logo-ge

O que é melhor: ter experiência profissional ou intercâmbio?

Quem já está de frente para as duas opções deve considerar o seu projeto de futuro e avaliar as vantagens e desvantagens

Ao final da faculdade, quando chega o momento de decidir os próximos passos da sua carreira como um adulto de verdade, a decisão entre intercâmbio ou experiência profissional pode ser bastante complicada.

Embarcar para um país diferente e passar um período imerso em língua e culturas diferentes tem um valor imenso – inclusive, aumentando a competitividade do seu currículo. Porém, afastar-se neste momento pode significar abrir mão de uma efetivação no estágio ou de um trainee que esteja no horizonte. Então, a pergunta central é: qual dos dois caminhos te levará para mais perto do seu sonho?

Já falamos sobre a importância de estudar fora para uma carreira internacional e sobre a possibilidade de realizar um estágio no exterior – unindo, neste caso, as duas experiências.

Quem, porém, já está de frente para as duas opções deve considerar o seu projeto de futuro e avaliar as vantagens e desvantagens. Confira, no vídeo abaixo, três perguntas e uma dica para te ajudar a escolher o que faz mais sentido para você.

Este artigo foi originalmente publicado por Estudar Fora, portal da Fundação Estudar

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Marcelo Andrade

    Por experiência própria e de amigos o ideal é fazer o intercâmbio antes de formar. Depois de formar se estiver desempregado.

    Curtir