logo-ge

Maduro assume “responsabilidade” por crise da Venezuela; veja notícias

Confira os destaques do noticiário internacional da semana de 30 de julho para quem vai prestar vestibular. Todas as informações são da Agência Brasil.

Maduro assume “responsabilidade” por crise econômica da Venezuela

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, reconheceu nesta segunda-feira (30) sua “responsabilidade” na crise econômica que aflige o país e estimou precisar de dois anos para “conseguir” uma recuperação com “alto nível de estabilidade”.

Apesar de sua enorme riqueza em recursos naturais, especialmente petróleo, a Venezuela atravessa uma severa crise econômica, resultando em uma escassez de alimentos básicos e remédios, má prestação dos serviços públicos e uma altíssima inflação, que o Fundo Monetário Internacional (FMI) estima fechar em 1.000.000% neste ano. Leia mais.

Secretário-geral da ONU apela para que países se unam contra o tráfico

Ao pedir que os países se unam contra o tráfico humano, o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), o português António Guterrez, ressaltou que os traficantes se beneficiam da esperança e do desespero principalmente de mulheres e meninas. O apelo se deu no Dia Mundial contra o Tráfico de Pessoas, que ocorreu nesta segunda-feira (30).

De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), 21 milhões de pessoas são vítimas de trabalho forçado no mundo. O cálculo inclui vítimas de tráfico humano que sofrem, inclusive, exploração no trabalho e sexual. Saiba mais.

EUA investirão US$ 113 milhões na Ásia

 (Reprodução/Reprodução)

Nesta segunda-feira (30), o secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, anunciou que o governo norte-americano irá investir US$ 113 milhões (cerca de R$ 419,7 milhões) em iniciativas energéticas, tecnológicas e de infraestrutura na Ásia.

A medida é uma tentativa de resistir à crescente influência da China nesta área. Pompeo afirmou que os novos fundos representam o compromisso econômico do país com a paz e prosperidade na região. Leia mais.

Proibição do uso de véu leva a protesto contra discriminação

A proibição do uso de qualquer peça que cubra o rosto, incluindo a burca e o nicabe, vestimentas islâmicas, entrou em vigor nesta quarta-feira (1) na Dinamarca. A legislação dinamarquesa segue exemplo do que ocorre na França, Bélgica, Bulgária, Letônia, Áustria e regiões da Suíça, Itália e Alemanha.

A multa pela desobediência pode chegar a mil euros. Porém, as muçulmanas da Dinamarca resolveram enfrentar a lei e protestar. Convocaram para esta quarta-feira uma manifestação pacífica em favor da liberdade religiosa e do direito de usar os trajes do Islã. Saiba mais.

Vaticano modifica Catecismo e declara ‘inadmissível’ a pena de morte

O Papa Francisco aprovou a modificação do Catecismo católico para declarar “inadmissível” a pena de morte e indicou o compromisso da Igreja em encorajar sua abolição no mundo todo, informou nesta quinta (2) a Santa Sé.

Na modificação se assinala que “durante muito tempo o recurso à pena de morte por parte da autoridade legítima, depois de um devido processo, foi considerado uma resposta apropriada à gravidade de alguns crimes e um meio admissível, embora extremo, para a tutela do bem comum”. Leia mais.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s