Guia do Estudante

Prouni

Entenda o ProUni passo a passo

Para se inscrever é preciso ter feito o Enem 2010 e atender critérios socioeconômicos. Tire suas dúvidas sobre o programa e não perca tempo!

04/02/2010 13h 19

da redação*

Para fazer inscrição no ProUni do primeiro semestre de 2011 é necessário ter feito o Enem 2010 e obtido pelo menos 400 como média das cinco provas do exame (matemática, linguagens, ciências humanas, ciências da natureza e redação). Seguem respostas a algumas dúvidas freqüentes sobre o programa:

ESCLARECIMENTOS
ProUni e SiSU são diferentes.
O ProUni oferece bolsas de estudos em instituições privadas de Ensino Superior para brasileiros sem diploma de nível superior. O Sistema de Seleção Unificada (SISU) recebe inscrições de interessados em ingressar nas instituições públicas que trocaram o vestibular pelo Enem.

Pode-se fazer inscrição no ProUni e no SiSU, sem problemas. Mas quem faz matrícula em instituição de Ensino Superior pública perde o direito à bolsa do ProUni.

O ProUni oferece dois tipos de bolsas: 1)Bolsa integral para estudantes com renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio; 2)Bolsa parcial de 50% para estudantes com renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos. As bolsas do ProUni valem para toda a duração do curso.

Não é preciso fazer vestibular para concorrer às bolsas do ProUni. O candidato à bolsa também não precisa estar matriculado na instituição em que pretende se inscrever. Apesar disso, algumas instituições participantes optam por aplicar provas de seleção aos candidatos pré-selecionados pelo ProUni. Essa prova é isenta de cobrança de taxa. No momento da inscrição no ProUni, o candidato fica sabendo se a faculdade para a qual quer se inscrever aplica o exame de seleção.

Só pode se candidatar ao ProUni do 1° semestre de 2011 quem fez o Enem 2010 e obteve a nota mínima exigida pelo MEC – essa nota ainda não foi divulgada. Não são consideradas notas obtidas em Enems anteriores. As bolsas são distribuídas conforme as notas obtidas pelos estudantes no Enem. Estudantes com melhores notas têm mais chances de conseguir a bolsa em sua primeira opção de curso e instituição.

Não basta fazer o Enem para se candidatar a uma bolsa do ProUni. Além de ter a nota mínima no Enem, para ter a bolsa do ProUni o estudante precisa: 1) ter renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos; 2) ter cursado todo o Ensino Médio em escola pública ou ter cursado parte ou todo o Ensino Médio em escola privada com bolsa integral. Atenção: quem não satisfaz os critérios de renda e estudo em escola pública pode se candidatar ao ProUni se tiver deficiência ou for professor da rede pública de Ensino Básico – em efetivo exercício do magistério, integrando o quadro permanente da instituição e concorrendo a vagas em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia.

É obrigatória a informação, no momento da inscrição, do número do Enem, do CPF (Cadastro de Pessoa Física) do candidato e senha pessoal.

A lista completa das instituições participantes do ProUni, referente ao primeiro semestre de 2011, será diponibilizada, aos candidatos, no início das inscrições, na página eletrônica de acesso a ficha de inscrição do ProUni.

Todas as instituições participantes do ProUni devem oferecer acesso gratuito à internet para os estudantes que desejarem se inscrever. Além disso, o candidato conta com uma Rede de Parceiros, com endereços disponibilizados na página eletrônica do programa e por meio do 0800.616161, como alternativa para facilitar o processo de inscrição.

Pode-se escolher qualquer curso em qualquer instituição participante do ProUni. Ao se inscrever, o candidato escolhe até cinco opções de cursos, habilitações, turnos ou instituições de Ensino Superior. No entanto, há cursos que exigem requisitos específicos para matrícula. Em alguns cursos de Ciências Aeronáuticas, por exemplo, o estudante deve ter licença de piloto privado e uma determinada quantidade de horas de vôo para poder se matricular. Assim, é necessário muita atenção escolher as opções de curso: se o aluno for aprovado mas não cumprir os requisitos do curso, perderá o direito à bolsa.

O ProUni reserva cotas para afrodescendentes, indígenas e para as pessoas com deficiência.
O percentual de bolsas destinadas aos cotistas é igual ao percentual da população preta, parda e indígena de cada estado, segundo o último censo do IBGE. Vale lembrar que o candidato cotista também deve atender os demais critérios de seleção do programa.

O cálculo da renda familiar por pessoa:
é feito somando-se a renda bruta dos integrantes da família e dividindo-se o resultado pelo número de pessoas da família. Se o resultado for até um salário mínimo e meio, o estudante pode concorrer a uma bolsa integral. Se o resultado for maior que um salário mínimo e meio e menor ou igual a três salários mínimos, o estudante poderá concorrer a uma bolsa de 50%. Além do próprio candidato, a família é composta pelas pessoas que dividem a casa com o candidato, que usem a renda bruta mensal familiar e tenham os seguintes graus de parentesco com o candidato: pai, padrasto, mãe, madrasta, cônjuge, companheiro(a), filho(a), enteado(a), irmão(ã) e avô(ó).

Os resultados do processo seletivo do ProUni são disponibilizados na Internet, no endereço www.mec.gov.br/prouni, pelo telefone 0800 616161 e pelas próprias instituições participantes do ProUni. É de inteira responsabilidade dos candidatos pré-selecionados observar o cumprimento dos prazos estabelecidos, bem como o acompanhamento de eventuais alterações.

Comprovar entrega da documentação exigida: ao receber a documentação do candidato, a instituição de ensino obrigatoriamente fornece um Protocolo de Recebimento de Documentação do ProUni. Mas o candidato deve ficar atento: esse procedimento não garante que documentos adicionais não serão exigidos pelo coordenador ou representante(s) do ProUni na instituição para a qual foi pré-selecionado.

Estudantes contemplados com uma bolsas de 50% que não podem pagar a outra metade da mensalidade, tem acesso ao Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES). Mas é necessário que a instituição e o curso para a qual o candidato foi selecionado tenham firmado Termo de Adesão ao FIES. Para saber mais sobre o FIES, consulte http://www3.caixa.gov.br/fies ou ligue 0800-726-0101.

Para mais informações, consulte os sites do MEC e do ProUni, que apresentam respostas às dúvidas mais freqüentes dos candidatos. O telefone 0800-616161 foi posto à disposição para ajudar nas candidaturas.

*Com informações do site do ProUni

FÓRUM

- Vai se inscrever no ProUni? Conte-nos suas expectativas e dúvidas!


LEIA MAIS

- Notícias sobre vestibular

Compartilhe