logo-ge

O legado de problemas da ditadura militar no Brasil

Além do autoritarismo e da violação dos direitos humanos, a ditadura militar deixou como herança graves prejuízos econômicos e sérios problemas sociais

Manifestantes invadem plenário da Câmara em ato de defesa da ditadura militar, em 16 de novembro (foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilManifestantes invadem plenário da Câmara em ato de defesa da ditadura militar, em 16 de novembro (foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Cerca de 50 pessoas invadiram o plenário da Câmara dos Deputados na tarde de 16 de novembro e interromperam a sessão para defender a intervenção militar no Brasil. Os manifestantes pediam a presença de um general na Casa e, posteriormente, se identificaram como um grupo de direita que pede o fim do “governo comunista” no Brasil e é favorável à volta da ditadura militar. Os manifestantes foram encaminhados para a Polícia Legislativa.

Embora não sejam numericamente tão expressivas, as manifestações públicas em defesa da intervenção militar e da ditadura no Brasil estão se tornando mais frequentes. Para esses grupos, apenas os militares são capazes de enfrentar a crise.

Eles fazem apologia de um regime que deixou um rastro de marcas negativas na história brasileira. A ditadura militar (1964-1985) foi caracterizada pelo controle do Estado pela cúpula das Forças Armadas, pela ruptura do regime jurídico em vigor, pela cassação de direitos políticos de opositores e pela violação das liberdades individuais. No período, a tortura foi uma prática sistemática do regime e pelo menos 434 pessoas morreram ou desapareceram, vítimas de crimes cometidos por agentes do Estado.

Além do autoritarismo e da violação dos direitos humanos, a ditadura militar deixou como herança graves prejuízos econômicos e sérios problemas sociais:

DÍVIDA EXTERNA GIGANTE

Ela cresceu mais de 30 vezes: subiu de 3,3 bilhões de dólares, em 1964, para 102 bilhões de dólares (3.000%) até 1984. Isso gerou crise e baixo crescimento econômico nos anos de 1980 e 1990.

1964 1984
Dívida externa US$ 3,3 bilhões US$ 102,2 bilhões

A RENDA PIOROU

O poder de compra do salário mínimo caiu a quase a metade, em valores atualizados.

1964 1984
Salário mínimo* R$ 1.358, 24 R$ 759,18

*valores corrigidos para 2015 (IGP-DI/FGV)

A INFLAÇÃO DISPAROU

A taxa anual subiu de 85% para 178%. a inflação persistiu alta nos anos seguintes até ser controlada com o Plano Real, em 1994.

1964 1984
Inflação 85,6% 178,6%

MAIOR DESIGUALDADE SOCIAL

Além da queda na renda, a economia não acompanhou o crescimento da população nas décadas seguintes. O indicador de desigualdade, o índice Gini, só melhora nos governos civis e apenas nos anos 2000 começou a voltar ao patamar da década de 1960. No índice Gini, vale ressaltar que, quanto mais perto de 1, mais desigual é o país.

1964 1984
Índice Gini* 0,54 0,59

* o índice Gini era calculado a cada dez anos, portanto, o dado é referente a 1960

INCHAÇO DAS CIDADES

A falta de uma ampla reforma agrária foi substituída por uma precarização das condições de vida no campo, o que aumentou a migração da população rural para as cidades e os problemas urbanos.

CORRUPÇÃO

A centralização absoluta de poder gerou uma corrupção impune em superfaturamento de obras, desvio de dinheiro público e nos negócios militares.

>>Veja também: 10 mitos sobre a ditadura no Brasil

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s