logo-ge

Gestão da Informação

São as técnicas e os conhecimentos usados em coleta, processamento, armazenagem e distribuição de informações

São as técnicas e os conhecimentos usados em coleta, processamento, armazenagem e distribuição de informações. Esse bacharel é responsável por coletar, selecionar, avaliar, processar, armazenar informações em bancos de dados e distribuí-las. Dentro de corporações, organiza os fluxos de informação, pesquisa dados estratégicos para negócios e subsidia inovações tecnológicas com novas informações. Atua também como analista de mercado, usando ferramentas tecnológicas para mapear dados nacionais e internacionais relevantes para o negócio e torná-los acessíveis à área executiva para a tomada de decisões. No lançamento de um produto, por exemplo, esse profissional recebe os dados de mercado e elabora relatórios que avaliam se o projeto será bem aceito pelos consumidores ou se necessita de ajustes. Sua principal área de atuação é a empresarial, onde trabalha em equipes de inteligência de mercado ou na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Nesse caso, é parceiro de profissionais de Sistemas da Informação. Outro campo são as consultorias que prestam serviços para as corporações.

Dúvida do vestibulando

QUAL A DIFERENÇA ENTRE GESTÃO DA INFORMAÇÃO E BIBLIOTECONOMIA?

Do ponto de vista da formação, Gestão da Informação enfoca mais aspectos gerencias e tecnológicos, como planejamento estratégico, tomada de decisão e sistemas de informação. E o tipo de dado manipulado pelos profissionais é muito mais focado no digital do que no analógico. O curso de Biblioteconomia, por sua vez, contempla com mais profundidade questões de organização e indexação da informação e tratamento de acervos analógicos e digitais. Apesar de ambos os profissionais poderem atuar em qualquer cargo em que a informação seja o bem maior de trabalho, os bibliotecários costumam trabalhar em espaços onde há acervos a serem geridos e preservados, como bibliotecas, centros de documentação e memoriais. Já os gestores da informação normalmente atuam em ambientes organizacionais, públicos ou privados, criando bases para a tomada de decisão.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE GESTÃO DA INFORMAÇÃO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO?

As duas áreas atuam juntas, mas têm perfis diferentes. O profissional de Sistemas de Informação, com forte base em ciências exatas e computação, é o responsável por implantar sistemas, como um banco de dados, que armazenam milhares de informações. Já o gestor da informação, apesar de estudar tecnologias e programação, não implanta sistemas. Cabe a ele recolher esses dados e qualificá-los, transformando-os em conhecimento a ser usado por gestores na tomada de decisões.

O que você pode fazer

Análise de informação Buscar, selecionar e avaliar dados para a geração de novas informações a fim de subsidiar ações ou inovações tecnológicas.

Consultoria Prestar assessoria a empresas privadas ou órgãos públicos na implantação de sistemas de informação.

Gerenciamento de projetos Coordenar equipe multidisciplinar em projetos que envolvam a coleta, o tratamento, o armazenamento e a disseminação da informação.

Recuperação de dados Recuperar informações perdidas e organizar dados em bases e banco de dados.

Mercado de Trabalho

Com conhecimentos de administração e de tecnologia, esse profissional pode atuar em empresas, editoras, instituições de ensino, agências de comunicação e ONGs na gestão de dados, acompanhando a tendência do uso cada vez maior e mais intenso de tecnologia da informação na tomada de decisões. Mas ele enfrenta alguns desafios. “Muitas empresas ainda desconhecem o profissional adequado para trabalhar nessa área. Às vezes, contratam alguém da computação, mas na verdade precisam é de um gestor”, diz Rodrigo Botelho, coordenador do bacharelado em Gestão da Informação da UFPR. Ele acredita que nos próximos cinco anos a situação deve melhorar. Em grandes empresas e órgãos públicos, também é contratado para elaborar projetos a partir da informação armazenada e que podem gerar novos conhecimentos. Há, ainda, boas oportunidades para quem quer atuar como consultor. As regiões Sudeste e Sul são as que mais absorvem os bacharéis.

Curso

O aluno aprende computação, matemática, estatística, fundamentos da administração e lógica de programação. A grade curricular inclui disciplinas como informação e linguagem, produção de textos, língua portuguesa, produção de conhecimento, análise de sistemas da informação e tratamentos da informação em acervos especiais. Os alunos também estudam inglês e, em algumas escolas, espanhol. O estágio é obrigatório no último ano do curso, assim como a apresentação de um trabalho de conclusão.

Duração média: 4 anos.

Outro nome: Ciên. da Inf.

 

Legenda:

Estrelas da Avaliação do Guia do Estudante

★★★★★ - Excelente

★★★★ – Muito bom

★★★ - Bom

CPC – Conceito Preliminar de Curso ① ② ③ ④ ⑤ 

O CPC é o indicador do Ministério da Educação que mede a qualidade dos cursos. Ele varia de 1 (menor valor) a 5 (maior valor). Ele está informado na ficha do curso para todas as graduações que tinham esse indicador disponível (fonte: site do Inep, anos 2014, 2013 e 2012). 

Cifrões – Referem-se às faixas de preço da mensalidade:

$ - Até 500,00 reais

$$ - De 500,01 a 750,00 reais

$$$ - De 750,01 reais a 1.000,00 reais

$$$$ - De 1.000,01 a 1.500,00 reais

$$$$$ - Acima de 1.500,01 reais

n/i - Valor não informado