Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Escola consola alunos: notas não são tudo na vida!

Por Tânia Vinhas Atualizado em 24 fev 2017, 15h43 - Publicado em 21 jul 2014, 17h11

carta

Você já ficou chateado ao pegar uma prova e ver que a nota não foi lá essas coisas? Enquanto muitos professores fazem os alunos se sentirem mal por isso, a escola primária Barrowford, de Lancashire, Inglaterra, tomou uma atitude louvável.

“Nós estamos muito orgulhosos de você, visto que você demonstrou muito comprometimento e deu o seu melhor durante esta semana difícil”, diz a carta enviada a todos os estudantes que passaram por um teste chamado KS2 (key stage 2), que avalia alunos e escolas do país. Ela continua:

“No entanto, receamos que estes testes nem sempre avaliam o que faz cada um de vocês ser especial e único. As pessoas que criaram e corrigiram estes testes não conhecem vocês como os seus professores conhecem e certamente não os conhecem como os seus familiares.

Eles não sabem que muitos de vocês falam duas línguas. Não sabem que você sabe tocar um instrumento musical ou que sabe dançar ou pintar um quadro. Eles não sabem que os seus amigos contam com você para tudo e nem que a sua risada pode abrilhantar o mais triste dos dias. Eles não sabem que você escreve poesia ou música, que pratica esportes, que faz planos para o futuro ou que às vezes você cuida do seu irmãozinho ou irmãzinha depois da aula.

Continua após a publicidade

Eles não sabem que você viajou para um lugar realmente legal ou que você sabe como contar uma história muito boa e nem que você realmente ama passar tempo com a sua família e seus amigos.

Eles não sabem que você é confiável, gentil ou que se preocupa com as pessoas, e nem que você tenta, todos os dias, dar o seu melhor…

As notas que você tirou podem dizer alguma coisa, mas não dizem tudo. Então curta o seu resultado e fique muito orgulhoso dele, mas lembre-se que existem várias maneiras de ser inteligente”.

A carta já rodou o mundo e a diretora Rachel Tomlinson ficou impressionada com a repercussão nas redes sociais. “Nós nunca dissemos aos alunos que ir bem na escola não é importante. O que nós fazemos é celebrar o fato de enviar estudantes realmente independentes, confiantes e articulados para a próxima etapa de suas vidas acadêmicas”, afirma.

Você gostaria de ter recebido uma cartinha assim na sua escola?

Continua após a publicidade
Publicidade