logo-ge

Ideb revela que Ensino Médio piorou em nove Estados

Santa Catarina lidera o ranking dos melhores colocados

De acordo com dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2011 divulgados nesta teça-feira (14), o Ensino Médio brasileiro piorou em nove estados em relação à edição anterior. De 2009 para 2011, o índice geral subiu apenas 0,1 ponto, passando de 3,6 para 3,7.

– Saiba tudo sobre o Enem: dicas, simulados e muito mais

– Leia as principais notícias sobre vestibular

Para o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, uma das justificativas para o baixo desempenho o atual currículo do Ensino Médio que, para ele, "é muito sobrecarregado", com um total de disciplinas que pode chegar a 19. "Não contribui para você ter foco nas disciplinas essenciais, como língua portuguesa, matemática e ciências”, afirmou.

Mercadante não quis comentar os resultados dos Estados que tiveram Ideb inferior ao registrado em 2009 e aposta na educação em tempo integral para melhorar a qualidade do ensino. “Uma mesma região tem estados e cidades que evoluíram muito mais que outros. Há especificidades, a gestão na ponta. O professor na sala de aula, o diretor da escola, o secretário municipal. Vamos olhar essa informação e tentar tirar lições para avançar”, disse.

Segundo a coordenadora-geral da ONG Ação Educativa, Vera Masagão, o Ensino Médio precisa de mais financiamento do governo. “A gente precisa de um investimento muito forte em qualidade e não é à toa que a matrícula também está aquém, poderia haver muito mais jovens matriculados no ensino médio que estão fora da escola”, disse.

Como funciona o Ideb

O objetivo do Ideb é fomentar a melhoria da qualidade do ensino para que o país atinja a nota 6 para as séries iniciais do ensino fundamental até 2022, bicentenário da Independência. O indicador atribui uma nota diferente para três etapas da educação básica: anos iniciais do ensino fundamental (1° ao 5º ano), anos finais do ensino fundamental (6º ao 9º ano) e ensino médio.

O Ideb é calculado a partir da taxa de aprovação e do desempenho dos alunos na Prova Brasil, avaliação aplicada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) a cada dois anos. Com base nessas informações, são atribuídas notas para cada escola pública do país, assim como para as redes de ensino e para os municípios e os estados. Cada escola, prefeitura e governo estadual tem uma meta que deve ser atingida de dois em dois anos.

Confira o ranking dos Estados no Ensino Médio:

Estados Ideb 2011 Meta 2011
Santa Catarina 4,3 pontos 4,1 pontos
São Paulo 4,1 pontos 3,9 pontos
Paraná 4 pontos 3,9 pontos
Minas Gerais 3,9 pontos 4,1 pontos
Distrito Federal 3,8 pontos 3,9 pontos
Goiás 3,8 pontos 3,5 pontos
Mato Grosso do Sul 3,8 pontos 3,6 pontos
Ceará 3,7 pontos 3,6 pontos
Rio de Janeiro 3,7 pontos 3,6 pontos
Rio Grande do Sul 3,7 pontos 4 pontos
Rondônia 3,7 pontos 3,5 pontos
Espírito Santo 3,6 pontos 4,1 pontos
Roraima 3,6 pontos 3,8 pontos
Tocantins 3,6 pontos 3,4 pontos
Amazonas 3,5 pontos 2,7 pontos
Acre 3,4 pontos 3,5 pontos
Pernambuco 3,4 pontos 3,3 pontos
Mato Grosso 3,3 pontos 3,4 pontos
Paraíba 3,3 pontos 3,3 pontos
Bahia 3,2 pontos 3,2 pontos
Piauí 3,2 pontos 3,2 pontos
Sergipe 3,2 pontos 3,6 ponto
Amapá 3,1 pontos 3,2 pontos
Maranhão 3,1 pontos 3 pontos
Rio Grande do Norte 3,1 pontos 3,2 pontos
Alagoas 2,9 pontos 3,3 pontos
Pará 2,8 pontos 3,1 pontos

*Com informações da Agência Brasil

LEIA MAIS

– Notícias de vestibular e Enem