Guia do Estudante

Enem

Saiba quais são os temas mais cobrados no Enem

Professores dão dicas para mandar bem na prova

Ana Prado | 26/09/2013 19h 18

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi criado pelo Ministério da Educação (MEC) para avaliar o desempenho dos estudantes ao final do ensino médio. Assim, cobra conteúdos aprendidos durante esses três anos - o que é muita coisa. Para quais temas é preciso dar mais atenção? Quais costumam aparecer com mais frequência? 

- Enem 2013: Veja o que você deve revisar faltando menos de um mês para a prova

O GUIA DO ESTUDANTE conversou com professores de cada matéria cobrada para descobrir isso. Eles analisaram as provas aplicadas desde 2009 (ano em que o exame passou a ter o formato atual) e apontaram não só quais os temas mais pedidos, mas também de que forma costumam ser cobrados.

Isso não significa que você deve deixar de estudar os outros, mas é uma boa orientação sobre o que merece mais de sua atenção.

Veja o que eles disseram nos links abaixo:

Veja como estudar para cada prova do Enem:
Ciências Humanas e suas Tecnologias
Física
Química
Biologia
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
Matemática e suas Tecnologias

Os professores também deram boas dicas não só para os estudos, mas também para a hora da prova.

"Há conteúdos que você deve dominar em cada área, mas o Enem também cobra temas que não são necessariamente aprendidos na escola, e sim no dia a dia. Por isso, é bom se empenhar assistir a filmes mais alternativos de vez em quando, ir ao teatro, participar de discussões e debates, enfim, ser um cidadão mais participativo", diz o professor e supervisor de física do curso Anglo, Ronaldo Carrilho.

Todos os professores concordaram que ler bastante é fundamental para o candidato se sair bem. "É tradição do Enem privilegiar a leitura e a interpretação de textos, gráficos, tabelas, mapas, e esquemas. Então o aluno precisa desenvolver e aprimorar essa habilidade", afirma o professor Armênio Uzunian, supervisor de Biologia do curso Anglo.

E não se preocupe com as famosas "decorebas". "Na prova, a pessoa vai encontrar todos os níveis de questões - desde as mais simples até as mais sofisticadas. Mas dados mais específicos, geralmente cobrados nos vestibulares, costumam ser fornecidos na própria pergunta ou no texto que a acompanha", afirma o professor Carrilho.

Segundo ele, a maior reclamação dos seus alunos não é sobre a dificuldade das questões, mas sim com o tamanho dos enunciados e o fato de, por conta disso, eles precisarem correr contra o tempo e acabarem ficando cansados e perdendo a concentração.

"A prova muitas vezes é mais de resistência física que de capacidade intelectual. Os textos são muito longos e pesados para serem lidos em um período de tempo tão curto", explica. Para poder lidar melhor com isso, sua dica é ler a pergunta antes do texto que a acompanha - assim, você já começa a leitura sabendo quais informações vão ser úteis para resolver a questão.



 

LEIA MAIS:

- Notícias de vestibular e Enem

Compartilhe