Guia do Estudante

CIÊNCIAS SOCIAIS

Bacharelado

Legenda:

Graduação

Graduação Tecnológica

É o estudo das origens, do desenvolvimento, da organização e do funcionamento das sociedades e culturas humanas. O cientista social estuda os fenômenos, as estruturas e as relações que caracterizam as organizações sociais e culturais. Ele analisa os movimentos e os conflitos populacionais, a construção de identidades e a formação das opiniões. Pesquisa costumes e hábitos e investiga as relações entre indivíduos, famílias, grupos e instituições. Desenvolve e utiliza um conjunto variado de técnicas e métodos de pesquisa para o estudo das coletividades humanas e interpreta os problemas da sociedade, da política e da cultura.

Mercado de Trabalho

O mercado tem aberto oportunidades para o cientista social, seja ele bacharel, seja licenciado. "Cresce a necessidade de profissionais capacitados dar tratamento e fazer análise técnica de dados sobre a sociedade brasileira, nos seus mais diversos setores", diz Manoel de Almeida Neto, coordenador do curso na PUC Minas. Daí a procura por profissionais com domínio de técnicas de pesquisa quantitativa e qualitativa, por parte de institutos de pesquisa. O setor público concentra o maior número de vagas. Os licenciados encontram espaço nas escolas de todo o país. Pesquisa do professor Almeida Neto com ex-alunos mostra que o governo federal é o maior empregador, seguido dos estados, do terceiro setor, do setor privado e das prefeituras. O setor de audiovisual também promete crescer. "Documentários sobre episódios a política brasileira mais recente têm demandado a contratação de cientistas sociais, para colaborar na pesquisa e no roteiro", diz Antônio Sérgio Rocha, professor de ciência política, do Departamento de Ciências Sociais da Unifesp. A maior demanda está nos grandes centros urbanos. "Na Amazônia, há um mercado crescente de ONGs que trabalham com populações indígenas e comunidades tradicionais, além de questões ambientais e alternativas econômicas, que buscam o cientista social", afirma Valéria Macedo, professora de antropologia no Departamento de Ciências Sociais da Unifesp.

Salário inicial: R$ 4.068,00 (fonte: Federação Nacional dos Sociólogos);

As melhores escolas

5 estrelas

BA Salvador UFBA Ciên. Soc. (antrop.); Ciên. Soc. (ciên. polít.); Ciên. Soc. (sociol.), DF Brasília UnB Ciên. Polít.; Ciên. Soc. (antrop.); Ciên. Soc. (sociol.), MG Belo Horizonte UFMG Antrop. (antrop. soc.); Antrop. (arqueologia); Ciências Sociais, PR Curitiba UFPR, Londrina UEL. RJ Rio de Janeiro UFRJ, RS Porto alegre PUCRS, UFRGS, Santa Maria UFSM, SC Florianópolis UFSC Antrop.; Ciências Sociais, SP Campinas Unicamp, São Carlos UFSCar, São Paulo USP;

4 estrelas

AL Maceió Ufal, CE Crato Urca, Fortaleza Uece, UFC, GO Goiânia UFG Ciên. Soc. (polít. públ.); Ciências Sociais, MA São Luís UFMA, MT Cuiabá UFMT, PA Belém UFPA, PB Campina Grande UFCG, João Pessoa UFPB, Rio Tinto UFPB Antrop. PE Recife UFPE Ciên. Polít. (rel. intern.); Ciências Sociais, UFRPE, PI Teresina UFPI Ciên. Polít.; Ciências Sociais, PR Maringá UEM. RJ Niterói UFF Antrop.; Ciências Sociais; Sociol., Rio de Janeiro FGV, PUC-Rio, Uerj. RN Natal UFRN, RS Pelotas UFPel Antrop. (antrop. soc. e cult. ou arqueologia); Ciências Sociais, SE São Cristóvão UFS, SP Araraquara Unesp, Marília Unesp, São Paulo FESPSP Sociol. e Polít., PUC-SP;

3 estrelas

AC Rio Branco Ufac, AM Benjamin Constant Ufam Antrop. Manaus Ufam, AP Macapá Unifap (B/L), CE Sobral UVA-CE, DF Brasília UDF Ciên. Polít., ES Vitória Ufes, MG Belo horizonte PUC Minas, Montes Claros Unimontes, Uberlândia UFU, MS Campo Grande UFMS, PA Belém Unama (B/L), Marabá UFPA, PR Curitiba Centro Universitário Uninter Ciên. Polít., RJ Campos dos Goytacazes Uenf, RN Mossoró Uern, RR Boa Vista UFRR Antrop.; Ciências Sociais, SP Campinas PUC-Campinas (B/L), Guarulhos Unifesp;

Curso

Esse curso exige grande carga de leitura e acompanhamento constante das questões sociais, culturais e políticas. Sua matriz curricular é estruturada tendo como eixo principal três grandes áreas: sociologia, antropologia e ciência política. O grupo de disciplinas obrigatórias é composto de história, geografia, economia, psicologia, filosofa e metodologia científica. Há, ainda, aulas práticas, que incluem pesquisa de campo e coleta, análise e interpretação de dados empíricos. Quem opta pela licenciatura acrescenta à carga horária outras disciplinas obrigatórias, como didática geral e psicologia da educação, e deve cumprir estágio supervisionado. Algumas escolas oferecem programas de iniciação científica e exigem a elaboração de uma monografa no fim do curso.

Atenção: há instituições que têm graduação específica numa das habilitações de Ciências Sociais - sociologia, ciência política ou antropologia. Outras escolas oferecem ênfases em áreas específicas, como pesquisa social aplicada (Universidade Candido Mendes-RJ); sociedade, estado e política na América Latina (Unila-PR); políticas públicas (UFG) e relações internacionais (UFPE).

Duração média: quatro anos.

Outros nomes: Antrop.; Ciên. polít.; Ciên. polít. e sociol. (sociedade, estado e polít. na América Latina); Ciências Humanas sociol.; sociol. e polít.




O que você pode fazer

Antropologia

Estudar as diferentes culturas do homem.

Ciência política

Analisar os sistemas e as instituições políticas, o comportamento político e as políticas públicas.

Sociologia

Investigar as estruturas e a dinâmica das sociedades atuais, analisando os processos históricos de transformação das organizações sociais.

Ensino

Dar aulas nos ensinos fundamental e médio.

Pesquisa de opinião

Coletar e analisar dados sobre diferentes acontecimentos ou ocasiões para identificar o comportamento e a reação de grupos sociais em relação a eles

Compartilhe