logo-ge

As polêmicas envolvendo a política migratória de Trump

Conheça as principais decisões adotadas pelo governo norte-americano para restringir a entrada de estrangeiros nos EUA

A política de “tolerância zero” em relação à imigração ilegal adotada pelo governo do presidente Donald Trump nos Estados Unidos (EUA) provocou muita polêmica nas últimas semanas por separar as crianças dos pais detidos ao tentar ingressar no país sem autorização. Esta diretriz se soma a outras contestadas decisões da política migratória adotada por Trump, para quem as restrições ao ingresso de estrangeiros é uma prioridade em sua agenda.

Durante uma reunião com congressistas na Casa Branca, em janeiro de 2018, Trump causou polêmica ao dizer: “Por que temos todas essas pessoas de países de merda (shithole countries) vinda para cá?”. Ele se referia a El Salvador, Haiti e nações africanas, indicando sua preferência por receber imigrantes de países desenvolvidos, como a Noruega. A frase foi divulgada pelos meios de comunicação americanos a partir do relato de pessoas que participaram do encontro. A Casa Branca não desmentiu a declaração, mas o presidente negou ter usado o termo.

Confira a seguir as principais polêmicas de Trump envolvendo a política migratória norte-americana:

Aprenda mais sobre atualidades: na plataforma do Curso Enem GE, você encontra videoaulas, textos e exercícios sobre esse e todos os outros temas importantes para o Enem e outros vestibulares. Conheça clicando aqui.

Decreto anti-imigração: em junho de 2017 Trump assinou um decreto que restringia a entrada de imigrantes provenientes de diversos países – grande parte de maioria muçulmana –, aos quais o governo norte-americano atribuiu “inclinações terroristas”. A medida, muito criticada por organismos internacionais e juristas no país, suscitou longos embates sobre a constitucionalidade da medida. Em dezembro, a Suprema Corte autorizou que o veto migratório de Trump entrasse em vigor. Dessa forma, ficaram proibidos de entrar nos EUA cidadãos dos seguintes países: Síria, Líbia, Iêmen, Irã, Somália, Chade e alguns funcionários do governo da Venezuela. Paralelamente, o governo ampliou a deportação e a prisão de imigrantes ilegais.

Muro na fronteira com o México: outra proposta de Trump para conter a imigração foi a ampliação de um muro para cercar toda a fronteira com o México. Mesmo tendo assinado um decreto autorizando a sua construção, Trump encontrou dificuldades para conseguir a verba destinada à barreira – ele chegou a dizer que mandaria a conta para o presidente do México. Após muitas negociações, o Congresso aprovou, em março deste ano, um orçamento de 1,6 bilhão de dólares para iniciar a construção do muro. Para Trump, a barreira é uma forma de evitar a entrada de imigrantes ilegais e drogas, associando o México a um país de “traficantes e estupradores”, como chegou a dizer.

Tolerância zero: o governo Trump adotou uma política de tolerância zero contra a imigração ilegal. Em abril deste ano, Trump emitiu uma ordem para que as pessoas pegas entrando no país clandestinamente respondessem a um processo criminal. Com essa decisão, elas passaram a ficar detidas em prisões federais enquanto esperam o julgamento do processo. Antes dessa política, os imigrantes ilegais sem histórico criminal eram processados em tribunais civis e aguardavam em liberdade.

Esta política migratória ainda tem outro perverso efeito colateral: a separação das famílias que ingressam ilegalmente nos EUA. Como a legislação não permite que as crianças fiquem presas, elas passaram a ser levadas para abrigos – entre abril e maio, mais de 2 mil crianças foram separadas dos pais. Diante da indignação mundial que a decisão provocou, em junho, Trump anunciou o fim da separação de pais e filhos. No entanto, os membros das famílias de imigrantes ilegais passarão a ser detidos juntos.

Produtos de Amazon.com.br

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s