Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês
Atualidades no Vestibular Por Blog Acompanhar as notícias - e compreendê-las - é fundamental para quem vai prestar o vestibular. Veja aqui resumos semanais e análises dos acontecimentos mais importantes da semana.

Fique por dentro das principais notícias de 26 a 29 de maio

Por Redação Atualizado em 24 fev 2017, 15h53 - Publicado em 29 Maio 2013, 20h12

Coreia do Sul rejeita oferta de diálogo da Coreia do Norte sobre questão nuclear

A Coreia do Sul negou, na última segunda-feira (27) uma aparente oferta de diálogo feita por um enviado do presidente norte coreano, Kim Jong-un. A oferta foi transmitida por intermédio do governo chinês, país aliado da Coreia do Norte.

De acordo com a imprensa estatal chinesa, Kim afirma que deseja retomar as negociações com seis participantes (as duas Coreias, EUA, Rússia, Japão e China) sobre o programa nuclear norte-coreano. No entanto, o porta-voz do ministério da Unificação Sul-Coreana, Kim Hyung-seok, afirmou que o crescimento de uma força nuclear da região não é negociável.

Recentemente, houve um aumento da tensão entre as duas Coreias, que chegaram a ameaçar o início de um conflito armado. Esta é uma boa oportunidade para entender melhor as questões geopolíticas da região.

Entenda o conflito e a história das Coreias

Coréia: Guerra inacabada

Coreia do Norte suspende cessar-fogo contra Sul

60 anos da conquista do Everest

Em 1963, dois alpinistas conseguiram chegar ao topo da montanha mais alta do mundo. A conquista aconteceu após décadas de tentativas e quinze mortes. A façanha foi realizada pela inglesa comandada por John Hunt e se tornou um importante marco para a autoestima da Inglaterra. Saiba mais sobre essa conquista aqui.

Continua após a publicidade

E descubra a superação de limites, fronteiras  e desafios que marcaram a história.

Comissão da Verdade discute cronograma para exumação do corpo de Jango

A CNV (Comissão Nacional da Verdade) discute nesta quarta-feira (29) um cronograma para a exumação dos restos mortais do presidente João Goulart (1961-1964), que morreu em 1976. A exumação será feita a pedido da família de Jango, que acredita que a morte tenha sido provocada por envenenamento.  A suspeita é de que ele tenha sido assassinado por agentes da Operação Condor –acordo entre governos militares da América Latina, nas décadas de 70 e 80, para perseguir e prender militantes de esquerda.

A versão ganhou força com as declarações do ex-agente secreto uruguaio Mario Neira Barreiro, de que a morte foi ordenada pelo delegado Sérgio Fleury, do Dops (Departamento de Ordem Política e Social), um dos nomes mais associados à tortura à época, a mando da cúpula do regime.

A versão oficial é de que o presidente foi vítima de um ataque cardíaco, mas não foi feita uma necropsia na época.

Saiba mais:

A morte sem fim de Jango

Saiba quais são os segredos históricos do Brasil

Antecipações ao Golpe de 64 e a presidência de João Goulart

Entrevista com a mulher de Jango

Continua após a publicidade
Publicidade