logo-ge

Entenda os critérios do Prêmio Melhores Universidades 2016

Confira as etapas dessa premiação, que passou por mudanças em 2016; mais de 8 mil professores universitários participaram da avaliação de cursos superiores

O que faz uma boa instituição de Ensino Superior? A resposta pode passar por vários critérios e até ser uma somatória deles, mas um, com certeza, é incontestável: a qualidade de seus cursos, ou seja, a formação que oferece a seus estudantes.

De olho nisso, há 26 anos, e de forma pioneira, o GUIA DO ESTUDANTE (GE) avalia as graduações do país. E há 12 anos, a partir dos resultados desse processo, também aponta quais são as melhores Instituições de Ensino Superior (IES) do Brasil – públicas e privadas – e aquelas que mais se destacaram em oito áreas do conhecimento. A Avaliação de Cursos Superiores do GE contou com 8.107 consultores em 2016.

Além de constituir uma importante ferramenta para a escolha do curso e da escola onde você vai estudar, o objetivo é valorizar e reconhecer a excelência no ensino e fomentar a busca por melhorias nas demais instituições. Confira, a seguir, as etapas dessa premiação, que passou por mudanças em 2016, e os vencedores e finalistas de cada categoria.

 

Seleção das instituições participantes

 

Categoria Universidade do ano:

• Participam da premiação as IES que tiveram pelo menos cinco cursos avaliados. Em 2016, foram 595 instituições.
• Esse critério foi estabelecido para não ter distorções em relação às instituições menores (que, por oferecerem poucos cursos, teriam mais chance de ter todos eles estrelados).

Categoria Melhores por Área de Conhecimento:

• Foram consideradas as IES que tiveram pelo menos três cursos avaliados. No caso de a escola ter campus em mais de um município, foi considerado apenas um, aquele que teve o melhor desempenho (desclassificando-se os demais).

 

Qualidade x quantidade

 

É importante salientar que a premiação busca equalizar a qualidade dos cursos da instituição (que podem ser 5 estrelas, 4 estrelas ou 3 estrelas) com a quantidade oferecida. Pois, na visão do GE, identificar as melhores não consiste apenas em somar a quantidade de cursos estrelados (ainda que cada estrela tenha um peso diferente), mas sim considerar quanto isso (a qualidade) representa em relação à quantidade de cursos oferecida e avaliada.

 

Aplicação da fórmula

 

Assim, foi estabelecida uma fórmula que permite pontuar as instituições, de modo a identificar as melhores. Os componentes desta fórmula foram revistos para 2016, para dar ainda maior importância à premissa da qualidade x quantidade:

melhores-como-funciona1

Total de pontos pelas estrelas: Soma de todos os cursos estrelados que a instituição obteve, considerando os seguintes pesos:
Curso 5 estrelas = 12 pontos
Curso 4 estrelas = 6 pontos
Curso 3 estrelas = 3 pontos

A utilização de pesos evidencia a importância da qualidade. Um curso 4 estrelas vale o dobro de um 3 estrelas. E um cinco estrelas, o dobro de um 4 estrelas.

melhores-como-funciona2

Conheça as melhores universidades do ano

melhores_2016_geral