logo-ge

Programa desenvolve jovens para transformarem a educação brasileira

O programa, que está com inscrições abertas, prevê a capacitação de jovens em pedagogia para transformarem o ensino público

ONG Ensina Brasil se dedica a recrutar jovens de alto potencial que busquem causar impacto positivo no país. Com inspiração no modelo de formação de lideranças da rede global Teach for All, o Ensina desenvolve jovens para se tornarem professores de escolas públicas inseridas em contextos de vulnerabilidade e, posteriormente, atuarem como lideranças em outras frentes que precisem de transformação no país.

O Programa de Desenvolvimento de Lideranças do Ensina Brasil foi criado em 2016 – mas já teve mais de 12 mil inscritos. Para esta edição, as inscrições podem ser realizadas por meio de um formulário online.

De ponta a ponta, o programa recruta e seleciona, realiza uma formação intensiva de 250 horas com foco em práticas pedagógicas e aloca o participante – apelidado de “Ensina” – como professor remunerado do ensino público por dois anos. 

Durante o trabalho, a formação é contínua e realizada em parceria com universidade credenciada pelo MEC. Conta com acompanhamento de tutores, encontros presenciais mensais e mentoria de profissionais de diversas áreas. Os profissionais ainda são incluídos na rede Teach for All, que conta com líderes de 45 países.

Quem pode se candidatar ao programa do Ensina Brasil

De princípio, quem se interessa pelo programa do Ensina Brasil precisa ter em mente que é necessário ter disponibilidade para morar fora e trabalhar integralmente (com remuneração) como professor, por dois anos – entre fevereiro de 2020 e dezembro de 2021.

Os participantes também precisam ter disponibilidade para a formação inicial de cinco semanas, que conta com um módulo presencial em São Paulo, de quatro semanas, e um módulo online em de uma semana.

Além disso, é preciso ser brasileiro, nato ou naturalizado, com português fluente, e graduação completa até dezembro de 2019. Estudantes com a formação postergada para o primeiro semestre de 2020 por conta de greves também são elegíveis. Para os formados, a primeira graduação deve ter sido concluída há, no máximo, 10 anos.

Como funciona o processo seletivo

O processo do programa do Ensina Brasil é concorrido: os 12 mil candidatos mencionados acima tentavam disputaram 130 vagas. Durante a seleção, participantes são avaliados segundo sete critérios da organização:

  • alinhamento de valores;
  • resiliência e persistência;
  • humildade e empatia;
  • habilidades interpessoais;
  • pragmatismo e responsabilização;
  • resolução de problemas e
  • sonhar grande.

Com cinco etapas, o processo seletivo do Programa de Desenvolvimento de Lideranças começa com o preenchimento de um formulário online de inscrição – que pode ser acessado aqui – incluindo informações sobre histórico acadêmico, profissional e atividades extracurriculares.

A segunda etapa é um teste de múltipla escolha e a terceira são perguntas dissertativas de reflexão sobre a própria trajetória. Na quarta fase, o selecionado participa de uma dinâmica em grupo de simulação de uma aula e, por último, passa por uma entrevista. Para mais informações sobre o programa, acesse o site do Ensina Brasil

 

Esse texto foi originalmente publicado no portal Na Prática, da Fundação Estudar, parceira do Guia do Estudante.