Guia do Estudante

Vestibular

Confira dicas para escolher o futuro profissional

Conversar com profissionais, conhecer o ambiente de trabalho e conseguir definir quem você quer ser pode ajudar na hora da escolha

Gabriela Portilho | 28/02/2012 17h 37

Escolher o futuro profissional não é tarefa das mais fáceis. Afora aqueles que já nasceram sabendo o que gostariam de ser ou aqueles que desde cedo descobriram suas aptidões, a maioria das pessoas enfrenta um grande dilema na hora de escolher uma profissão.

"Toda escolha traz consigo uma dificuldade. A maior delas é excluir o que não gosta. Para isso é fundamental se conhecer, para poder fazer a escolha com a maior base de informações possíveis e a partir do que se gosta." diz Yvette Piha, coordenadora do serviço de orientação profissional do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo.

- Confira 9 dicas para organizar os estudos em ano de vestibular

- Primeiros colocados em vestibulares de todo o Brasil dão dicas para mandar bem nas provas

- Confira dicas de como organizar o seu local de estudos

Mas definir o que se gosta também não é tarefa fácil. Para Liamar Fernandes, master coach da Sociedade Brasileira de Coaching, o primeiro passo ao se autoanalisar é verificar se existe uma preferência entre as áreas de Exatas, Humanas ou Biológicas. Depois, listar algumas coisas que goste de fazer, desde matérias em que o aluno vai bem na escola, até atividades ligadas ao lazer, esportes e outras possibilidades.



Nessa fase da escolha, os testes vocacionais também podem ser grandes parceiros já que ajudam a reconhecer padrões de comportamento e preferências, facilitando o processo de autoconhecimento.

Após pesquisar e identificar as possíveis carreiras com as quais se identifica, é fundamental conversar com pessoas que já trabalham na área, de preferência aquelas que você admire e confia. Visitar o ambiente de trabalho delas e conhecer a fundo as possibilidades de expansão dentro da área também são elementos importantes desta pesquisa.

Uma escolha para a vida
Segundo Yvette, mais do que se perguntar "que trabalho eu gostaria de fazer?" ou "qual carreira eu gostaria de seguir?" os alunos devem se perguntar: "que adulto quero ser?" e mais, "qual estilo de vida quero ter?", pois cada profissão leva embutida em sua prática um estilo de vida, um tipo de pessoa com as quais você vai conviver, uma rotina que vai seguir, dentre outros fatores.

Então, é muito importante que na hora de se informar sobre a profissão, o aluno leve em consideração todo o ambiente que circunda essa escolha, e não somente as oportunidades de mercado que ela oferece.

"O adolescente de hoje é muito fissurado nos estudos. É importante que ele se relacione mais com o mundo, veja novas possibilidades. É isso que dará bagagem cultural para que ele conheça melhor o mundo e a si mesmo, e assim tenha condições de fazer uma escolha mais rica.", diz a psicóloga.

Novos tempos, novos nichos
De acordo com a psicóloga Yvete, todo o processo de descoberta do que se quer fazer da vida dá mesmo muito trabalho. Mas ela lembra que ela não acaba na escolha do vestibular. "Temos que passar a vida nos moldando a novas configurações profissionais, o vestibular é apenas o primeiro de muitos passos", diz.

Na hora de escolher, além de tentar projetar a sua vida, é importante ficar ligado nas tendências do mercado, que é a de formar novos nichos. E é desses nichos que novas profissões surgem. Por exemplo, profissões como bioinformacionistas juntam conhecimentos avançados nas áreas tanto de Exatas quanto de Biológicas. Já engenheiros que se ocupam da destinação do lixo urbano teriam que ter boa formação tanto em engenharia, como em gestão ambiental.

Por isso, é tão importante pesquisar, conversar com profissionais que estão em áreas de ponta e ficar atento a campos profissionais que possam surgir. "Às vezes é na combinação de duas áreas totalmente diferentes que você vai encontrar a carreira que quer seguir", diz a psicóloga.

Vejas as dicas para escolher o futuro profissional
- É fundamental se conhecer, para poder fazer a escolha com a maior base de informações possíveis.
- Exclua as profissões que não gosta.
- Defina qual área tem mais interesse: Humanas, Exatas ou Biológicas.
- Faça testes vocacionais para ajudar a reconhecer padrões de comportamento e preferências.
- Converse com pessoas que trabalham na área que você tem interesse, de preferência aquelas que você admira e confia.
- Visite o ambiente de trabalho da carreira que pensa em seguir.
- Cada profissão leva embutida em sua prática um estilo de vida, portanto, pergunte-se que adulto você quer ser e não qual profissão quer seguir.

Orientação profissional
O Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo oferece gratuitamente um serviço de orientação profissional. O único requisito prévio é ser maior de 14 anos. Os interessados devem comparecer ao Instituto de Psicologia, no campus da Cidade Universitária de 16 de março a 22 de junho, à partir das 11 horas, somente às sextas-feiras. O atendimento é feito por ordem de chegada e são atendidas, no máximo, 40 pessoas por dia.

O GUIA DO ESTUDANTE também oferece um serviço de orientação profissional. Acesse o site e mande a sua dúvida para a gente.

LEIA MAIS

- Notícias de vestibular e Enem

Compartilhe