logo-ge

Jornalismo

O bacharel trabalha na procura e na divulgação de informações por meio de veículos de comunicação, como jornais, revistas, rádio, TV e internet

O bacharel em Jornalismo trabalha na procura e na divulgação de informações por meio de veículos de comunicação, como jornais, revistas, rádio, TV e internet. É o profissional da notícia. Ele investiga e divulga fatos e informações de interesse público, redige e edita reportagens, faz entrevistas e escreve artigos, adaptando o tamanho, a abordagem e a linguagem dos textos ao veículo e ao público a que se destinam. Senso crítico, capacidade de expressão, domínio do português, de técnicas de redação e de softwares de edição de textos e de imagens são requisitos fundamentais.

 

Fique de Olho

MEIO DIGITAL EXIGE NOVO PERFIL

O jornalismo mudou, e os novos bacharéis precisam acompanhar a nova realidade. Embora os meios impressos, como jornal e revista, ainda tenham seu lugar, a produção digital, com o crescimento das mídias sociais, consolidou-se como um importante canal de comunicação. Isso exige mudanças no perfil do profissional, que precisa dominar ferramentas, como o web analytics, que é a análise de dados qualitativos e quantitativos de um site, com o objetivo de aumentar a sua audiência. Nesse novo formato do jornalismo, descobrir o número de cliques em um site, o tempo de permanência do leitor na página ou as palavras-chaves mais buscadas pelos internautas em um portal pode ajudar a definir o melhor horário para subir um conteúdo e até criar pautas a partir da repercussão que um tema está causando nas redes sociais.

OBRIGATORIEDADE DO DIPLOMA

No Brasil, não é obrigatório o diploma de graduação em Jornalismo para exercer a profissão. Em 2009, o Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou essa exigência. No entanto, em 2012, o polêmico assunto voltou à tona com a aprovação no Senado da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 206/2012, que propõe a volta da obrigatoriedade do diploma. Em agosto de 2016, a PEC ainda aguardava votação na Câmara dos Deputados. Quem defende a necessidade do diploma considera que a formação acadêmica garante um nível mínimo de qualidade profissional e amplia a segurança nas negociações trabalhistas com os empregadores do setor. Os críticos do diploma apoiam-se na ideia de liberdade de expressão e afirmam que na maioria dos países democráticos não há essa exigência.

O que você pode fazer

Comunicação digital multimídia Criar, montar, implantar e cuidar da manutenção de websites, intranets e extranets. Redigir e editar boletins e revistas eletrônicas. Administrar conteúdos na internet.

Comunicação empresarial Promover o contato entre determinada organização com a imprensa e outros públicos-alvo, como funcionários, fornecedores, clientes, governo, entidades, a fim de divulgar o nome da empresa, seus valores e produtos.

Edição Definir o enfoque e o tamanho da reportagem e escrever o texto final. Em veículos impressos e na internet, selecionar fotos e ilustrações que serão usadas. Em rádio e TV, combinar imagens e/ou sons para dar forma final a documentários e noticiários.

Fotojornalismo Fotografar cenas reais, pessoas e acontecimentos para reportagens em jornais, revistas ou internet.

Reportagem Coletar informações e redigir textos para divulgação em rádio, televisão, jornais, revistas ou internet.

 

Mercado de Trabalho

As vagas nos veículos da imprensa tradicional, como jornais e revistas, têm encolhido nos últimos anos, mas a geração de conteúdo digital para a internet abre novas possibilidades. A atuação no meio digital exige formação e conhecimento das ferramentas multimídias. Assim, o bacharel agora tem de entender também da linguagem da internet e das redes sociais. As oportunidades estão em portais, TVs por assinatura, produtoras de conteúdo audiovisual, assessorias de comunicação, comunicação corporativa e sites de empresas, em geral. É possível, também, prestar serviços a diversas empresas, como freelancer (autônomo). Outra opção é se tornar um empreendedor e abrir um escritório de comunicação para realizar atividades na área de comunicação, tais como assessoria de imprensa, produção de conteúdo (impresso ou web), redação publicitária e monitoramento de redes sociais. Mesmo com a não obrigatoriedade do diploma, as empresas de mídia são exigentes e preferem candidatos com formação superior. São Paulo oferece o maior número de vagas. Em todo o país, as melhores chances estão nas capitais, que concentram os principais veículos de comunicação. A perspectiva de trabalho em redes sociais também permite atuação em cidades de médio porte.

