Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês
Atualidades no Vestibular Por Blog Acompanhar as notícias - e compreendê-las - é fundamental para quem vai prestar o vestibular. Veja aqui resumos semanais e análises dos acontecimentos mais importantes da semana.

Possível independência da Catalunha acirra tensão na Espanha

Veja os destaques do noticiário internacional da semana de 2/10 para quem vai prestar vestibular. Todas as informações são da Agência Brasil

Por redação 6 out 2017, 17h07

Decisão pelo “sim” em referendo pela independência da Catalunha acirra tensão na Espanha

População balança a bandeira da Catalunha em protesto no dia 3 de outubro em Barcelona, Espanha, contra a violência policial cometida no dia do referendo pela independência. David Ramos/Getty Images

O Governo da Catalunha informou que 90% dos eleitores votaram “sim” pela independência da região e 7,8% votaram “não” em referendo realizado no dia 1º de outubro, em que mais de 2,2 milhões de pessoas participaram. Já o presidente do Governo da Espanha, Mariano Rajoy, declarou que “não houve um referendo” e que todos os espanhóis constataram que o Estado de Direito se mantém “forte e vigente”. Além de não reconhecer a consulta, responsabilizou o governo autonômico catalão, promotor da iniciativa, de ter agido contra a convivência democrática.

O presidente catalão, Carles Puigdemont, denunciou as violações de direitos e liberdades derivadas da intervenção da Polícia Nacional e da Guarda Civil, que foram acionadas pelo governo central espanhol para impedir o referendo. Ele afirmou que as autoridades contabilizam mais de 800 feridos, dois dos quais estão em estado grave, segundo informações do Departamento de Saúde da Catalunha. “Queremos viver em paz”, fora de um Estado “incapaz” de propor “algo diferente da força bruta”, disse.

O Tribunal Constitucional espanhol suspendeu com uma medida cautelar a sessão plenária do Parlamento da Catalunha prevista para a próxima segunda-feira (9) com objetivo de declarar a independência da região. A informação é da Agência Télam. Na última terça-feira (3), a Catalunha enfrentou uma greve geral, com o apoio dos principais sindicatos e organizações pró-independência, em protesto pela atuação policial contra o referendo. A informação é da Agência EFE.

Estado Islâmico assume autoria de ataque que matou 58 e feriu mais de 500 em Las Vegas

O número de mortos no massacre em Las Vegas subiu para 59 e o de feridos para 527, disseram autoridades locais na segunda-feira (2). A informação é da agência de notícias EFE. Stephen Paddock, um homem branco de 64 anos, fez os disparos do quarto que alugou no 32º andar do hotel Mandalay Bay na direção de milhares de pessoas que assistiam a um show de música country e depois cometeu suicídio.

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) assumiu a autoria do ataque. Em um comunicado da agência de notícias Amaq, do EI, cuja autenticidade não pôde ser verificada, o grupo afirma que o autor do atentado é “um soldado do Estado Islâmico”. A informação é da agência EFE. O ataque foi realizado, segundo a Amaq, como resposta às ações da coalizão internacional, liderada pelos Estados Unidos, contra o Estado Islâmico na Síria e no Iraque. Em outro comunicado publicado logo após, a Amaq diz que Stephen Paddock “se converteu ao Islã há vários meses”.

Países afetados pelos furacões no Caribe podem levar décadas para se recuperar, diz ONU

Região em San Isidro, Porto Rico, afetada com falta de energia e água corrente após a passagem do furacão Maria. Mario Tama/Getty Images

O diretor-geral para a América Latina do Programa Mundial de Alimentos da ONU, Miguel Barreto, estimou nesta sexta-feira (6) que os países afetados pelos furacões no Caribe demorarão pelo menos várias décadas para recuperar a via do desenvolvimento e apontou para a necessidade de cooperação da comunidade internacional. As informações são da EFE.

Continua após a publicidade

“O impacto de um furacão em uma ilha gera espaços muito longos de recuperação porque as atividades principais destinadas ao turismo vão estar limitadas por um tempo e as atividades agrícolas de subexistência nacional também”, disse Barreto à Agência EFE.

Israel anuncia fechamento para palestinos de passagem para Gaza e Cisjordânia por 11 dias 

O ministro de Defesa israelense, Avigdor Lieberman, aprovou na segunda-feira (2) o fechamento das passagens para Gaza e Cisjordânia durante os 11 dias que durarem as festividades judaicas do Sucot, começando no dia 4 de outubro, confirmou à Agência EFE o Cogat, organismo militar israelense que administra a ocupação. “O cruzamento (com a Faixa de Gaza) de Erez ficará fechado entre 4 de e 14 de outubro”, afirmou o comunicado do Cogat, que especifica que o fechamento só afetará os palestinos e estará permitido o cruzamento a jornalistas.

Este longo período de fechamento é unusual, já que até agora eram fechados os cruzamentos somente nos primeiro e último dias da comemoração, que é período trabalhista em Israel, exceto nos dias de início e fim. O anúncio foi feito depois que, na semana passada, aconteceu um ataque no assentamento de Har Adar (Cisjordânia), onde um palestino matou três israelenses e feriu um quarto, todos eles guardas de segurança e policiais que controlavam o cruzamento.

Consulado de Cuba em Washington fica com apenas um funcionário após expulsões

O consulado de Cuba em Washington, Estados Unidos, ficará com apenas um funcionário para atender à grande comunidade local, adiantou na terça-feira (3) o chanceler cubano, Bruno Rodríguez, que denunciou a “situação de extraordinária precariedade” da sede diplomática do país após a expulsão da maioria dos trabalhadores pelo governo americano. A informação é da EFE.

Rodríguez criticou também a decisão do Departamento de Estado dos EUA de reduzir drasticamente o número de seus diplomatas na Embaixada americana em Havana após supostos “ataques acústicos” e apontou os efeitos negativos da medida sobre as relações entre os dois países, restabelecidas em julho de 2015 após mais de meio século de rompimento.

 

Continua após a publicidade
Publicidade