Guia do Estudante

ENGENHARIA DE ENERGIA

Bacharelado

Legenda:

Graduação

Graduação Tecnológica

Esse engenheiro planeja, analisa e desenvolve sistemas de geração, transporte ou transmissão, distribuição e utilização de energia. Lida com todas as formas de energia que compõem a matriz energética brasileira - seja ela renovável, como hídrica, solar, eólica ou de biomassa, seja não renovável, obtida de petróleo, carvão, gás natural ou material radioativo, como o urânio (usado em usinas nucleares). No setor público, ele pesquisa e traça estratégias para o setor energético. Avalia as necessidades de uma região ou setor e desenvolve projetos econômica e socialmente viáveis, sempre buscando soluções seguras e sustentáveis, que não agridam o meio ambiente. Além disso, ele coordena programas de contenção e uso racional da energia.

Mercado de Trabalho

O mercado está favorável para este engenheiro. “Aumentar a oferta de energia e elevar a eficiência do setor é uma grande preocupação do governo. E, para isso, é preciso profissionais qualificados”, diz o coordenador do curso de Engenharia de Energia da PUC Minas, Otávio de Avelar Esteves. O campo de atuação é vasto e inclui empresas geradoras, transmissoras, distribuidoras e comercializadoras de energia, além de órgãos governamentais, onde o graduado formula políticas públicas para o setor. Pode ser autônomo, prestando consultoria em eficiência energética. A busca por novas fontes de energia (eólica, solar e marítima, tirada das ondas do mar) abre mercado em pesquisa e desenvolvimento. Há vagas nos setores petrolífero, petroquímico e metal-mecânico, principalmente em polos industriais do Sudeste e do Sul. Os parques eólicos ganham expressão no Nordeste, particularmente em Pernambuco e no Ceará; e a geração de energia de biomassa é promissora, no Paraná e em Santa Catarina.

As melhores escolas

4 estrelas

DF Gama UnB. MG Belo Horizonte PUC Minas $$$$$. RS Bagé Unipampa Eng. de Energias Renováveis e Amb.

3 estrelas

MS Dourados UFGD. PE Recife UFPE. SC Xanxerê Unoesc Eng. Bioenergética $$$$. ___________________________________________________________ *CPC (MEC) | ① ② ③ ④ ⑤ **MENSALIDADE | ($) até R$ 400,00 ($$) de R$ 400,01 a R$ 700,00 ($$$) de R$ 700,01 a R$ 1.000,00 ($$$$) de R$ 1.000,01 a R$ 1.500,00 ($$$$$) acima de R$ 1.500,01 (n/i) valor não informado | ausência de mensalidade: curso gratuito

Curso

Além de disciplinas básicas (matemática, física, informática e economia), o curso aborda eletricidade, combustíveis, potenciais hidráulicos, energia solar e térmica. Os temas são abordados sempre considerando aspectos ambientais, sociais e econômicos. Legislação e normas que regulam o setor fazem parte do currículo. Estágio e trabalho de conclusão de curso são obrigatórios.

Atenção: alguns cursos focam em meio ambiente e em energias renováveis. A UFC oferece ênfase em Engenharia de Petróleo.

Duração média: 5 anos.

Outro nome: Eng. Bioenergética.

ENERGIA E SUSTENTABILIDADE

A UFRB, em Feira de Santana (BA), oferece bacharelado interdisciplinar na área. Após um ciclo básico de três anos, o aluno recebe o diploma de bacharel interdisciplinar e pode ingressar em novo bacharelado, com até mais dois anos de duração. As opções são Engenharia de Energia, Engenharia de Tecnologia Assistiva, Engenharia de Produção e Engenharia de Materiais.

O que você pode fazer

Diagnóstico

Avaliar, selecionar e implantar o melhor tipo de energia - entre renováveis e não renováveis - e as melhores condições de uso.

Planejamento energético

Planejar e coordenar o processo de implantação de usinas e analisar os impactos ambientais, sociais e econômicos relacionados ao local de instalação.

Desenvolvimento de tecnologia

Trabalhar no desenvolvimento e aproveitamento de novas tecnologias para geração, uso final do consumidor e para transformação de energia.

Otimização do consumo

Administrar e racionalizar o uso de energia nas indústrias, com o objetivo de reduzir os gastos.

Compartilhe