Guia do Estudante

GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL

Bacharelado

Legenda:

Graduação

Graduação Tecnológica

Esse tecnólogo é um especialista em processos de fabricação. Com formação equivalente à do engenheiro de produção, ele tem como principal responsabilidade aumentar e garantir a produtividade, reduzir os custos de produção e certificar a qualidade final de tudo o que é fabricado. Ele conhece as particularidades de cada etapa do trabalho, o funcionamento das linhas de produção automatizadas e os softwares de funções administrativas, como aqueles destinados ao controle e à elaboração de balanços e inventários de bens e mercadorias. No dia a dia, também administra as atividades no chão de fábrica, servindo de intermediário entre os operários e o engenheiro de produção. Prevê e acompanha os custos, determinando a aquisição de máquinas e a aplicação de novas rotinas e tecnologias. Cuida da logística de movimentação do produto na indústria, supervisiona a seleção e o tratamento das matérias-primas, controla a qualidade de processos e ocupa-se da expedição final.

Mercado de Trabalho

“O mercado para esse tecnólogo está aquecido, mas deve se estabilizar nos próximos anos”, diz Felipe Morais Menezes, coordenador do curso de Gestão da Produção Industrial da Universidade Feevale. O profissional pode trabalhar em qualquer tipo de manufatura industrial de pequeno a grande portes. Pode atuar nas áreas de qualidade, manutenção, engenharia de processos, engenharia de produtos e gestão técnica das operações. Os principais empregadores são a indústria metal-mecânica, de serviços, o setor automotivo e a indústria que cresce ao redor da cadeia do petróleo. A maior demanda está em São Paulo, em razão do grande parque fabril, além de Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais. Em Mato Grosso do Sul, a procura maior é no setor do agronegócio. Há também oportunidades nas regiões Norte e Nordeste, que começam a receber grandes empresas. Além de contratado com carteira assinada, o tecnólogo pode prestar serviços em pequenas e médias empresas. Neste caso, ele dá consultoria no planejamento de controle da produção.

Salário inicial: R$ 1.800,00 (fonte: prof. Felipe Morais Menezes, da Feevale);

As melhores escolas

Curso

No início, a formação concentra-se principalmente em disciplinas mais teóricas, como cálculo, física e informática. Depois, vêm as matérias específicas: planejamento e controle da produção, administração industrial, orçamentos e custos, logística e controle da qualidade. Também constam do currículo do curso disciplinas das áreas das engenharias, como termodinâmica, refrigeração e materiais metálicos e polímeros. Os processos de fabricação, o funcionamento das linhas de produção automatizadas e os softwares para comandar as diversas etapas de trabalho na empresa são conhecidos nas aulas práticas, que representam, em média, 40% da carga horária total. A formação requer um estágio de seis meses. As escolas também costumam pedir um trabalho de conclusão de curso.

Atenção: a Fans, em Nova Serrana (MG), oferece curso específico de produção de calçados; a Universidade Positivo, em Curitiba (PR), tem foco na indústria automobilística.

Duração média: três anos.

Outros nomes: prod. de Calçados; prod. ind.; prod. ind. Automob.;


Compartilhe