender de parentes, sendo assim devo pôr como membro da família a que moro ou a que vou morar ?

    Curtir