Guia do Estudante

Enem

O que estudar a menos de um mês do Enem

Veja os principais assuntos que você deve revisar antes da prova

Carolina Vellei | 03/10/2012 19h 08

Já estamos na reta final para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2012. A menos de um mês para a prova, que será aplicada em 3 e 4 de novembro, é preciso fazer uma boa revisão para estar preparado na hora de responder às questões. Para ajudar você nesta tarefa, o GUIA DO ESTUDANTE conversou com professores de todas as áreas e descobriu quais são os assuntos que merecem atenção especial nestes últimos dias.

- Confira dicas para organizar seus estudos e mandar bem no Enem

- Veja todos os temas de redação que já caíram no Enem

- Confira dicas de como escrever uma boa redação no Enem

- Descubra quais são os temas mais cobrados no Enem

Somados os dois dias de Enem, serão 10 horas para responder a 180 questões, isso sem contar o tempo destinado à redação. É uma prova digna de uma maratona e você deve ter um bom "preparo físico" para encarar o desafio. Quem comenta o assunto é a professora Augusta Aparecida Barbosa, coordenadora do Cursinho do XI. "O aluno deve estar treinado, porque a prova é muito longa e o tempo, muito escasso. Tem gente que não consegue chegar ao final porque está muito cansado", conta.

A professora chegou a citar casos de alunos que não resistem e dormem durante a prova. Você não vai querer ser um deles, não é mesmo? Por isso, é importante que não cometa loucuras nesta reta final. Mantenha seu ritmo de estudo, durma no mínimo 7 horas por noite e se alimente bem. É interessante que o estudante faça pelo menos um simulado antes da prova para ver como é o estilo do Enem e treinar o tempo.

- Saiba a maneira certa de estudar para o vestibular e Enem

- Como não estudar na véspera do vestibular e do Enem

Outra dica importante que a coordenadora dá é: treine a leitura. Leia muito antes da prova. Valem jornais, revistas, livros... Só não pode ficar sem ler! Isso é importante, principalmente para aumentar sua capacidade de interpretação. Muitas vezes o aluno não consegue entender a questão porque se perde no meio de um texto muito longo. Fora isso, você irá perceber que seu ritmo de leitura irá melhorar bastante!

Prova

O Enem será aplicado em 3 e 4 de novembro, em todas as Unidades da Federação. No primeiro dia, o exame terá duranção de 4h30, com início às 13h e termino às 17h30. No segundo dia, serão 5h30 de provas, com início às 13h e término às 18h30. O Enem terá uma redação e quatro provas objetivas, com 45 questões de múltipla escolha cada.

Confira abaixo algumas dicas de assuntos que você deve focar nesta reta final:

Área O que você deve focar Dicas
Redação  - Treine o texto dissertativo. O Enem avaliará a sua capacidade de argumentação. Poderá cair um desses três eixos temáticos: o homem frente a si mesmo (felicidade, honestidade, crenças...), o homem frente ao homem (justiça social, atuação política, violência...) e o homem em relação ao meio biofísico (meio ambiente, poluição, preservação de recursos naturais...)  - O Ministério da Educação (MEC) liberou uma cartilha explicando como funciona a redação. Vale a pena dar uma olhada! Confira neste link.
Português  - Estude principalmente figuras de linguagem, variantes linguísticas (texto formal ou informal, norma culta), funções da linguagem (referencial, poética, metalinguístifca...), gêneros textuais (carta, crônica...)

 - A gramática no Enem é avaliada no contexto do enunciado. Estude como um tempo verbal pode alterar o sentido de uma frase.

 - A prova de Linguagens é a única do Enem em que a resposta pode estar no próprio enunciado. Por isso, faça uma boa leitura da questão.

