Guia do Estudante

GESTÃO HOSPITALAR

Tecnológico

Legenda:

Graduação

Graduação Tecnológica

O tecnólogo em Gestão Hospitalar atua na organização e no gerenciamento de hospitais, públicos ou privados, e de clínicas médicas, laboratórios de análises clínicas, spas ou casa de repouso. Ele detém conhecimentos na área de políticas públicas de saúde e de administração. Pode trabalhar para manter a infraestrutura do espaço físico, determinando o melhor uso para ele, e ainda definir o número de médicos, enfermeiros e especialidades que o local poderá atender. É de sua responsabilidade o planejamento da manutenção preventiva dos equipamentos médicos, o controle dos estoques de materiais, a limpeza e até a destinação dos resíduos hospitalares. Também pode participar de campanhas de saúde para o controle de epidemias. Outros locais de trabalho podem ser farmácias e empresas de seguro hospitalar.

Mercado de Trabalho

O tecnólogo é contratado por todos os tipos de organização no setor: de instituições hospitalares a órgãos governamentais. Além de entender da área médica, esse profissional deve conhecer as atividades básicas de administração, marketing, contabilidade e os serviços de saúde, como acreditação e legislação. As regiões Sudeste e Sul são as que concentram a maior parte das vagas, mas o mercado está aquecido na Região Norte, onde há falta de mão de obra especializada. "Países africanos, como Angola, onde se fala português, também têm alta demanda desse profissional, porque há hospitais novos, porém não há profissionais qualificados". Além dos hospitais, laboratórios de análises clínicas, policlínicas e casas de saúde para idosos são os locais que mais contratam esse profissional. As empresas de seguro hospitalar, por sua vez, procuram o tecnólogo para atuar na venda dos planos. Há um mercado em ascensão na indústria farmacêutica e oportunidades para o tecnólogo que tenha conhecimentos sólidos em informática para atuar na informatização da gestão dos serviços de saúde.


As melhores escolas

Curso

O currículo mescla disciplinas das áreas de saúde e administração. No primeiro ano, matemática, contabilidade, custos hospitalares, economia, e informática em saúde, entre outras. O segundo ano tem foco nos problemas de saúde da população com aulas, por exemplo, de políticas públicas de saúde e epidemiologia. O currículo inclui, ainda, qualidade, hotelaria hospitalar, legislação em saúde e marketing. A maior parte das escolas exige o trabalho de conclusão de curso.

Duração média: 2,5 anos.

Outros nomes:
Adm. Hosp.; Adm. Hosp. e Serv. de Saúde.



Compartilhe