logo-ge

Música

Este graduado pode compor, reger e interpretar obras eruditas e populares, empregando instrumentos acústicos ou eletrônicos

Este graduado pode compor, reger e interpretar obras eruditas e populares, empregando instrumentos acústicos ou eletrônicos. Como compositor, cria peças e anota-as em partituras para ser executadas por instrumentistas, orquestras ou cantores. Como arranjador, faz versões de peças musicais. Como maestro, dirige orquestras, bandas, conjuntos instrumentais e vocais. Já como intérprete, pode se especializar na execução de determinado instrumento ou dedicar-se ao canto. O bacharel atua em concertos, espetáculos musicais e gravações de trilhas sonoras. Também é requisitado por agências de publicidade e propaganda para criar jingles para comerciais de rádio e TV. Em estúdios de gravação, produz música com aparelhos eletrônicos, ou trabalha com a sonorização de espetáculos musicais e teatrais. Com a licenciatura, está apto a lecionar nos ensinos Fundamental e Médio. Seja qual for a área de atuação, é fundamental que o profissional domine programas de computação que controlam o registro e a edição de arranjos musicais em equipamentos digitais de reprodução e gravação. Em geral, este profissional é remunerado por trabalho executado.

Fique de Olho

VARIEDADE DE OPÇÕES

Há mais de 600 cursos de música oferecidos no país – a maior parte deles é de bacharelados, mas as licenciaturas também representam uma parte importante. Em geral, as graduações em música se centram em uma das seguintes áreas: canto, composição, regência e, principalmente, instrumento (veja as definições no item O que você pode fazer). Em relação aos instrumentos, eles dividem-se em corda, sopro e percussão. São mais de 20 opções, como clarineta, contrabaixo, flauta, guitarra, harpa, fagote, oboé, piano e saxofone.

CIÊNCIAS MUSICAIS

O bacharelado em Música com habilitação em Ciências Musicais da UFPel (RS) e o da Unila (pesquisa em música) dão formação para a área de pesquisa. Entre as áreas de estudo estão história da música, estética musical e etnomusicologia.

MÚSICA E TECNOLOGIA

Os bacharelados em Música e Tecnologia do Uni-CBM (RJ) e da UFSM (RS) têm estrutura curricular similar à do curso de Música, mas, em vez de focar os estudos em uma área como instrumento ou canto, o aluno aprende a trabalhar com as tecnologias analógicas e digitais envolvidas na produção e gravação musicais. Já os alunos da UFPR (produção e criação musical) aprendem a utilizar ferramentas de software para composição, registro e tratamento sonoro, atuando na pré-produção, produção e pós-produção musical.

O que você pode fazer

Canto Atuar em óperas ou recitais e em gravações. Organizar e fazer a preparação vocal de corais.

Composição e arranjo Criar partituras musicais para instrumentistas ou cantores. Criar trilhas sonoras para filmes, peças teatrais etc., e jingles para publicidade.

Ensino Lecionar em escolas de música, para crianças de pré- escola e nos ensinos Fundamental e Médio.

Instrumento Tocar um instrumento como solista e em orquestras, bandas ou grupos instrumentais de formações diversas.

Pesquisa Fazer estudos e desenvolver pesquisas acadêmicas, de investigação e de resgate de cultura na área de música.

Regência Organizar, ensaiar e dirigir conjuntos, orquestras e corais. Escolher as peças e os intérpretes que irão executá-las.

Mercado de Trabalho

Prepare-se para uma rotina intensa: os músicos brasileiros acumulam funções e 67% deles são responsáveis pela gestão do próprio trabalho artístico, segundo uma pesquisa da USP. E mais: 71% fazem a divulgação dos próprios shows. O campo de atuação do bacharel geralmente envolve o trabalho em orquestras, grupos de câmara ou carreira solo. Outras opções são a atuação em eventos de música ao vivo, peças de teatro, musicais ou como professor ou coordenador de projetos sociais de ensino de música ou em escolas especializadas. O músico pode ainda trabalhar como produtor ou montar um estúdio de gravação. Já o licenciado tem um mercado estável por conta da lei que tornou obrigatório, em 2008, o ensino da música em todas as escolas de Educação Básica. E o seu campo de atuação tem se mostrado cada vez mais vasto. Ele também atua na área de pesquisa da universidade e em conservatórios e escolas livres de música. Organizar eventos musicais em centros de cultura é uma opção para o músico. A Região Sudeste concentra as melhores vagas em orquestras ou grupos instrumentais. Já os licenciados são procurados em todo o país.

