Guia do Estudante

ENGENHARIA ELETRÔNICA

Bacharelado / Tecnológico

Legenda:

Graduação

Graduação Tecnológica

É a modalidade da engenharia que se ocupa do projeto e desenvolvimento de componentes, equipamentos e sistemas eletroeletrônicos, utilizados na área de automação industrial, sistemas de potência, bioengenharia e eletrônica de consumo (rádio, TV e vídeo). O profissional atua na área de materiais eletroeletrônicos, sistemas de medição e de controle eletroeletrônico, desenvolvimento de sistemas, sistemas embarcados, equipamentos biomédicos e informática médica. Entre suas responsabilidades estão a instalação, a operação e a manutenção desses sistemas e equipamentos. Também faz estudos de viabilidade técnico-econômica, executa e fiscaliza obras e serviços técnicos e efetua vistorias, perícias e avaliações, emitindo laudos e pareceres.

Mercado de trabalho

O engenheiro eletrônico tem espaço em qualquer setor que necessite de especialistas em processamento de sinais e informação e no desenvolvimento de equipamentos eletroeletrônicos. Na indústria, os segmentos automobilístico, eletroeletrônico, alimentício, agrícola, têxtil e de eletrodomésticos oferecem boas oportunidades. Em telecomunicação, ele pode trabalhar na conversão das tecnologias de TV digital e internet para os padrões brasileiros. Por fim, existem vagas no setor de mineração, para quem se especializa em automação da extração de minérios e petróleo. As principais oportunidades se concentram nas regiões mais industrializadas, Sul e Sudeste.

As melhores escolas

5 estrelas

MG Itajubá Unifei. PE Recife UFPE 3. SP São José dos Campos ITA. São Paulo USP Eng. Elétr. (sist. eletrôn.).

4 estrelas

CE Fortaleza Unifor-CE Eng. Elétr. (eletrôn.). PR Curitiba UTFPR. RJ Rio de Janeiro Uerj Eng. Elétr. (sist. eletrôn.). SP São Bernardo do Campo Centro Universitário da FEI Eng. Elétr. (eletrôn.). São Caetano do Sul Mauá. São Paulo Mackenzie, USJT.

3 estrelas

MG Belo Horizonte PUC Minas Eng. Eletrôn. e de Telecom. PE Recife UPE Eng. Elétr. Eletrôn. RJ Resende AEDB Eng. Elétr. (eletrôn.). Rio de Janeiro Cefet-RJ Eng. Elétr. (eletrôn.), UFRJ Eng. Eletrôn. e de Comput. RS Pelotas UCPel. SE São Cristóvão UFS. SP Americana Unisal Eng. Elétr. (eletrôn.). Jundiaí UniAnchieta, Unip-SP Eng. Elétr. (eletrôn.). Lins Unilins. Santos Unisanta. São José do Rio Preto Unirp. São José dos Campos Univap Eng. Elétr. (eletrôn.). São Paulo Fesp-SP Eng. Elétr. (eletrôn.).

Curso

Nos dois primeiros anos, o currículo cobre a área de Exatas, com disciplinas de cálculo, física, matemática, geometria e desenho técnico. Depois começam matérias específicas, como sistemas digitais, circuitos elétricos e eletrônica. Estágio e trabalho de conclusão de curso são obrigatórios.

Atenção: em algumas instituições, o curso é oferecido como habilitação de Engenharia Elétrica; em outras, há enfoques específicos, como telecomunicações, automação e computação.

Duração média: 5 anos

Outros nomes: Eng. Elétr. (eletrôn.); Eng. Elétr. (sist. eletrôn.); Eng. Elétr. Eletrôn.


ELETRÔNICA INDUSTRIAL TL

Este tecnólogo tem área de atuação equivalente à do engenheiro eletrônico: ele instala e dá manutenção a equipamentos, circuitos e sistemas eletroeletrônicos nas áreas de comunicações e automação de processos industriais. Como o engenheiro, ele também encontra espaço nas indústrias de qualquer setor - destaque para as fabricantes de automóveis, de alimentos e as indústrias químicas e de aeronáutica. No curso, você mergulha em física e matemática, com muitas atividades práticas em laboratório. A maioria das escolas exige estágio supervisionado e um trabalho de conclusão de curso.

Atenção:
as Fatecs de Santo André, Sorocaba e Taubaté oferecem Eletrônica Automotiva, enquanto a Fatec São Paulo oferece o curso de Materiais, Processos e Componentes Eletrônicos, que forma o profissional que lida com dispositivos como chips, resistores, semicondutores e circuitos integrados) empregados na codificação e emissão de dados em equipamentos eletrônicos, como aparelhos de TV, computadores e telefones celulares.

Duração média: 3 anos.

Outros nomes: Mat., Processos e Componentes Eletrôn.; Sist. Eletrôn.

A Fabes (RJ) é a única instituição a oferecer uma licenciatura na área, direcionada para quem quer dar aulas em cursos técnicos de eletrônica. Entre as disciplinas estão sociologia da educação e estrutura e funcionamento de ensino médio e profissionalizante.

O que você pode fazer

Projeto

Projetar, desenvolver e gerenciar novos sistemas eletroeletrônicos ou equipamentos para ser usados na indústria.

Manutenção

Instalar, operar e fazer a manutenção de equipamentos eletroeletrônicos.

Consultoria

Assessorar pequenas empresas na elaboração e execução de projetos de sistemas eletroeletrônicos ou de equipamentos.

Compartilhe