Guia do Estudante

RADIOLOGIA

Tecnológico

Legenda:

Graduação

Graduação Tecnológica

Este tecnólogo opera equipamentos de diagnóstico por imagem que produzem radiografas convencionais ou digitais, empregados tanto na área médica quanto na industrial e de engenharia. Na Medicina, as imagens ajudam a identificar alterações e patologias em órgãos internos do corpo humano, em exames de raios X ou de ressonância magnética, por exemplo. Em Engenharia, o tecnólogo utiliza os aparelhos para rastrear estruturas metálicas e tubulações de edifícios escondidas sob o concreto ou a fuselagem de aeronaves, com o objetivo de localizar e corrigir defeitos na construção de aviões. Na indústria farmacêutica e na alimentícia, esse profissional atua com físicos e engenheiros de alimentos na operação de fontes radioativas empregadas na esterilização de medicamentos e alimentos. Ele pesquisa melhorias na qualidade das imagens e a segurança dos aparelhos. A fim de exercer a profissão é necessário fazer o registro no Conselho Regional de Técnicos em Radiologia.

Mercado de Trabalho

A Agência Nacional de vigilância Sanitária (Anvisa), do Ministério da Saúde, recomenda a contratação de profissionais da área em hospitais, clínicas médicas e laboratórios de análises clínicas, a fim de garantir a qualidade dos serviços de diagnóstico por imagem e a segurança dos pacientes e de quem opera as máquinas. Com isso, a demanda pelos serviços dos radiologistas aumentou. da mesma maneira, a popularização dos planos de saúde fez crescer a procura por exames como mamografia, ultrassonografia, tomógrafa computadorizada e ressonância magnética, aquecendo o mercado de trabalho. As expectativas também são boas para o tecnólogo com especialização em Radiologia industrial. Este profissional pode trabalhar em setores como papel e celulose, petrolífero, automobilístico, aéreo e naval. As regiões Sul e Sudeste concentram a maior procura por radiologistas, mas ela tem aumentado também no Nordeste.


As melhores escolas

Curso

O curso começa com disciplinas como biologia e anatomia. As áreas de informática e gestão ocupam boa parte da carga horária. Estudam-se competências para realizar exames de radiologia convencional, tomografia computadorizada, mamografia, densitometria óssea e ressonância magnética, além de manipular softwares usados nas estações de trabalho. Há um terceiro grupo de disciplinas, relacionado com a física radiológica, em que se ensinam as propriedades da radiação que viabilizam a produção da imagem e a aplicação de campos magnéticos. O trabalho de conclusão e o estágio são obrigatórios.


Duração média: 3,5 anos.


Compartilhe