Guia do Estudante

DESIGN

Bacharelado

Legenda:

Graduação

Graduação Tecnológica

São as técnicas usadas na criação e no desenvolvimento de projetos gráficos e de comunicação visual e na concepção artística de peças e objetos. Dependendo de sua formação, mais generalista ou mais voltada para a parte gráfica ou industrial, esse profissional encontra diversos setores de atuação. Na área gráfica, cria logotipos e desenvolve o visual de jornais, revistas, livros, panfletos, anúncios e outdoors. Escolhe as letras para os textos, define o tamanho das colunas de uma página impressa, seleciona e padroniza cores e ilustrações e projeta embalagens. No campo digital, desenvolve interfaces para sites, games e dispositivos móveis, como celulares, smartphones e tablets. Pode trabalhar em editoras, agências de design e de publicidade, birôs de computação gráfica e produtoras de mídia digital. Atuando na área industrial, o designer cria objetos, segundo critérios de funcionalidade e estética. Também pesquisa novos materiais e tecnologias de fabricação, procurando diminuir os custos de produção.

Fique de olho

INDÚSTRIA CERÂMICA INVESTE EM DESIGN

Segundo uma pesquisa por amostragem, divulgada em 2014 pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, menos de 15% das empresas nacionais têm o design como estratégia de negócio. A indústria que mais investe nesse sentido é o de cerâmicas de revestimento, que emprega o profissional de design para a inovação em termos de forma, matérias-primas e processo produtivo. Nesse segmento, 50% das indústrias adotam o design como alma do negócio.

Mercado de Trabalho

O design é fator essencial para a indústria, principalmente para aquelas que precisam competir no mercado internacional. Tanto é que o Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio (MDIC) lançou há mais de dez anos o Programa Brasileiro do Design, com o objetivo de promover o desenvolvimento dessa área. E a indústria nacional carece muito desse fator de inovação (veja o quadro Fique de olho, abaixo). Essa realidade dá ao mercado de trabalho para bacharéis e tecnólogos grande potencial de crescimento. Mais a curto prazo, outros fatores aquecem a procura pelo profissional, como a preocupação como a sustentabilidade, que exige a busca de matérias primas e processos que não abusem dos recursos naturais. Há maiores oportunidades nas regiões mais industrializadas do país, cada uma delas com sua especificidade: no Sudeste, indústrias em geral e, principalmente, os parques gráficos. No Sul, a indústria moveleira reúne os maiores empregados, e no Norte a Zona Franca de Manaus. Este mercado apresenta uma peculiaridade que expande os nichos de trabalho: é possível oferecer serviço à distância, como autônomo.

As melhores escolas

5 estrelas

AM Manaus Ufam. DF Brasília UnB Des. Ind. GO Goiânia UFG Design Gráf. RJ Rio de Janeiro PUC-Rio Design (comun. vis.); Design (mídia dig.); Design (proj. de prod.). RS Porto alegre UniRitter Design de Prod.; Design Gráf. Santa Maria UFSM Des. Ind. (prog. vis.); Des. Ind. (proj. de prod.). SC Florianópolis Udesc Design (design gráf.); Design (design ind.). SP São Paulo ESPM-SP Design (comun. vis.).

4 estrelas

AM Manaus Fac. Fucapi, FMF. BA Salvador Unifacs Design (comun. vis.). GO Goiânia PUC Goiás. MG Belo Horizonte Uemg Design de Prod.; Design Gráf. PA Belém Feapa Design Gráf. , Iesam Design de Prod. Uepa. PB Campina Grande UFCG. PE Recife UFPE. PR Curitiba PUCPR Des. Ind. (design dig.); Des. Ind. (design gráf.); Des. Ind. (proj. de prod.), UFPR Design de Prod.; Design Gráf.; Expressão Gráf. UTFPR. Londrina UEL Design Gráf. Unopar Des. Ind. (prog. vis.); Des. Ind. (proj. de prod.). RJ Rio de Janeiro ESPM Rio Design (comun. vis. e ênf. em mkt.), Uerj Des. Ind. UFRJ Des. Ind. (proj. de prod.); Design Comun. Vis. RS Pelotas UFPel Design Dig.; Design Gráf. Porto Alegre ESPM-Sul Design (comun. vis.), UFRGS Design (design prod.); Design (design vis.). São Leopoldo Unisinos . SC Florianópolis UFSC. Joinville Univille Design (anim. dig.); Design (prog. vis.); Design (proj. de prod.). SP Bauru Unesp. São Caetano do Sul Mauá. São Paulo FMU Design (design do prod.); Design (prog. vis.), Mackenzie, Senac-SP Design (design ind.); Design Dig. (interface dig.); Design Gráf. (comun. vis.), Universidade Anhembi Morumbi Design Dig.; Design Gráf. USP.

