logo-ge

Administração

O administrador gerencia recursos financeiros, materiais ou humanos de uma empresa

O administrador gerencia recursos financeiros, materiais ou humanos de uma empresa. Ele tem lugar em praticamente todos os departamentos de uma organização pública, privada ou sem fins lucrativos. Em recursos humanos, responde pelo relacionamento da empresa com funcionários e sindicatos, gerencia admissões e demissões, planos de carreira e benefícios. No departamento de compras, faz cotação de preços, providencia a aquisição de matérias-primas e insumos, negocia com fornecedores e controla os estoques. Em vendas, encarrega-se da negociação de preços, condições de pagamento e prazos de entrega com clientes e das atividades de publicidade e marketing. No departamento financeiro, lida com pagamentos e recebimentos, a agenda de impostos ou a cobrança de clientes. Em indústrias, trabalha no controle de qualidade e de estoques de produtos acabados. Ele pode, ainda, definir as políticas corporativas, preocupando-se, por exemplo, com ações de sustentabilidade e responsabilidade social. Seja qual for a área de atuação, esse bacharel precisa se manter atualizado com a economia mundial e nacional, as tendências de consumo e a legislação na área de atuação da empresa. Cursos de especialização, como MBAs, são essenciais para crescer na carreira. Você pode ingressar no mercado como tecnólogo.

 

 

Fique de Olho

PENSAR ALÉM DA ADMINISTRAÇÃO
Inter-relacionar áreas que parecem não ter muitas ligações pode tornar o profissional de Administração mais completo e mais cobiçado no mercado de trabalho. Um exemplo é o administrador que entenda de tecnologia para atuar numa empresa de e-commerce, para usar as redes sociais como fator de negócios ou até mesmo para alavancar as vendas no setor comercial de uma empresa de Tecnologia da Informação. Da mesma forma, o profissional que se especialize em direito tributário ou compliance (área que cuida das políticas para reduzir riscos e fraudes nas empresas) também aumenta as suas chances de empregabilidade. E o profissional de Recursos Humanos que estude também Psicologia para entender melhor como lidar com os problemas de seus colaboradores. O mercado de trabalho está sempre em mudança, por isso não pare de estudar e pensar em fazer novas escolhas dentro da sua própria carreira – isso pode ser uma boa saída para se diferenciar no mercado de trabalho.

O que você pode fazer

Administração de empresas Cuidar de todas as operações de uma empresa, desde a organização de seus recursos humanos, mercadológicos, materiais e financeiros até o desenvolvimento de estratégias de mercado.

Administração esportiva Gerenciar times e equipes, promover competições e cuidar do marketing esportivo de uma associação, clube ou equipe esportiva. Em órgãos oficiais, definir políticas para o esporte.

Administração financeira Organizar e coordenar as atividades financeiras de um estabelecimento, lidando com patrimônio, capital de giro, análise de orçamentos e fluxo de caixa.

Administração hoteleira Gerenciar hotéis, pousadas, resorts, spas e parques temáticos. Supervisionar o funcionamento do estabelecimento, a área financeira, seus serviços, sua manutenção, as reservas e a limpeza.

Administração hospitalar Gerenciar hospitais, prontos-socorros e empresas de convênio médico ou seguro-saúde.

Administração de produção Supervisionar o processo produtivo em indústrias, da análise, aquisição e estocagem da matéria-prima à qualidade e distribuição do produto final.

Administração pública Planejar, promover e gerenciar instituições públicas.

Administração de recursos humanos Cuidar das relações entre funcionários e empresa, coordenando a seleção e a admissão, os planos de carreira e de salários, os programas de incentivo, de treinamento e de capacitação da mão de obra.

Administração rural Dirigir empresas rurais e agroindustriais, controlando o processo de produção, a distribuição e a comercialização de produtos.

Administração do terceiro setor Planejar e coordenar as operações de ONGs, gerindo a captação de recursos e sua aplicação em projetos ambientais, educacionais, profissionalizantes ou comunitários.

Comércio exterior Administrar negociações de compra e venda com companhias do exterior e auxiliar a empresa a se expandir fora do país.

Controladoria Planejar e gerenciar o orçamento de uma empresa, fazendo o controle dos custos e a auditoria interna.

Empreendedorismo Definir as estratégias de criação e direção de um negócio, avaliando as oportunidades, a concorrência e a gestão de recursos humanos.

Gestão ambiental Planejar e executar projetos para a preservação do meio ambiente.

Gestão de qualidade Otimizar os processos industriais e de venda ou compra de serviços ou mercadorias.

Logística Implantar e administrar o fluxo produtivo de uma empresa, da compra e estocagem da matéria-prima à distribuição da mercadoria nos pontos de venda.

Marketing Definir as estratégias de atuação de uma empresa, estudar as necessidades dos clientes, desenvolver produtos e serviços para atendê-los e planejar as vendas.

Peritagem Elaborar exames periciais em assuntos relacionados ao dia a dia de uma empresa, como na administração financeira ou de recursos humanos.

Sistemas de informação Gerenciar os sistemas de tecnologia de informação em uma empresa, atualizando seus equipamentos e programas necessários ao negócio.

Vendas Planejar e otimizar as vendas de uma empresa, negociando preços, condições de pagamentos e prazos de entrega.

Mercado de Trabalho

O campo de trabalho do administrador é amplo e o bacharel enfrenta poucas dificuldades para se empregar. O Brasil possui 19 milhões de empresas ativas, de diferentes portes, e todas elas necessitam, direta ou indiretamente, de um administrador. As áreas mais promissoras são auditoria, em que o profissional fica de olho nos processos de transparência da empresa; tributação, que cuida do pagamento e recolhimento de impostos; gestão financeira e recursos humanos. A crise econômica coloca em evidência o especialista em fusões e aquisições de empresas, garantindo negócios lucrativos, e o analista em crédito e risco. A área de vendas requisita profissionais com capacidade para prospectar novos clientes e apresentar soluções que aumentem as vendas da empresa. Gestão da inovação e gestão com foco em sustentabilidade são áreas em alta, assim como branding – práticas que visam à construção e o fortalecimento de uma marca junto ao mercado. Um importante segmento é o das micro e pequenas empresas. Abrir negócio próprio ou trabalhar em empresas de consultoria são outras possibilidades. As regiões Sul e Sudeste oferecem as melhores oportunidades, mas há trabalho em todo o país. A maioria das empresas contrata o graduando como trainee. E é comum que a contratação seja formalizada após a conclusão do curso.

Curso

Os dois primeiros anos são ocupados com disciplinas de formação básica, como matemática, estatística, direito, sociologia, contabilidade, economia e informática. No terceiro começam as matérias específicas, como logística, finanças, marketing, sistemas da informação, planejamento estratégico, serviços e recursos humanos. O estudante cria e analisa casos fictícios e apresenta seminários. Algumas escolas exigem uma monografia de conclusão de curso, além do estágio supervisionado.

Atenção: determinados bacharelados têm enfoque específico, caso de Ciências Imobiliárias, da UFMA; Gestão e Empreendedorismo, da UFPR; e Controladoria e Finanças, da UFMG. A FGV-Eaesp, em São Paulo (SP), oferece desde 2015 um curso de Administração inteiramente na língua inglesa.

Duração média: 4 anos.

Outros nomes: Ciên. Imob.; Control. e Fin.; Gestão e Empreended.