Curso

A maioria das escolas exige alguma vivência no campo musical para quem pretende ingressar no curso. O processo seletivo inclui teste de conhecimentos gerais sobre a área e uma prova de aptidão, nos quais são avaliadas a técnica e a habilidade em Música. A matriz curricular tem disciplinas como história da música e da arte e percepção musical. O bacharelado oferece várias habilitações, como canto (popular, lírico ou erudito), composição, regência (coral, banda, orquestra), MPB e instrumento – de cordas, teclado, sopro, percussão ou instrumentos específicos, como flauta, guitarra, piano, trompete e violão. A formação para professor de música é obtida por meio da licenciatura.

Duração média: 4 anos.

Outros nomes: Artes (mús.); Canto; Comp. e Regência; Comp. e Regência (comp.); Comp. e Regência (regência); Educ. Art. (mús.); Educ. Musical; Instr. (clarinete); Instr. (contrabaixo); Instr. (cordas); Instr. (fagote); Instr. (flauta doce); Instr. (flauta); Instr. (oboé); Instr. (órgão e cravo); Instr. (orquestra); Instr. (percussão); Instr. (piano); Instr. (saxofone); Instr. (teclado com piano); Instr. (trombone); Instr. (trompa); Instr. (trompete); Instr. (viola); Instr. (violão); Instr. (violino); Instr. (violoncelo).

 

OS MELHORES CURSOS

★★★★
GO Goiânia UFG Mús. (canto); Mús. (comp.); Mús. (instr. musical); Mús. (regência). MG Belo Horizonte UFMG Mús. (canto); Mús. (clarinete); Mús. (comp.); Mús. (contrabaixo); Mús. (fagote); Mús. (flauta); Mús. (harpa); Mús. (mús. popular); Mús. (oboé); Mús. (percussão); Mús. (piano); Mús. (regência); Mús. (saxofone); Mús. (trombone); Mús. (trompa); Mús. (trompete); Mús. (viola); Mús. (violão); Mús. (violino); Mús. (violoncelo). Uberlândia UFU Mús. (canto); Mús. (flauta doce); Mús. (flauta transversal); Mús. (percussão); Mús. (piano); Mús. (saxofone); Mús. (trombone); Mús. (trompete); Mús. (viola); Mús. (violão); Mús. (violino); Mús. (violoncelo). PB João Pessoa UFPB Mús. (canto); Mús. (clarineta); Mús. (comp. musical); Mús. (contrabaixo); Mús. (flauta transversa); Mús. (harpa); Mús. (oboé); Mús. (percussão); Mús. (piano); Mús. (regência coral); Mús. (regência de banda); Mús. (regência orquestral); Mús. (saxofone); Mús. (trombone); Mús. (trompa); Mús. (trompete); Mús. (viola); Mús. (violão); Mús. (violino); Mús. (violoncelo). RJ Rio de Janeiro UFRJ Mús. (bandolim); Mús. (canto); Mús. (cavaquinho); Mús. (clarineta); Mús. (comp.); Mús. (contrabaixo); Mús. (cravo); Mús. (fagote); Mús. (flauta); Mús. (harpa); Mús. (instr. de percussão); Mús. (oboé); Mús. (órgão); Mús. (piano); Mús. (regência coral); Mús. (regência de banda); Mús. (regência orquestral); Mús. (saxofone); Mús. (trombone); Mús. (trompa); Mús. (trompete); Mús. (tuba); Mús. (viola); Mús. (violão); Mús. (violino); Mús. (violoncelo). RN Natal UFRN Mús. (canto); Mús. (instr.). RS Porto Alegre UFRGS Mús. (canto); Mús. (comp.); Mús. (cordas ou sopros); Mús. (regência coral); Mús. (teclado); Mús. Popular. SC Florianópolis Udesc Mús. (piano); Mús. (viola); Mús. (violão); Mús. (violino); Mús. (violoncelo). SP Campinas Unicamp Mús. (comp.); Mús. (instr.: contrabaixo); Mús. (instr.: cravo); Mús. (instr.: flauta); Mús. (instr.: percussão); Mús. (instr.: piano); Mús. (instr.: trombone); Mús. (instr.: trompete); Mús. (instr.: viola); Mús. (instr.: violão); Mús. (instr.: violino); Mús. (instr.: violoncelo); Mús. (instr.: voz); Mús. (regência); Mús. Popular. Ribeirão Preto USP Mús. (canto e arte lírica); Mús. (instr.). São Paulo Unesp Mús. (canto); Mús. (comp.); Mús. (cordas); Mús. (percussão); Mús. (regência); Mús. (sopros); Mús. (teclados); Mús. (violão), USP Mús. (canto e arte lírica); Mús. (comp.); Mús. (instr. de cordas dedilhadas); Mús. (instr. de cordas); Mús. (instr. de sopro); Mús. (instr. de teclado); Mús. (instr. percussão); Mús. (regência).

