Guia do Estudante

Consulte o Orientador

No vestibular, você precisa fazer da profissão que deseja seguir ou não?

Se sua pergunta se refere a “treinar”, sem o compromisso de passar no vestibular e seguir um curso, a resposta é: pelo menos faça a prova na área que mais se aproxima de uma possível escolha sua, pois isso o preparará melhor. Algumas faculdades oferecem carreiras específicas para os chamados “treineiros”, para não prejudicar quem está concorrendo para valer.

Mas se sua pergunta vai em outro sentido, a finalidade principal de um curso superior é a formação profissional. Por meio da graduação acadêmica, desenvolvemos conhecimentos e competências para realizar atividades complexas, especializadas. Adquirimos o direito de intervir na realidade com autoridade, garantida pela certificação dada pela sociedade. Assim, cursamos aquilo que servirá de base para a profissão, mesmo que tenhamos que “adaptar” o curso à carreira que pretendemos.

Por outro lado, podemos também pensar o curso universitário no sentido de enriquecimento cultural/tecnológico, de investigação da realidade. Em geral, quando este sentido é o que prevalece, a pessoa que escolhe já tem uma profissão de onde retira seu sustento. Por exemplo: um engenheiro pode se interessar por filosofia, e faz este segundo curso como complementação cultural. Ou um filósofo que deseja investigar questões ligadas à materialidade da vida, busca um curso de biologia. De toda forma, tais conhecimentos acabam por compor o perfil pessoal de quem os realiza, repercutindo também em sua vida profissional.

Compartilhe