Curso

As disciplinas básicas incluem língua portuguesa, economia e teoria da comunicação. E entre as matérias específicas constam jornalismo interpretativo e informativo, técnicas de redação e edição de texto e novas tecnologias de comunicação. Há aulas práticas de fotojornalismo, jornalismo impresso e on-line, rádio e TV desde o primeiro semestre. O trabalho de conclusão, obrigatório, pode ser um projeto prático, como a elaboração de um jornal impresso ou de um programa de TV, mais a entrega de uma monografia ou relatório. No último ano, o aluno também tem que fazer estágio. Atenção: a Uneb-BA e o UNA (MG) oferecem bacharelados com ênfase em multimeios.

Duração média: 4 anos.

Outros nomes: Comun. Soc. (jornalismo e multimeios); Comun. Soc. (jornalismo).

 

OS MELHORES CURSOS

★★★★★
DF Brasília UnB Comun. Soc. (jornalismo) . RJ Rio de Janeiro Uerj . RS Porto Alegre ESPM-Sul Comun. Soc. (jornalismo) $$$$$, PUCRS Comun. Soc. (jornalismo) $$$$$. SC Florianópolis UFSC . SP Bauru Unesp Comun. Soc. (jornalismo) . São Bernardo do Campo Metodista n/i.

★★★★
BA Salvador UFBA Comun. Soc. (jornalismo) . DF Brasília UCB-DF Comun. Soc. (jornalismo) $$$$. GO Goiânia UFG Comun. Soc. (jornalismo) . MG Belo Horizonte PUC Minas Comun. Soc. (jornalismo) $$$$. Juiz de Fora UFJF . Mariana Ufop. São João del Rei UFSJ Comun. Soc. (jornalismo) . MS Campo Grande UFMS . PB João Pessoa UFPB . PE Recife UFPE . PR Ponta Grossa UEPG . RJ Niterói UFF . Rio de Janeiro PUC-Rio Comun. Soc. (jornalismo) $$$$$, UFRJ Comun. Soc. (jornalismo). RS Caxias do Sul UCS Comun. Soc. (jornalismo) n/i. Porto Alegre UFRGS Comun. Soc. (jornalismo) . São Borja Unipampa . São Leopoldo Unisinos $$$$. SP Campinas PUC-Campinas $$$$$. Santos Universidade Católica de Santos $$$$. São Paulo Cásper $$$$$, ESPM SP $$$$$, Mackenzie $$$$$, PUC-SP n/i, Universidade Anhembi Morumbi $$$$, USP.

