logo-ge

Economia Doméstica

Diz respeito a um conjunto de atividades desenvolvidas para melhorar a qualidade de vida de indivíduos e comunidades

Diz respeito a um conjunto de atividades desenvolvidas para melhorar a qualidade de vida de indivíduos e comunidades. Este profissional planeja, implanta e supervisiona programas de desenvolvimento social nas áreas de alimentação, direitos do consumidor, economia familiar, habitação, saúde e vestuário. Gerencia restaurantes coletivos e organiza espaços de convivência para os funcionários de uma empresa. Avalia produtos lançados no mercado e cria programas de esclarecimento ao consumidor a respeito do uso desses produtos. Orienta famílias a controlarem o seu orçamento doméstico, com sugestões de economia no dia a dia. Em Saúde, pode auxiliar na gestão de creches, escolas maternais, clínicas geriátricas ou centros de reabilitação.

O que você pode fazer

Alimentos Promover o desenvolvimento de produtos alimentícios e a elaboração de cardápios, definindo métodos de manipulação, armazenamento e conservação e conferindo critérios nutritivos e de higiene, tempo de validade e peso.

Atendimento infantil Elaborar e promover em creches e escolas programas voltados para o desenvolvimento da criança.

Controle de qualidade Avaliar produtos nas indústrias.

Desenvolvimento rural e urbano Esclarecer famílias e comunidades sobre questões referentes a alimentação, habitação, higiene, vestuário e saúde.

Educação do consumidor Orientar o público na compra de bens e serviços, segundo as necessidades do consumidor.

Habitação e planejamento de interiores Desenvolver projetos de moradia popular, preocupando-se com a montagem do lar. Determina quais móveis, eletrodomésticos e até arranjos decorativos podem ser utilizados para tornar o lar mais funcional. Pode atuar em equipes de reforma e construção ou orientar diretamente as famílias.

Indústria e comércio Orientar funcionários sobre questões como melhor uso do salário, ensino formal e higiene.

Mercado de Trabalho

O crescente investimento nos últimos anos na área social, por parte do governo e pelo terceiro setor, aumentam as oportunidades de trabalho para o profissional. A maior demanda ainda está nas cidades do interior, principalmente do Nordeste, onde ele é contratado por prefeituras para gerenciar programas sociais, bem como implantar políticas públicas que visam ao bem-estar da população. A Empresa de Assistência Técnica em Extensão Rural (Emater) e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) são empregadores tradicionais deste bacharel, além de entidades culturais e sociais, secretarias de Educação e de Assistência Social e abrigos para adolescentes ou idosos. Outra possibilidade para o profissional é trabalhar de maneira independente, desenvolvendo assessoria e consultoria técnica, orçamento e gestão de recursos humanos e materiais. Para atuar na área é preciso obter o registro no Conselho Federal de Economistas Domésticos.

Curso

Apenas a UFRPE, em Recife (PE), oferece essa graduação. O curso é divido entre três grandes áreas: Alimentos, Nutrição e Saúde; Arte, Habitação e Vestuário; e Desenvolvimento Humano. O currículo mescla disciplinas das áreas biológicas, exatas e humanas. Dentre as matérias que compõem a grade estão segurança alimentar, desenvolvimento rural, administração familiar, educação do consumidor, gênero e desenvolvimento. O estágio é obrigatório.

Duração média: 4 anos.