★★★
AM Manaus UEA Mús. (canto); Mús. (clarinete); Mús. (contrabaixo); Mús. (fagote); Mús. (flauta transversal); Mús. (percussão); Mús. (piano); Mús. (regência piano); Mús. (trombone); Mús. (trompa); Mús. (trompete); Mús. (tuba); Mús. (viola); Mús. (violão); Mús. (violino); Mús. (violoncelo). BA Salvador UFBA Comp. e Regência (comp.); Comp. e Regência (regência); Instr. (cordas); Instr. (órgão e cravo); Instr. (orquestra); Instr. (teclado com piano); Mús. Popular (comp. e arranjo); Mús. Popular (execução). CE Fortaleza Uece Mús. (comp.); Mús. (flauta transversal); Mús. (piano); Mús. (saxofone). DF Brasília UnB Mús. (canto); Mús. (clarineta); Mús. (comp.); Mús. (contrabaixo); Mús. (fagote); Mús. (flauta); Mús. (oboé); Mús. (piano); Mús. (regência); Mús. (saxofone); Mús. (trombone); Mús. (trompa); Mús. (trompete); Mús. (viola); Mús. (violão); Mús. (violino); Mús. (violoncelo). MG Juiz de Fora UFJF Mús. (canto); Mús. (comp. musical); Mús. (flauta transversal); Mús. (piano); Mús. (violão); Mús. (violino); Mús. (violoncelo). PB Campina Grande UFCG Mús. (canto); Mús. (clarineta); Mús. (comp.); Mús. (contrabaixo); Mús. (piano); Mús. (regência); Mús. (trombone); Mús. (viola); Mús. (violão); Mús. (violino); Mús. (violoncelo). PE Recife UFPE Mús. (canto); Mús. (instr.: clarinete); Mús. (instr.: contrabaixo e oboé); Mús. (instr.: flauta doce); Mús. (instr.: flauta transversa); Mús. (instr.: piano); Mús. (instr.: viola); Mús. (instr.: violão); Mús. (instr.: violino); Mús. (instr.: violoncelo). PR Curitiba UFPR Mús. (criação musical); Mús. (prod. musical). Maringá UEM Mús. (canto); Mús. (comp.); Mús. (flauta transversal); Mús. (piano); Mús. (regência coral); Mús. (viola); Mús. (violão); Mús. (violino); Mús. (violoncelo). RJ Rio de Janeiro Unirio Mús. (canto); Mús. (clarineta); Mús. (comp.); Mús. (contrabaixo); Mús. (fagote); Mús. (flauta transversa); Mús. (MPB); Mús. (oboé); Mús. (percussão); Mús. (piano); Mús. (regência); Mús. (saxofone); Mús. (trombone); Mús. (trompa); Mús. (trompete); Mús. (viola); Mús. (violão); Mús. (violino); Mús. (violoncelo). RS Pelotas UFPel Mús. (canto); Mús. (ciên. musicais); Mús. (comp.); Mús. (flauta transversal); Mús. (piano); Mús. (violão); Mús. (violino); Mús. Popular. Santa Maria UFSM Mús. (clarineta); Mús. (comp.); Mús. (contrabaixo); Mús. (fagote); Mús. (flauta); Mús. (instr. e canto); Mús. (oboé); Mús. (percussão); Mús. (piano); Mús. (trombone); Mús. (trompete); Mús. (viola); Mús. (violão); Mús. (violino); Mús. (violoncelo); Mús. e Tecnol. SC Itajaí Univali Mús. (bateria e percussão); Mús. (canto); Mús. (contrabaixo elétr.); Mús. (piano); Mús. (sopro: flauta transversal e saxofone); Mús. (violão e guitarra) $$$. SP São Paulo Fac. Cantareira Mús. (acordeom); Mús. (bandolim); Mús. (bateria); Mús. (canto lírico); Mús. (canto popular); Mús. (cavaquinho); Mús. (clarinete); Mús. (comp.); Mús. (contrabaixo acústico popular); Mús. (contrabaixo acústico); Mús. (contrabaixo elétr.); Mús. (fagote); Mús. (flauta transversal popular); Mús. (flauta transversal); Mús. (guitarra); Mús. (oboé); Mús. (percussão sinfônica); Mús. (piano popular); Mús. (piano); Mús. (regência coral); Mús. (regência orquestral); Mús. (saxofone); Mús. (trombone popular); Mús. (trombone-baixo erudito); Mús. (trombone-tenor erudito); Mús. (trompa); Mús. (trompete); Mús. (tuba); Mús. (viola caipira); Mús. (viola sinfônica); Mús. (violão popular); Mús. (violão); Mús. (violino); Mús. (violoncelo) $$$$, Fac. de Mús. Souza Lima Mús. (comp. e arranjo); Mús. (performance) $$$$$, Fasm-SP Mús. (canto); Mús. (comp.); Mús. (instr.); Mús. (regência) $$$$$, FIAM-FAAM Centro Universitário Mús. (canto); Mús. (comp.); Mús. (instr.); Mús. (regência coral) $$$.