★★★
AC Rio Branco Ufac . AL Maceió Cesmac Comun. Soc. (jornalismo) n/i, Ufal Comun. Soc. (jornalismo) , Unit-AL $$. AM Manaus Ufam Comun. Soc. (jornalismo) , Uninorte-AM n/i, Universidade Nilton Lins Comun. Soc. (jornalismo) $$$. AP Macapá Unifap. BA Cachoeira UFRB Comun. Soc. (jornalismo). Juazeiro Uneb Comun. Soc. (jornalismo e multimeios) . Salvador FSBA Comun. Soc. (jornalismo) n/i, Unijorge n/i, Unime Salvador Comun. Soc. (jornalismo) n/i. CE Fortaleza FA7 Comun. Soc. (jornalismo) n/i, UFC , Unifor-CE Comun. Soc. (jornalismo) $$$$. DF Brasília Iesb-DF $$$$, UniCEUB $$$$$. ES Vila Velha UVV $$$. Vitória Faesa $$$. GO Goiânia Fac. Araguaia Comun. Soc. (jornalismo) $$, PUC Goiás n/i. MA Imperatriz UFMA Comun. Soc. (jornalismo) . São Luís UFMA Comun. Soc. (jornalismo) . MG Belo Horizonte Estácio BH Comun. Soc. (jornalismo) $$$, UFMG , UNA Jornalismo (ênf. em multimídia) n/i, UniBH $$$$. Uberlândia UFU Comun. Soc. (jornalismo) . Viçosa UFV Comun. Soc. (jornalismo) . MS Campo Grande UCDB $$$$. MT Cuiabá UFMT Comun. Soc. (jornalismo) , Unic Comun. Soc. (jornalismo) n/i. PA Belém Estácio FAP Comun. Soc. (jornalismo) n/i, Feapa Comun. Soc. (jornalismo) $$$$, UFPA Comun. Soc. (jornalismo) . PB Campina Grande UEPB Comun. Soc. (jornalismo) . PE Recife Unicap $$$$. PI Teresina UFPI Comun. Soc. (jornalismo) . PR Cascavel Centro Universitário FAG n/i. Curitiba PUCPR Comun. Soc. (jornalismo) $$$$$, UFPR Comun. Soc. (jornalismo) , UniBrasil $$$$, UTP Comun. Soc. (jornalismo) $$$. Guarapuava Unicentro-PR Comun. Soc. (jornalismo) . Londrina UEL . Maringá UniCesumar $$$$. RJ Cabo Frio UVA-RJ Comun. Soc. (jornalismo) n/i. Niterói Estácio $$$. Rio de Janeiro Estácio $$$, Facha-RJ Comun. Soc. (jornalismo) $$$$, UniCarioca n/i. Volta Redonda UniFOA $$. RN Natal UFRN Comun. Soc. (jornalismo) , UnP Comun. Soc. (jornalismo) n/i. RR Boa Vista UFRR Comun. Soc. (jornalismo) . RS Cruz Alta Unicruz $$$. Frederico Westphalen UFSM Comun. Soc. (jornalismo) . Novo Hamburgo Feevale $$. Passo Fundo UPF n/i. Pelotas UCPel Comun. Soc. (jornalismo) $$$$, UFPel. Porto Alegre IPA $$$$$. Santa Cruz do Sul Unisc Comun. Soc. (jornalismo) $$$. Santa Maria UFSM Comun. Soc. (jornalismo) . SC Chapecó Unochapecó n/i. Itajaí Univali $$$$. Joinville Bom Jesus/Ielusc $$$. Palhoça Unisul $$$$. Tubarão Unisul $$$. SE Aracaju Unit-SE Comun. Soc. (jornalismo) $$. São Cristóvão UFS . SP Araraquara Uniara n/i. Bauru USC $$$$. Jaú Fjaú Comun. Soc. (jornalismo) $$. Mogi das Cruzes UMC Comun. Soc. (jornalismo) $$$$. Piracicaba Unimep $$$$. Presidente Prudente Unoeste Comun. Soc. (jornalismo) $$$. Ribeirão Preto CBM Comun. Soc. (jornalismo) n/i, Unaerp $$$$. Salto Ceunsp Comun. Soc. (jornalismo) $$. Santos Unisanta $$$$. São Caetano do Sul USCS Comun. Soc. (jornalismo) $$$. São João da Boa Vista Unifae Comun. Soc. (jornalismo) $$$$. São José do Rio Preto Unirp $$. São José dos Campos Univap n/i. São Paulo Facs. Int. Rio Branco Comun. Soc. (jornalismo) $$$, Fapcom $$$$, FIAM-FAAM Centro Universitário Comun. Soc. (jornalismo) $$, São Judas n/i, Uninove Comun. Soc. (jornalismo) n/i. Sorocaba Uniso $$$$. Taubaté Unitau $$$$. Votuporanga Unifev Comun. Soc. (jornalismo) n/i. TO Palmas UFT .