Guia do Estudante

ENGENHARIA BIOMÉDICA

Bacharelado / Tecnológico

Legenda:

Graduação

Graduação Tecnológica

O graduado neste ramo da engenharia cuida da concepção de equipamentos médicos, biomédicos e odontológicos, tanto para diagnóstico quanto de tratamento. Ele projeta a estrutura dos equipamentos, monta-os e faz sua manutenção corretiva e preventiva, calibrando-os e aferindo sua precisão. Com conhecimentos na área de informática e eletrônica, cria softwares que otimizam o uso das máquinas pelos profissionais da saúde. Também pode gerenciar a área de compras de equipamentos. Realiza ainda pesquisas científicas sobre materiais e instrumentos biomédicos. Este engenheiro atua em hospitais, clínicas médicas, centros de saúde, laboratórios farmacêuticos e de análises clínicas, em serviços especializados em manutenção hospitalar e em centros de pesquisa. Pode-se trabalhar nesta área com um curso tecnológico.

Mercado de Trabalho

Estudo divulgado pela revista Forbes em 2012 revela que a Engenharia Biomédica ocupa o topo do ranking entre os cursos de graduação com as carreiras mais promissoras nos Estados Unidos. Isso se deve ao emprego de tecnologias de ponta no diagnóstico e nas terapias. Em hospitais e centros de diagnóstico, este profissional auxilia na compra, instalação e manutenção dos equipamentos. Em indústrias, desenvolve novos equipamentos. Trabalha, também, em empresas de certificação de qualidade, universidades e institutos de pesquisa. São Paulo, Minas Gerais e Pernambuco são os estados que mais têm aberto vagas, principalmente em cidades do interior. Mas os estados da Região Sul também oferecem chances de trabalho. O Nordeste é um mercado aberto, ainda a ser explorado, pois sofre déficit de profissionais.

As melhores escolas

4 estrelas

PE Recife UFPE. SP São José dos Campos Univap.

3 estrelas

MG Uberlândia UFU.

Curso

A característica deste curso é a interdisciplinaridade, com disciplinas das áreas das Exatas e das Ciências Biológicas e da Saúde. O currículo mescla matemática, física, eletrônica, informática e tecnologia da computação com anatomia, fisiologia, biofísica, bioquímica, biomecânica e telemedicina. O aluno também estuda engenharia de software, circuitos elétricos, conversão de energia e termodinâmica. O estágio e um trabalho de conclusão do curso são obrigatórios.

Duração média: 5 anos.


SISTEMAS BIOMÉDICOS T

O Tecnólogo em Sistemas Biomédicos projeta, implanta e faz manutenção de equipamentos clínicos, médico-hospitalares e odontológicos. Assim como o engenheiro, este profissional também encontra espaço na indústria ou em laboratórios de análises clínicas, consultórios, hospitais, unidades de saúde ou em órgãos públicos, como as secretarias de Saúde. Ele cuida da instalação, calibração e aquisição de peças de reposição, manuseia os equipamentos e assessora a administração do local na aquisição de novas máquinas. Pode, também, se dedicar à vistoria e emissão de laudos técnicos. Na indústria, pode lidar com a venda, a instalação e a manutenção dos equipamentos vendidos. O curso, com grade curricular semelhante à do curso de Engenharia, também mescla disciplinas das Ciências Exatas com outras, de Biológicas e da Saúde. Matérias da área de administração fazem parte do currículo. Assim, além de sistemas mecânicos, eletrônica, eletricidade e física, o aluno estuda anatomia humana, gestão de segurança, administração hospitalar e ética. Algumas faculdades exigem estágio e trabalho de conclusão de curso.

Atenção: o curso da Unifesp, Informática em Saúde, capacita o aluno para atuar na área de tecnologias da informação e da comunicação aplicadas à saúde, o que envolve, entre outros conhecimentos, o desenvolvimento e a avaliação de sistemas de informação em saúde, a telemedicina e o processamento de sinais biológico e de imagens médicas.

Duração média: 3 anos

Outro nome: Inform. em Saúde.

O que você pode fazer

Informática

Desenvolver bancos de dados e softwares para diagnóstico de doenças e realização de terapias.

Sistemas clínicos

Avaliar e especificar equipamentos que devem ser adquiridos pelos centros de saúde e odontológicos.

Equipamentos

Projetar, desenvolver, gerenciar e manter equipamentos odonto-médico-hospitalares, incluindo próteses e outros instrumentos de auxílio à locomoção.

Compartilhe