Guia do Estudante

Vestibular

Relembre 10 fatos que marcaram o Brasil Colonial

O período colonial brasileiro durou de 1500 a 1822

da redação | 06/07/2012 01h11

O período colonial brasileiro começou com o desembarque da primeira expedição europeia no atual território nacional e se estendeu até a independência. No decorrer desses três séculos, o Brasil era uma possessão de Portugal, sendo todo o período marcado pela exploração de nossos recursos naturais e humanos em benefício dos lusitanos. Confira a seguir os fatos mais marcantes do período. O português Pedro Álvares Cabral e sua esquadra chegam ao litoral da Bahia em 22 de abril. Segundo a maioria dos historiadores, trata-se mais de uma tomada de posse do que de um descobrimento em si, pois a existência do território - dividido seis anos antes entre portugueses e espanhóis pelo Tratado de Tordesilhas - já era sabida por Portugal. Imagem: Óleo sobre tela de Oscar Pereira da Silva / Domínio Público Sem recursos financeiros nem humanos para empreender uma ocupação em grande escala na colônia, o rei português dom João III decidiu dividir o território brasileiro em 15 faixas de terra - as capitanias hereditárias. O direito de administrá-las era concedido aos donatários - nobres ou burgueses que se comprometiam a arcar com os gastos internos, repassando grande parte dos rendimentos à Coroa portuguesa. Imagem: Mapa de Joan Blaeu (1640) / Domínio Público A França não aceita a partilha das terras americanas feita pelo Tratado de Tordesilhas e defende seu direito de ocupação. A primeira invasão francesa no território brasileiro ocorre na ilha de Serigipe, na baía de Guanabara. Imagem: Óleo sobre Tela de Benedito Calixto / Domínio Público Após duas tentativas falhas, os holandeses conseguem invadir o Brasil (em Pernambuco). O militar Maurício de Nassau fica responsável pela administração e leva prosperidade econômica e cultural à região colonizada. O domínio da Holanda permanece até a Insurreição Pernambucana (1645 - 1654). Imagem: Willen Jacobz Delff / Domínio Público Foram expedições de desbravamento do interior do Brasil realizadas entre o século XVII e o XVIII, geralmente a partir da capitania de São Vicente. As entradas eram campanhas oficiais do governo, já as bandeiras ocorriam por iniciativas particulares.  O principal objetivo das ações era a captação de mão de obra indígena, a exploração de metais preciosos e o combate aos negros que resistiam à escravidão. Imagem: Jean-Baptiste Debret (1834) / Domínio Público. No Brasil, o uso do escravo como mão de obra teve início com a atividade açucareira, atravessou todo o período colonial e só foi oficialmente extinto em 1888, com o fim do Império. Estima-se que, entre 1550 a 1850, tenham chegado ao país 4 milhões de negros trazidos do continente africano. Imagem:  Jean Baptiste Debret (1827) / Domínio Público As reservas do metal foram encontradas na região que hoje é ocupada por Minas Gerais. A Coroa portuguesa logo regulamentou a extração de minérios na colônia. Quem se dedicava ao ofício devia pagar 20% do ouro à Coroa - o quinto. Imagem: Reprodução / Museu AfroBrasil Durante o período colonial, ocorreram várias revoltas da população brasileira contra os portugueses. Em 1789, a insatisfação dos mineiros com os impostos chegou ao auge com a decretação da derrama, a cobrança forçada dos tributos. Um grupo da elite local decidiu apressar os preparativos para a revolta separatista. Traídos, foram todos presos. Mas só um foi executado: o alferes Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, único que não pertencia a uma classe privilegiada. Imagem: Pedro Américo (1893) / Domínio Público O bloqueio comercial à Inglaterra imposto na Europa continental por Napoleão Bonaparte foi desrespeitado por Portugal, que dependia economicamente dos britânicos. A invasão francesa no território lusitano, como retaliação, tornou-se iminente, e, em 1808, o rei português dom João VI e sua corte fugiram para o Brasil. Imagem: Retrato de dom João VI por Jean-Baptiste Debret / Domínio Público A separação política entre a colônia brasileira e Portugal foi declarada oficialmente em 7 de setembro. Ela resultou de um processo iniciado décadas antes, com as revoltas emancipacionistas do fim do século XVIII e início do século XIX, a vinda da corte portuguesa ao Brasil e a crise do sistema colonial. Imagem: Pedro Américo (1886-88) / Museu Paulista

Brasil Colonial

Leia mais

O período colonial brasileiro começou com o desembarque da primeira expedição europeia no atual território nacional e se estendeu até a independência. No decorrer desses três séculos, o Brasil era uma possessão de Portugal, sendo todo o período marcado pela exploração de nossos recursos naturais e humanos em benefício dos lusitanos. Confira a seguir os fatos mais marcantes do período.

Compartilhe