3 estrelas

AP Macapá Ceap. BA Salvador UFBA, Uneb-BA, Unijorge Design Gráf. CE Fortaleza Fanor/Devry. ES Vitória Ufes Des. Ind. (prog. vis.); Gemologia. MG Belo Horizonte Fumec Design Gráf. Uberlândia UFU. PB Rio Tinto UFPB. PE Caruaru UFPE. Recife FBV/Devry. PR Cianorte UEM. Curitiba UniBrasil. RJ Rio de Janeiro Estácio Des. Ind. Volta Redonda UniFOA. RS Canoas Ulbra. Caxias do sul FAL-Caxias do Sul, FSG-RS. Ijuí Unijuí. Novo Hamburgo Feevale. Santa Maria Centro Universitário Franciscano. SC Balneário Camboriú Univali Design (design ind.); Design Gráf.; Design. Blumenau Furb Design (proj. de prod.). Videira Unoesc. Xanxerê Unoesc. SE Aracaju Unit Design Gráf. SP Bauru Iesb-SP. Campinas Esamc Campinas Design Publicitário. Limeira Faal Design de Prod. (des. ind.); Design Gráf. (comun. vis.). Lorena Fatea. são Paulo Belas Artes Design de Prod.; Design Gráf. Faap Des. Ind. (design de prod.); Des. Ind. (design gráf.).

Curso

O currículo do bacharelado é generalista e traz disciplinas das áreas gráfica e de produto. Assim, o aluno estuda desenho técnico, informática, ergonomia, protótipos, ilustração, modelagem 3D, fotografa, marketing e design, estética, processos gráficos e design gráfico. Alguns cursos se direcionam para uma ênfase específica, como desenho industrial, projeto de produto ou design gráfico. Outros se voltam para um determinado setor, como games, moda e interiores (veja verbetes a seguir). O estágio e o trabalho de conclusão de curso são obrigatórios.

Duração média: 4 anos.

Outros nomes: Des. ind.; expressão Gráf.; Gemologia.

Como todos os cursos tecnológicos, estes também são voltados para uma atividade específica do designer, e isso define a grade curricular de cada um. Na área de design gráfico e digital, além de aprender a lidar com tipologia e diagramação, ele tem boa carga de aulas de softwares. Em design de produto, a grade curricular tem foco em disciplinas como ergonomia e tecnologia de materiais. Para se formar é preciso apresentar um trabalho de conclusão de curso.

Atenção: assim como ocorre com os bacharelados, algumas escolas oferecem formação específica em determinadas áreas, como joias, ilustração e animação digital e projetos de edifícios.

Duração média: 2 anos.

Outros nomes: Comun. e Ilustração Dig.; Des. de Anim.; Prod. gráf.; Prod. gráf. Dig.; Prod. Multimídia (design dig.)

O que você pode fazer

Desenho industrial

Desenhar automóveis, máquinas e equipamentos industriais.

Design digital

Projetar e desenvolver interface para mídias digitais, como páginas para a internet.

Design de embalagens

Projetar embalagens adequadas aos produtos, considerando o apelo visual.

Design gráfico

Criar e reformular o aspecto visual e gráfico de publicações impressas, como jornais, revistas, livros e folhetos.

Programação visual

Criar logotipos e marcas para produtos e serviços. produzir vinhetas para a TV e peças de publicidade.

Projeto de produto

Desenhar objetos, móveis e utensílios para produção em escala industrial, definindo aspectos estéticos e funcionais. pesquisar e desenvolver materiais e tecnologias de fabricação.

Gestão de produto

Gerenciar linhas de produtos em grandes fabricantes.

Animação

Elaborar projetos de animação em 2D e 3D para publicidade e games, entre outros, desenvolvendo argumentos e roteiros. Atuar na direção de arte, desenho e design de personagem.

Design de jóias

Desenvolver coleções de joias e acessórios para empresas de grande porte ou confeccioná-las de forma artesanal.

Compartilhe