logo-ge

Fotografia

O fotógrafo domina o uso de máquinas, lentes e filmes, bem como as técnicas de revelação, ampliação e tratamento de imagens analógicas e digitais

O fotógrafo domina o uso de máquinas, lentes e filmes, bem como as técnicas de revelação, ampliação e tratamento de imagens analógicas e digitais. Domina técnicas de iluminação e enquadramento, de modo a captar a melhor imagem possível do objeto fotografado, de uma pessoa ou paisagem. Seu trabalho pode ter cunho jornalístico, documental ou comercial. É possível atuar em jornais, revistas, sites, emissoras de TV, no cinema, em agências de publicidade ou como autônomo.

O que você pode fazer

Área pericial Documentar situações para investigações policiais e ações judiciais.

Audiovisual Fazer direção de fotografa e produzir vídeos.

Arquitetura de interiores Fotografar maquetes, ambientes e edifícios para publicações de arquitetura e decoração.

Banco de dados Projetar, instalar e administrar arquivos de fotografas e material iconográfico em museus, instituições e centros de documentação.

Cobertura de eventos Fotografar eventos sociais, como casamentos, festas e batizados.

Curadoria Organizar e promover exposições em museus, galerias, centros de documentação e informação e eventos.

Estúdio Fotografar produtos e modelos para moda, culinária, decoração, publicidade e venda de produtos.

Fotografa autoral Fazer fotos artísticas, que são expostas em galerias, festivais e mostras.

Fotojornalismo Fazer reportagem jornalística e editar fotografas para jornais, revistas, agências de notícias e sites.

Restauração e conservação Pesquisar, desenvolver e aplicar técnicas para recuperar e conservar fotografas, cromos e filmes fotográficos.

Mercado de Trabalho

Editoras de jornais e revistas constituem um mercado tradicional, além das agências de propaganda. Organizadoras de eventos se profissionalizam e chamam mão de obra com boa formação para registrar cerimônias, como casamentos ou congressos. Esse é o segmento que mais demanda profissionais. Há, também, a possibilidade de atuar como responsável pela fotografa e produção de vídeos. Cresce o número de profissionais que se especializam em fotos de mulheres grávidas e de recém-nascidos, as chamadas fotografas newborn. Outro segmento que ganha destaque, principalmente no eixo Rio-São Paulo, é o de empresas que prestam serviços para escolas, registrando festas e fazendo fotos de turmas de alunos. Disponibilizar fotos em bancos de imagens nacionais e estrangeiros é outra possibilidade. Construtoras e escritórios de arquitetura, museus, curadorias de exposições, galerias e ateliês de restauração são outros nichos deste mercado. Na maioria das vezes, o profissional atua como prestador de serviços. Pode ainda abrir seu próprio estúdio de fotografa para a realização de editorias ou alugá-lo para outros profissionais.

Curso

Há apenas dois bacharelados no país, oferecidos pelo Senac-SP e Aeso, em Olinda (PE). Ambos dão ênfase à fotografa digital, sem abandonar o estudo dos processos analógico e fotoquímico, com uma boa base humanística e teórica. O aluno conhece as principais teorias e técnicas de diferentes tipos de fotografa, como retrato, moda e fotojornalismo. Aprende, ainda, gestão de acervo e crítica fotográfica. O estágio não é obrigatório, porém é preciso apresentar um trabalho de conclusão do curso.

Duração média: 4 anos.

 

Os cursos para tecnólogo são mais voltados à prática, e a maioria deles à fotografa digital. Disciplinas como ética, história da arte e história da fotografa compõem a base teórica do curso. Entre as matérias específicas estão fotojornalismo, fotografa publicitária e direção fotográfica e de moda.

Duração média: 2 anos.