Guia do Estudante

ARQUIVOLOGIA

Bacharelado

Legenda:

Graduação

Graduação Tecnológica

O arquivista é o profissional responsável por identificar, organizar, avaliar, preservar e restaurar documentos, sejam textos, sejam imagens ou dados, registrados em papel, ou na forma de fotografa, filme, microfilme, mídia digital ou, ainda, banco de dados online. Este graduado é o responsável por organizar e tornar disponíveis as informações que são geradas e acumuladas em empresas, órgãos do governo, escolas, associações, instituições de saúde e ONGs. O profissional precisa ter sólida formação cultural para saber avaliar a relevância dos documentos que manipula e bom preparo para trabalhar com produção documental de diferentes épocas históricas. É fundamental que o arquivista tenha, também, bom senso de organização, olhar crítico e flexibilidade. No geral, atua em equipes multiprofissionais ou interage com outros profissionais, como administradores e analistas de sistemas, por exemplo.

Mercado de Trabalho

A cobrança, cada vez maior, de transparência na gestão de órgãos públicos e empresas privadas exige que dados e informações sejam disponibilizados de maneira organizada. Esse cenário cria um mercado promissor para o bacharel em Arquivologia. Segundo Flávio Leal da Silva, vice-diretor da Escola de Arquivologia da Unirio, os principais e mais tradicionais empregadores são órgãos governamentais, mas o mercado vem ganhando força em grandes corporações. "Até dez anos atrás, tinha-se a impressão de que as novas tecnologias digitais tornariam dispensável o profissional especializado em documentos em papel," diz Leal da Silva. "Mas, curiosamente, ocorreu exatamente o contrário. Porque é fácil perder documentos digitais, seja por ataque de vírus, seja pela obsolescência de programas, os empresários passaram a valorizam este profissional." Para o trabalho em universidades, no Congresso, em prefeituras e outros órgãos, é necessário prestar concurso público. No setor privado, os arquivistas são requisitados por hospitais, instituições de ensino superior, indústrias, centros de memória, casas de cultura e grandes escritórios de advocacia, contabilidade, engenharia e arquitetura. Sua função principal é organizar papéis e imagens que contam a trajetória da empresa. Centros de informação e documentação, editoras e instituições assistenciais são outros empregadores. Os principais núcleos de absorção desses profissionais são as grandes cidades e capitais, que sediam empresas de maior porte. As vagas encontram-se principalmente nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. O bacharel também tem a possibilidade de abrir a própria consultoria e atuar como autônomo.

As melhores escolas

5 estrelas

BA Salvador UFBA. RS Santa Maria UFSM.

4 estrelas

DF Brasília UnB. MG Belo Horizonte UFMG. PB João Pessoa UEPB. PR londrina UEL. RJ Niterói UFF. Rio de Janeiro Unirio. RS Porto Alegre UFRGS. SP Marília Unesp.

3 estrelas

RS Rio Grande Furg.

Curso

Além das disciplinas básicas, como história, teoria da administração, informática e estatística, o aluno estuda as específicas desta graduação, como descrição documental, projeto e implantação de sistemas de arquivo e paleografa (estudo das escritas antigas). Em laboratório, aprende técnicas de classificação, higienização, preservação e guarda de documentos e toma contato com ferramentas computacionais que auxiliam no gerenciamento de arquivos. É necessário conhecer bem a legislação para avaliar corretamente a validade dos documentos manipulados. Para isso, o aluno tem durante a formação aulas de avaliação documental. Estágio curricular e trabalho de conclusão são obrigatórios

Duração média: 5 anos.

O que você pode fazer

Conservação e restauração

Prevenir a deterioração de documentos e recuperar os que se encontram danificados.

Consultoria

Orientar administradores de empresas sobre como manter seu acervo.

Difusão educativa e cultural

Orientar o público na consulta e no manuseio de documentos.

Documentação Eletrônica

Criar banco de dados, fazer microfilmagem e digitalização.

Gerenciamento de conteúdo

Avaliar as informações e os documentos, decidindo pelo seu arquivamento ou pela sua destruição.

Racionalização de documentos e transcrição de arquivos

Classificar e organizar documentos, a fim de agilizar sua localização e seu uso.

Compartilhe