Guia do Estudante

Consulte o Orientador

Gostaria de trabalhar com carros. Que cursos posso fazer?

Olá! Tenho um grande apreço por carros, motos, etc. Que cursos posso seguir para trabalhar com automóveis? Quais possibilidades o mercado oferece?

enviado por Hélio Peluffo

O trabalho na área mecânica oferece diferentes níveis de qualificação como o técnico em automecânica, tecnólogo em mecânica e o engenheiro mecânico. Considere que quanto maior for o nível do curso realizado, melhores são as perspectivas de remuneração (na média dos casos).

Quanto a formação em cursos técnicos, as colocações de maior remuneração e que oferecem maior perspectiva de crescimento ao longo do tempo estão nas concessionárias oficiais ligadas às montadoras. É possível realizar outros cursos de especialização como em injeção eletrônica, restauração de carros antigos, etc, de forma a ampliar suas chances de colocação; alguns especialistas conquistam bons salários.

As opções quanto a bacharelados são Engenharia Mecânica e Engenharia Automotiva. O curso de Engenharia Automotiva tem íntima relação com o de Engenharia Mecânica. Há inclusive pouquíssimos curso com a denominação automotiva. A princípio, o profissional desta área tem formação mais especializada, mas isso não restringe necessariamente sua possibilidades de inserção profissional.

A opção é buscar a formação em Engenharia Mecânica e ao longo da graduação realizar disciplinas optativas e envolver-se em projetos, pesquisas e estágios na área automotiva, bem como buscar cursos de especialização depois da graduação.

Ao pesquisar as profissões indicadas, procure informações sobre a grade curricular dos cursos, inclusive para identificar nas faculdades de seu interesse se o curso de engenharia mecânica tem maior ou menor ênfase nos elementos do campo automotivo.

O Designer de Produto também pode trabalhar com automóveis e motos, desenhando as “máquinas” seguindo princípios de funcionalidade, modernidade e estética.

+ LEIA TAMBÉM
-  Teste: Você seria um bom engenheiro mecânico?
- Engenheiro da Fórmula 1 dá dicas sobre o curso e carreira de Engenharia Mecânica

Compartilhe