Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Sem ar-condicionado, alunos da UERJ assistem a aulas sem camisa

Por Tânia Vinhas Atualizado em 24 fev 2017, 15h40 - Publicado em 16 jan 2015, 19h01

alunos uerj

Você, estudante que está de férias, está curtindo o calor que anda fazendo nos últimos dias? Aposto que quem não está na praia e nem dentro da piscina está sofrendo, certo? Agora, imagina passar um calor de 43º, sem ar-condicionado e dentro de uma sala de aula?

Pois é exatamente isso o que está acontecendo na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Os alunos da instituição precisam repor em janeiro as aulas perdidas durante a última greve, além daquelas que não puderam ser dadas durante a Copa do Mundo, visto que o campus fica ao lado do Maracanã. 

Se assistir aula enquanto os outros aproveitam as férias já é chato, imagina com esse calor? Na terça-feira, dia 13, a situação estava tão ruim – a sensação térmica beirava os 50º! – que alguns dos meninos do curso de Engenharia tiraram a camisa. Nem o professor teve coragem de dar bronca. 

Como vivemos na era do “curtir/compartilhar”, a foto dos alunos rodou o WhastApp da galera e logo parou na página Uerj da Depressão. Ainda que bem-humorados, os posts criticam a situação e em pouco tempo a notícia ganhou destaque nos principais portais do país. 

“Estava impossível assistir à aula onde eles estavam, que era um auditório”, contou o perfil que administra a página. “Centenas de salas na UERJ não tem ar. Está um verdadeiro inferno, parece que estamos abraçando o capeta”. 

E, como o ditado diz mesmo que “está no inferno, abraça o capeta”, memes sobre o assunto não param de ser postados nas páginas relacionadas à universidade:

uerj 1

uerj 2

uerj 3

Além disso, já estão sendo criados eventos como o “Biquinaço – Ato pela Climatização das Salas de Aula”. Usando trajes de banho, a intenção é exigir uma solução para o problema. 

O Papo do Intervalo apoia o movimento e deseja sorte aos alunos (deseja também a chegada de uma frente fria, se possível)!

 

(Imagens: Reprodução).  

Continua após a publicidade
Publicidade