Inglês  - A prova de inglês é essencialmente de interpretação de texto. Mas é importante assimilar as principais diferenças gramaticais entre o português e o inglês, como falsos cognatos, tempos verbais como o present perfect, a ordem dos adjetivos, os principais sufixos e prefixos, voz passiva e ativa, discurso indireto e frases condicionais.  - Leia sites de jornais ingleses e americanos, principalmente matérias sobre política, ciência e economia, que geralmente são abordadas nas questões. Isso o ajudará a entender a estrutura do idioma e a conhecer novos vocabulários.
Espanhol  - Assim como no inglês, no espanhol é preciso dar atenção à interpretação de texto. Podem cair questões gramaticais ligadas à diferença entre os advérbios muy e mucho, o uso do pretérito indefinido e o pretérito perfeito e estilo indireto.  - O vocabulário deve ser sempre estudado em um contexto. Para aperfeiçoar a leitura, leia alguns textos acadêmicos, publicados por universidades de países como México e Espanha.
Matemática  - Estude porcentagem, conversão de medidas, sólidos geométricos, cálculo de área, funções trigonométricas, funções do 1º e do 2º graus, equações do 1º e do 2º graus, razão e proporção (regra de três, o que diretamente proporcional ou inversamente proporcional).  - Fique atento à leitura de gráficos e tabelas, que sempre aparecem nas questões. Preste muita atenção aos pontos de máximo e mínimo nas funções apresentadas.
História

 - Dê uma revisada em movimentos sociais ao longo da História (organização e luga do operariado, camponeses, movimentos populares anti-escravidão no Brasil, luta das mulheres por diretos civis e políticos).

 - Veja também civilizações indígenas no Brasil e na América e manifestações de cultura popular (Maio de 1968, Diretas Já...).

 - É preciso quase sempre relacionar um texto à uma imagem. Na hora da prova, vale a pena prestar atenção até às legendas e às fontes de onde os materiais foram retirados.
Geografia  - Estude urbanização (cidades, problemas sociais e ambientais urbanos), a questão da indústria mundial, questões ambientais (desmatamento, desgaste de solos), energia (construção de usinas hidrelétricas e suas consequências para o meio ambiente e sociedade), água (de abastecimento à geração de energia).  - Fique atento: na geografia é comum a abordagem de temas ligados à outras áreas, como física e biologia. Por exemplo: questões sobre energia podem abordar tanto aspectos científicos como geográficos.
Biologia  - É importante estudar assuntos ligados à ecologia (ciclos biogeoquímicos - carbono, água e nitrogênio), poluição ambiental, teias alimentares (energia e matéria) e bioquímica relacionada à botânica (fotossíntese).  - Os assuntos que mais caem giram em torno de ecologia, fisiologia (humanos e doenças) e citologia (incluindo manipulações de DNA).
Química  - Dê uma boa revisada em cálculo estequiométrico, equilíbrios químicos, soluções, termoquímica.  - Na parte de orgânica é importante que o estudante conheça as funções e tenha noções de isomeria (plana e espacial)
Física  - Estude principalmente relações energéticas, transformações de energia, circuitos elétricos, energia mecânica. Também é comum aparecer no exame questões sobre Leis de Newton, empuxo e propagação de ondas.  - A física cobrada no Enem é quase sempre ligada ao cotidiano do estudante. Podem cair questões sobre consumo energético de equipamentos eletrônicos de casa (como chuveiro) associadas às leis de Ohm e à potência elétrica.

Consultoria: Professores - Cursinho do XI: Leonardo Braga Scriptore (Inglês), Christian Francis Braga de Oliveira Soares (Espanhol), Roberto Andres (Biologia), Francisco Flávio Ribeiro Viana (Física); Professor - Cursinho da Poli: Eduardo Izidoro Costa (Matemática); Professores - Cursinho Anglo: João Usberco (Química), Francisco Platão Savioli (Português e Redação), Paulo Roberto Moraes (Geografia), Gianpaolo Franco Dorigo (História).

LEIA MAIS

- Notícias de vestibular

- Saiba tudo sobre o Enem

Compartilhe