logo-ge

Saiba mais sobre o novo ministro da Educação, o pastor Milton Ribeiro

O presidente Bolsonaro anunciou o novo nome para comandar o MEC nesta sexta-feira (10)

Nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta sexta-feira (10) o novo ministro da Educação: o professor e pastor Milton Ribeiro. A nomeação também foi publicada em uma edição extra do “Diário Oficial da União”. O MEC estava sem um responsável pela pasta desde a saída de Abraham Weintraub, no dia 18 de junho, e a queda rápida de Carlos Alberto Decotelli, em 30 de junho. 

A amigos, o novo ministro mandou a seguinte mensagem:

Tive a honra de ser nomeado pelo presidente Jair Messias Bolsonaro para o cargo de Ministro da Educação. Trabalharei incansavelmente para atender às mais altas expectativas e necessidades do nosso grande país.

Acredito ser hora de darmos atenção especial à educação básica, fundamental e ao ensino profissionalizante. Ao mesmo tempo devemos incrementar o ensino superior e a pesquisa científica. Atuaremos em articulação com os Estados, Municípios e seus gestores para mudar a história da educação do nosso país.

Sei da responsabilidade da missão. A educação transforma vidas; transforma uma nação. É hora de um verdadeiro pacto nacional pela qualidade da educação em todos os níveis. Precisamos de todos: da classe política, academia, estudantes, suas famílias e da sociedade em geral. Esse ideal deve nos unir.

Deus abençoe o nosso país!’

Quem é o novo ministro?

Nascido em Santos, litoral de São Paulo, Milton Ribeiro tem 62 anos. Ele é teólogo e advogado, com doutorado em Educação. Além de pastor da Igreja Presbiteriana. Suas falas sobre educação e família já estão causando polêmica.

 

 

Currículo

De acordo com seu currículo na plataforma Lattes, atualizado em abril do ano passado, o escolhido de Bolsonaro tem graduação em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul (1981) e em Direito, pelo Instituto Toledo de Ensino (1990), com mestrado em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2001) e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (2006).

Atualmente

Ele é membro do Conselho Deliberativo do instituto Presbiteriano Mackenzie, entidade mantenedora da Universidade Presbiteriana Mackenzie, e relator da Comissão de Assuntos Educacionais do Mackenzie, além de integrar a Administração Geral da Santa Casa de Santos. No passado, ele também atuou como reitor em exercício e vice-reitor da universidade. 

No governo Bolsonaro

Foi nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro, em maio de 2019, para a comissão de ética pública ligada à Presidência da República. Seu mandato na comissão, que tem como função investigar ministros e servidores do governo, vai até 2022.