logo-ge

USP e PUCRS são as melhores na área de Saúde e Bem-Estar

Prêmio Melhores Universidades 2016: veja as instituições que possuem os melhores cursos na área

Melhor universidade pública: USP

Universidade oferece gigantesca infraestrutura aos alunos dos cursos de Saúde e Bem-Estar, que aprendem na prática no maior complexo hospitalar da América Latina

Os alunos dos cursos de Saúde e Bem-Estar da USP contam com uma ampla infraestrutura de serviços de saúde e têm a chance de aprender na prática. A Faculdade de Medicina, onde são ministradas as aulas dos cursos de Medicina, Fisioterapia, Terapia Ocupacional e Fonoaudiologia, é localizada ao lado do Hospital das Clínicas (HC), o maior hospital da América Latina e considerado centro de excelência em ensino e pesquisa em saúde no Brasil. Lá os estudantes contam com os mais modernos equipamentos para as aulas práticas e também realizam estágios. Além dele, fazem parte da universidade oito institutos especializados, como o Instituto do Coração (InCor) e o Instituto de Psiquiatria (IPq), dois hospitais auxiliares e uma unidade de cuidados ambulatoriais para pacientes portadores do vírus HIV.

saude-e-bem-estar-2016Segundo o diretor José Otávio Costa Auler Junior, a Faculdade de Medicina tem procurado se modernizar. “Temos uma rede de laboratórios e equipamentos de pesquisa que é constantemente atualizada e ampliada”, conta. Para o futuro estão previstas as aquisições de um equipamento de tomografia de coerência ótica cardíaca (para visualizar as artérias do coração e prevenir anginas e infartos) e também uma impressora 3D de nano, micro e macroestruturas para aplicação em medicina regenerativa (para substituir partes do corpo que foram amputadas).

Além da Medicina

Um pouco mais longe dali, na Cidade Universitária, encontra-se o curso de Odontologia, reconhecido internacionalmente como o 9º melhor do mundo pelo QS World University Ranking by Subjects, divulgado em março de 2016. Os alunos da Faculdade de Odontologia têm à disposição 32 diferentes laboratórios, dentre os quais um de periodontia, outro de radiografia digital e também um de próteses e odontopediatria. Há também uma clínica própria, onde são realizados mais de 120 mil atendimentos anuais, e o Hospital Universitário, onde ocorrem as aulas práticas.

A infraestrutura de qualidade também é a marca registrada da Escola de Educação Física e Esporte (EEFE), uma das mais completas do país na área. Os graduandos podem utilizar piscinas, quadras, campos de futebol, pista de atletismo, velódromo e até uma raia olímpica para prática e ensino de remo e canoagem.

Já o curso de Obstetrícia, único no Brasil, oferecido na USP Leste, se destaca por manter convênios com diversas unidades básicas de saúde da Zona Leste de São Paulo e também com hospitais municipais da capital, Osasco e Itapecerica da Serra, além de hospitais estaduais. Há também a possibilidade de o aluno obter dupla diplomação na área, por meio de um convênio firmado com uma universidade italiana.

Atendimento humanizado

Outro aspecto relevante é o processo de flexibilização dos currículos que vem ocorrendo nos cursos da área de Saúde da USP. A Faculdade de Medicina, por exemplo, alterou a grade da graduação em Medicina, diminuindo o tempo dos alunos em sala de aula. Com menos disciplinas, os alunos têm mais condições para se envolverem com pesquisa e trabalhos de extensão focados no atendimento de pacientes.

O mesmo ocorre na Faculdade de Odontologia, que, segundo o diretor Waldyr Antonio Jorge, vem fortalecendo a formação voltada para saúde pública e atenção primária à saúde. “O futuro das graduações em Saúde é integrar a estrutura do conhecimento a uma formação mais humanizada”, declara.

Melhor universidade privada: PUCRS

Alunos vivem em um ambiente de inovação, que estimula o ensino e a pesquisa

Hospital universitário São Lucas, da PUCRS (crédito: Gilson Oliveira/Ascom PUCRS)

O estímulo à inovação e ao empreendedorismo na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS ) alcança também os cursos da área de Saúde e Bem-Estar. “É uma mudança de mentalidade importante que incentivamos entre nossos alunos”, diz a professora Andreia da Silva Gustavo, coordenadora do curso de Enfermagem. Na PUCRS, o Torneio Empreendedor está em sua 10ª edição em 2016, e seleciona boas ideias que podem se tornar negócios. Os vencedores recebem apoio da Raiar, incubadora de empresas da universidade. Em 2015, o primeiro lugar ficou com o “Saúde em casa”, uma proposta de clínica especializada em cuidados de enfermagem com atendimento domiciliar, projeto de um aluno do curso de Enfermagem junto a um colega de Direito.

Além dos projetos de inovação e empreendedorismo, outro destaque da universidade na área de saúde é a infraestrutura oferecida aos alunos. “Temos, entre outros laboratórios, o de Cuidado Humano, que permite a discussão e a simulação de situações reais que os alunos encontrarão nos futuros estágios e no mercado de trabalho”, explica a professora Andreia. No laboratório, há manequins simulando os pacientes nas mais diversas situações e até sangue artificial para mostrar o manuseio de bolsas de transfusão.

 

Os estudantes contam, ainda, com o Centro de Reabilitação, clínica criada para ser espaço de aprendizagem prática dos alunos de Fisioterapia, mas onde eles também trabalham em parceria com estudantes dos outros cursos de Saúde. Já pelo Hospital Universitário São Lucas, que atende pacientes com convênio médico privado e pelo Sistema Único de Saúde (SUS), passam anualmente 2.500 alunos dos diversos cursos de graduação e de especialização da PUCRS na área de Saúde.

Prática associada à pesquisa

A maioria dos docentes dos cursos de Saúde da PUCRS tem doutorado e atua na graduação, tanto em sala de aula como nas clínicas e laboratórios, nos quais os estudantes desenvolvem pesquisas com ou sem bolsa de iniciação científica. Além da pesquisa básica em saúde, os pesquisadores também estão dedicados a desenvolver tecnologias aplicáveis à área. Um exemplo é a adaptação para a população brasileira de uma escala internacional para predição de risco de quedas em idosos, em desenvolvimento por um grupo de pesquisa da Faculdade de Enfermagem, Nutrição e Fisioterapia.

Parque poliesportivo e pesquisa espacial

O bacharelado e a licenciatura em Educação Física – outro curso importante da área da Saúde – contam com um complexo poliesportivo com 22 mil metros quadrados de área construída, com campo de futebol com dimensões oficiais e com o mesmo tipo de grama utilizado no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Também possui pista de atletismo, piscina olímpica, quadra para vôlei de areia e infraestrutura para outras modalidades esportivas. Dentro do parque se encontra o Prédio Poliesportivo, onde estão localizados os laboratórios e salas de aulas. Também merece menção o laboratório voltado a estudos nas áreas de Biomecânica e de Fisiologia do exercício, que conta com um diferencial –simulação no ambiente aéreo e espacial. Um dos objetivos é compreender como o corpo humano reage em ambiente de baixa gravidade.